The Voice Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela versão infantil do reality, veja The Voice Kids (Brasil).
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Voice Brasil
Logotipo usado na 5ª temporada
Informação geral
Formato Talent show
Gênero Musical
Duração 70 minutos
Criador(es) John de Mol
Roel van Velzen
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Boninho
Creso Eduardo Macedo
Apresentador(es) Tiago Leifert
(2012–presente)
Daniele Suzuki
(2012, 2015)
Miá Mello
(2013)
Fernanda Souza
(2014)
Mariana Rios
(2016)
Jurados Carlinhos Brown
(2012–presente)
Claudia Leitte
(2012–presente)
Lulu Santos
(2012–presente)
Daniel
(2012–2014)
Michel Teló
(2015–presente)
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 23 de setembro de 2012 – presente
N.º de temporadas 5
N.º de episódios 66
Cronologia
Programas relacionados The Voice
The Voice Portugal
Fama
Ídolos
Superstar
The Voice Kids
X Factor (Brasil)

The Voice Brasil é um talent show brasileiro exibido pela Rede Globo. É a versão brasileira do formato original holandês The Voice of Holland, criado por John de Mol. A primeira temporada teve estreia em 23 de setembro de 2012, contando com apresentação de Tiago Leifert e Daniele Suzuki (nos bastidores), e tendo Carlinhos Brown, Claudia Leitte, Lulu Santos e Daniel como técnicos e jurados.[1] Na segunda temporada, Miá Mello substituiu Daniele Suzuki nos bastidores e na terceira temporada Fernanda Souza assumiu o posto. Na quarta temporada, Daniele Suzuki voltou a apresentar os bastidores, sendo substituída por Mariana Rios na quinta temporada. Devido a exigências contratuais, Daniel foi substituído por Michel Teló no júri, a partir da quarta temporada.[2]

Diferente dos shows de talentos comuns, The Voice Brasil, seguindo os demais equivalentes pelo mundo, valoriza apenas a voz de um competidor, não julgando a sua aparência ou performance de palco. Também tem como diferença de outros programas similares ter um artista pronto e não moldá-lo. O diretor-geral, Carlos Magalhães, explica que "todos os participantes são profissionais que já têm experiência".[1]

Geral[editar | editar código-fonte]

A série faz parte da franquia The Voice e é baseado em um formato de competição semelhante na Holanda, intitulado The Voice of Holland. O vencedor tem direito a um prêmio de 500 000 reais, um contrato de gravação com a Universal Music, gerenciamento de carreira e um carro 0 km.

Produção[editar | editar código-fonte]

Os jurados atuais do The Voice Brasil

Em maio de 2011, a Rede Globo comprou os direitos do formato surgido na Holanda para produzir o The Voice Brasil, que será feito em conjunto com as produtoras Endemol e Mark Burnett. Antes, havia interesse por parte da Rede Bandeirantes e do SBT pelo programa.[3] Já em 2011, foi confirmada a direção de Boninho, que, sobre os jurados do programa, em meio a especulações afirmou que "um cantor sertanejo de renome" faria parte do júri,[3] o que depois confirmou-se com a aceitação do cantor Daniel para trabalhar no talent show.

As inscrições para o programa foram abertas em maio de 2012, um ano após a compra dos direitos pela Rede Globo.[4] A equipe de produção do programa realizou audições para escolher possíveis participantes em oito capitais brasileiras: Brasília, Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte, Natal e Salvador; entrevistando aproximadamente 20 mil inscritos e escolhendo 105 para entrar no programa.[1]

Seguindo o mesmo formato do programa americano, a Rede Globo escolheu produtores inclusive parecidos com os dos Estados Unidos. Em The Voice, na NBC, os jurados são Christina Aguilera, que foi comparada a Claudia Leitte; Cee Lo Green, comparado a Carlinhos Brown; Adam Levine comparado a Lulu Santos; e Blake Shelton, comparado a Daniel. Quanto a isso, Magalhães, o diretor-geral, afirma que "foi por acaso" e que a escolha dos jurados brasileiros foi resultado de busca por "artistas top".[1]

Em 12 de junho de 2012, foi confirmado que o jornalista esportivo Tiago Leifert iria ser o apresentador da atração.[5] A atriz Daniele Suzuki ficaria responsável por acompanhar os bastidores do programa.[6]

Fases[editar | editar código-fonte]

O programa, atualmente, consiste nas fases: Audições às Cegas, Batalhas, Rodada de Fogo e Shows ao vivo (que inclui a Final). Na primeira temporada, não houve a fase Tira-teima e, por isso, a fase dos Shows ao vivo foi feita em seis episódios, contando com a final. A partir da segunda temporada, foi introduzida a fase Tira-teima, reduzindo a fase dos Shows ao vivo. Na quarta temporada, a fase do Tira-teima foi substituída pela Rodada de Fogo.

Audições às cegas[editar | editar código-fonte]

Nas audições, exibidas nos quatro ou cinco primeiros episódios, os candidatos se apresentam para os técnicos (jurados), que ficam de costas, só escutando o artista e sem contato visual. O técnico que se interessar aperta o botão "Eu quero você", que faz a cadeira virar de frente, e assiste à apresentação. A intenção é que cada técnico forme uma equipe com 12 candidatos (duplas musicais são contadas como um candidato só). Se apenas um técnico apertar o botão, o candidato é limitado à equipe deste técnico. Se mais de um técnico apertar o botão, a escolha é do candidato para qual equipe vai integrar, dentre os que apertaram o botão. Se nenhum técnico apertar o botão, o candidato não avança para a próxima fase.

Batalhas[editar | editar código-fonte]

Cada equipe de cantores vai ser orientada e desenvolvida por seu técnico. Nesta fase, que tem a duração de dois ou três episódios, os técnicos contam com o auxílio de assistentes, geralmente um cantor convidado pelo respectivo técnico. Os técnicos terão dois membros de sua equipe "batalhando" um contra o outro, cantando juntos a mesma canção. O técnico irá escolher qual membro da sua equipe vai avançar para a próxima fase, sendo que os outros técnicos podem pegar até dois ou três membros (de acordo com cada temporada) de outra equipe que tenham sido eliminados. Seguindo o mesmo formato da primeira etapa, se mais de um técnico quiser o cantor, é ele quem escolhe para qual equipe irá, dentre os que se interessaram. Se nenhum dos outros técnicos se interessar em pegar o candidato, este é eliminado.

Tira-teima[editar | editar código-fonte]

A partir desta fase, que é feita em dois episódios, os candidatos se apresentam individualmente, ao vivo, e o público começa a ter o poder de decisão. Na segunda temporada, o técnico escolhia três candidatos de sua equipe para se apresentarem e serem votados pelo público. O mais votado pelo público passava automaticamente para a próxima fase e os dois restantes eram eliminados. Cada técnico podia salvar no "peguei" apenas um candidato eliminado de outra equipe. No segundo episódio do tira-teima, entretanto, os técnicos que não haviam salvo ninguém perdia o direito de fazer o mesmo. Na terceira temporada, o Tira-teima era dividido em dois programas onde o técnico escolhia quatro candidatos de sua equipe para cantarem; o mais votado pelo público passava automaticamente para a próxima fase e o técnico salvava um dos outros três, e ao fim dos dois tira-teimas sobravam quatro participantes em cada time. Consequentemente, como não há mais o "peguei", os quatro restantes que não foram salvos pelo público nem pelo técnico são eliminados da competição.

Rodada de Fogo[editar | editar código-fonte]

Nesta nova fase, introduzida na quarta temporada no lugar do "tira-teima", cada técnico pode escolher quatro candidatos do seu time e passá-los direto para a próxima etapa. Os demais participantes disputam entre si as últimas vagas nos shows ao vivo.[7]

Batalha dos Técnicos[editar | editar código-fonte]

Na fase "Batalha dos Técnicos", introduzida na quinta temporada após a fase das Batalhas e substituindo a "Rodada de Fogo", uma voz de um time compete com uma voz de outro time ao vivo. A decisão do vencedor desta batalha (em que cada candidato canta uma música diferente) é feita pelo voto do público.

Remix[editar | editar código-fonte]

Na fase "Remix", que veio depois da "Batalha dos Técnicos" na quinta temporada, todos os candidatos do programa realizam apresentações e cabe aos técnicos decidir quem continua no programa por meio do famoso botão vermelho. Cada técnico dispõe de três vagas no time. Duas delas devem ser preenchidas pressionando o botão vermelho ao final de cada apresentação e, caso mais de um técnico aperte o botão, cabe ao candidato escolher em qual time seguir. A terceira e última vaga será preenchida ao final de todas as apresentações, em uma repescagem com os não-aprovados na primeira parte do programa, selecionando assim três vozes para participarem da semi-final do programa.

Shows ao vivo[editar | editar código-fonte]

Os candidatos restantes irão competir uns contra os outros de sua equipe entre dois episódios. Os candidatos de cada equipe que não receberam votos suficientes do público, nem forem salvos por seu técnico, devem ser eliminados. No último programa antes da final, quando restam dois participantes em cada equipe, os competidores fazem shows separadamente e a porcentagem dos votos do público viram pontos que são somados aos outros trinta pontos que o técnico do time em apresentação distribuirá como quiser entre seus candidatos, assim tanto o público quanto o técnico tem participação decisiva na escolha do representante do time na final. Assim, cada time fica com um participante e os quatro disputam a final.

Final[editar | editar código-fonte]

Quando um membro da equipe permanecer para cada técnico, esses quatro concorrentes vão competir na final, com o cantor mais votado pelo público sendo declarado o vencedor da temporada do The Voice Brasil.

Técnicos e participantes[editar | editar código-fonte]

Em 5 de junho de 2012, a Rede Globo confirmou oficialmente os quatro técnicos para a primeira temporada: a cantora de axé e pop Claudia Leitte, o cantor e compositor de pop rock Lulu Santos, o cantor, compositor, instrumentista Carlinhos Brown, e o cantor sertanejo Daniel.[8] No dia 11 de março de 2013, foi confirmado que todos os quatro técnicos voltariam para a segunda temporada[9]. A mesma bancada de técnicos foi mantida para a terceira temporada em 2014. No dia 6 de julho de 2015, a Rede Globo confirmou a troca de Daniel por Michel Teló na quarta temporada.[2]

Técnicos e finalistas[editar | editar código-fonte]

     – Técnico vencedor

Temporada Técnicos e finalistas
1 Lulu Santos Carlinhos Brown Claudia Leitte Daniel
Maria Christina
Kesia Estácio
Marquinho Osócio
Lorena Lessa
Patricia Rezende
Gabriel Levan
Luana Mallet
Greicy Schwendner
Thaís Moreira
Ellen Oléria
Ludmillah Anjos
Mira Callado
Dani Morais
Rafah
Quesia Luz
Mayara Prado
Dani Montouri
Karla da Silva
Ju Moraes
Thalita Pertuzatti
Ana Rafaela
Bella Stone
Nayra Costa
Gustavo Fagundes
Grace Carvalho
Sandra Honda
Breno Lima
Liah Soares
Danilo Dyba
Junior Meirelles
Alma Thomas
Pedro Eduardo
Carol Marques
Priscylla Lisboa
Fernando Cruz
Vinny Brito
2 Lulu Santos Carlinhos Brown Claudia Leitte Daniel
Pedro Lima
Luana Camarah
Dom Paulinho Lima
André & Kadu
Amanda Amado
Nando Motta
Carina Mennitto
Luciana Balby
Lucy Alves
Marcos Lessa
Rodrigo Castellani
Rafael Furtado
Bruna Barreto
Heverton Castro
Ângelo & Angel
Raíza Rae
Nene Oliveira
Sam Alves
Gabby Moura
Khrystal
Rully Anne
Jullie
Débora Cidrack
Maylssonn
Guto Santana
Bruna Góes
Júlia Tazzi
Rubens Daniel
Cecília Militão
Marcela Bueno
Anne Marie
Alessandra Crispim
Herli Dias
Gustavo Trebien
Samya Nalany
Ana Lonardi
3 Claudia Leitte Lulu Santos Daniel Carlinhos Brown
Lui Medeiros
Leandro Buenno
Nise Palhares
Kall Medrado
Amarildo Fire
Nathalie Alvim
Millane Hora
Priscila Brenner
Danilo Reis & Rafael
Nonô Lellis
Edu Camargo
Maria Alice
Deena Love
Gabriel Silva
Dudu Fileti
Twyla
Kim Lírio
Jésus Henrique
Vitor & Vanuti
Carla Casarim
Kynnie Williams
Thiago Costa
Kiko & Jeanne
Ricardo Diniz
Romero Ribeiro
Rose Oliver
Joey Mattos
Paula Marchesini
Isadora Morais
Princess La Tremenda
Hellen Lyu
Vanessa Borges
4 Carlinhos Brown Michel Teló Lulu Santos Claudia Leitte
Junior Lord
Paula Sanffer
Agnes Jamille
Rebeca Sauwen
Gau Silva
Adna Souza
Dani Lino
Matheus Zuck
Renato Vianna
Renan Ribeiro
Edu Santa Fé
Matteus
Mali
Franciele Karen
Xanndy
Leo Chaves
Ayrton Montarroyos
Joelma Santiago
Jonnata Lima
Tori Huang
Cris Silva
Marcos Matarazzo
Nando Vianna
Thais Moreira
Nikki
Brícia Helen
Allice Tirolla
Lorena Ly
Vanessa Macedo
William San'Per
Paulynha Arrais
Tabatha Fher
5 Lulu Santos Carlinhos Brown Claudia Leitte Michel Teló
Dan Costa
Gabriela Ferreira
Lumi
Rafah
Cammie
Denilson Bhastos
Fabiane Alcântara
Kássia Marvila
Vitória Carneiro
Afonso Cappelo
Brena Gonçalves
D'Lara
Aretha Lima
Cinthia Ribeiro
Laura Dalmas
Lilian e Layane
Nira Duarte
Danilo Franco
Alexey Martinez
Jade Baraldo
Camila Matoso
Cobra
Joana Castanheira
Renan Zonta
Sih
Mylena Jardim
Bruno Gadiol
Gabriel Correa
Amanda Lince
Anna Akisue
Cristyellem Camargo
Luan Douglas
Os vencedores estão em negrito, os finalistas em itálico e os demais participantes separados por ordem de eliminação.

Assistentes convidados[editar | editar código-fonte]

Temporada Lulu Santos Carlinhos Brown Claudia Leitte Daniel
1 Preta Gil Rogério Flausino Ed Motta Luiza Possi
2 Gaby Amarantos Maria Gadú
3 Di Ferrero Dudu Nobre
4 Lulu Santos Carlinhos Brown Claudia Leitte Michel Teló
Di Ferrero Rogério Flausino Alexandre Pires Luiza Possi
5 Ivete Sangalo

Linha do tempo dos técnicos[editar | editar código-fonte]

Técnico Temporadas
1 2 3 4 5
Carlinhos Brown
Lulu Santos
Daniel
Claudia Leitte
Michel Teló

Sumário[editar | editar código-fonte]

Legenda

     Time Brown
     Time Claudia
     Time Daniel
     Time Lulu
     Time Michel
Temp. Ano Vencedor(a) Outros finalistas Técnico vencedor Apresentador Bastidores
1 2012 Ellen Oléria Ju Moraes Liah Soares Maria Christina Carlinhos Brown Tiago Leifert Daniele Suzuki
2 2013 Sam Alves Lucy Alves Pedro Lima Rubens Daniel Claudia Leitte Miá Mello
3 2014 Danilo Reis & Rafael Kim Lírio Lui Medeiros Romero Ribeiro Lulu Santos Fernanda Souza
4 2015 Renato Vianna Ayrton Montarroyos Junior Lord Nikki Michel Teló Daniele Suzuki
5 2016 Mylena Jardim Afonso Cappelo Dan Costa Danilo Franco Mariana Rios

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Ellen Oléria, vencedora da primeira temporada.

1.ª temporada (2012)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil (1.ª temporada)

A primeira temporada começou no dia 23 de setembro de 2012 e foi ao ar até dia 16 de dezembro de 2012, num total de 13 episódios semanais. As exibições foram nas tardes de domingo da Rede Globo. Na final do programa, ficaram Ellen Oléria (time Carlinhos Brown), Ju Moraes (time Claudia Leitte), Liah Soares (time Daniel) e Maria Christina (time Lulu Santos). A vencedora foi a brasiliense Ellen Oléria, com 39% dos votos. Ellen ganhou o prêmio de 500 mil reais, um contrato com a gravadora Universal Music, gerenciamento de carreira, um carro 0 km e um show no réveillon de Copacabana no Rio de Janeiro em 2013.[10]

2.ª temporada (2013)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil (2.ª temporada)

A segunda temporada estreou em 3 de outubro de 2013, e a partir desta temporada o programa foi transferido para as noites de quinta-feira no lugar de A Grande Família.[11] A final foi exibida no dia 26 de dezembro de 2013, totalizando 13 episódios semanais. Na final do programa, ficaram Lucy Alves (time Carlinhos Brown), Pedro Lima (time Lulu Santos), Rubens Daniel (time Daniel) e Sam Alves (time Claudia Leitte). O cearense Sam Alves venceu o programa com 43% de mais de 29 milhões de votos, ganhando 500 mil reais, gerenciamento de carreira e um contrato com a Universal Music. Anteriormente, Sam apareceu na quarta temporada do The Voice dos Estados Unidos, mas nenhum técnico virou a cadeira nas audições às cegas.

3.ª temporada (2014)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil (3.ª temporada)

A terceira temporada estreou em 18 de setembro de 2014, e foi ao ar até dia 25 de dezembro de 2014, totalizando 14 episódios semanais (o programa, excepcionalmente, não foi exibido no dia 2 de outubro de 2014 devido ao debate das Eleições 2014). A partir desta temporada, a idade mínima para a inscrição baixou de 18 anos para 16 anos. Na final do programa, ficaram Danilo Reis & Rafael (time Lulu Santos), Kim Lírio (time Daniel), Lui Medeiros (time Claudia Leitte) e Romero Ribeiro (time Carlinhos Brown). A dupla mineira Danilo Reis & Rafael venceu a temporada com 43% dos votos, ganhando o prêmio de 500 mil reais, contrato com a Universal Music, um carro e o gerenciamento de carreira. É a primeira vez que uma dupla se consagra vencedora em todas as franquias mundiais do The Voice e eles são os primeiros vencedores do The Voice Brasil que foram "roubados" por outro técnico após perderem a fase das batalhas.

4.ª temporada (2015)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil (4.ª temporada)

A quarta temporada estreou em 1 de outubro de 2015, e foi ao ar até o dia 25 de dezembro de 2015 (a final foi realizada excepcionalmente em uma sexta-feira devido ao dia da Véspera de Natal ter sido na quinta-feira), totalizando 13 episódios semanais. Daniel não foi mais jurado e foi substituído por Michel Teló, sendo a primeira substituição nos jurados na edição brasileira. Na final do programa, ficaram Ayrton Montarroyos (time Lulu Santos), Junior Lord (time Carlinhos Brown), Nikki (time Claudia Leitte) e Renato Vianna (time Michel Teló). O paulista Renato Vianna venceu a temporada com 56% dos votos, ganhando o prêmio de R$ 500 mil, além do gerenciamento de carreira e um contrato com a Universal Music.

5.ª temporada (2016)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil (5.ª temporada)

A quinta temporada estreou em 5 de outubro de 2016, e foi ao ar até o dia 29 de dezembro de 2016 (a estreia foi realizada excepcionalmente em uma quarta-feira devido ao jogo das Eliminatórias da Copa ter sido na quinta-feira), totalizando 13 episódios semanais. Contou com Ivete Sangalo ocupando o cargo de Supertécnica, que ajudou os técnicos a treinarem os participantes na fase das batalhas. Essa foi a primeira temporada em que esse recurso foi utilizado. Duas novas fases foram inauguradas na quinta temporada: a "Batalha dos Técnicos" e a fase "Remix". Na "Batalha dos Técnicos", os participantes de diferentes times se enfrentam e cabe ao voto do público decidir quem continua na competição. Na fase "Remix", todos os participantes se apresentam e fica sob responsabilidade dos técnicos apertar os botões vermelhos e resgatar três vozes cada para a disputa da semi-final. A mineira Mylena Jardim venceu a quinta temporada com 34% dos votos, representando o time Michel Teló após ser "roubada" do time Claudia Leitte na fase "Remix". Mylena foi a primeira mulher a ganhar depois de três temporadas.

Audiência[editar | editar código-fonte]

Todos os números estão em pontos e fornecido pelo IBOPE.

Temporada Horário Episódios Estreia Final Média-geral

(em pontos do IBOPE)

Ref.
Data Audiência Data Audiência
1 Domingo, 14:20 13
23 de setembro de 2012
15.5
16 de dezembro de 2012
14.0 15 [12] [13] [14]
2 Quinta-feira, 22:30 13
3 de outubro de 2013
24.0
26 de dezembro de 2013
27.0 26 [15] [16] [17]
3 14
18 de setembro de 2014
21.1
25 de dezembro de 2014
22.2 22 [18] [19]
4 13
1 de outubro de 2015
20.2
25 de dezembro de 2015
21.0 20 [20] [21]
5 13
5 de outubro de 2016
22.9
29 de dezembro de 2016
18.8 21 [22]
  • Cada ponto representa um número específico de casas em São Paulo.

2012: 60.000 casas
2013: 62.000 casas
2014: 65.000 casas
2015: 67.000 casas
2016: 69.000 casas

Músicas lançadas pelos participantes[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de The Voice Brasil

Após deixar o programa, diversos participantes estabeleceram uma carreira na música, lançando álbuns e singles, além de aparecerem em trilhas sonoras de novelas. Os lançamentos mais notáveis são de Ellen Oléria, vencedora da primeira temporada, e Sam Alves, campeão da segunda edição. Em 2013, Ellen vendeu cerca de 15 mil cópias de seu primeiro álbum.[23] No ano seguinte, foi a vez de Sam Alves, que vendeu aproximadamente 20 mil cópias em seu primeiro CD, além de ter estreado no topo da lista de vendas do iTunes.[24]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Durante as audições exibidas na estreia da primeira temporada do programa, no dia 23 de setembro de 2012, em que os técnicos ficam de costas para os participantes, houve uma polêmica acerca da eliminação de um candidato de origem indígena. Yuri, morador da Aldeia Jatobá, no Mato Grosso, cantou a canção "Sinônimos", de Zé Ramalho e Chitãozinho & Xororó, e não recebeu a aprovação de nenhum dos técnicos, sendo eliminado do programa. Ao fim da música, quando todos os jurados se viram para o cantor para por fim vê-lo pela primeira vez, houve um espanto por parte deles e repentina aprovação pela sua voz. Carlinhos Brown afirmou ao descobrir que Yuri era de origem indígena: "que dia festivo para o Brasil tê-lo aqui representando sua etnia". Quanto à sua voz, elogiou-a dizendo ser "brasileira" e concluiu dizendo estar "arrependido de não ter batido", se referindo ao botão que o faria aprovar o candidato.[25] No dia 25 de setembro de 2012, o apresentador Tiago Leifert, em entrevista ao programa Mais Você, afirmou que a Rede Globo estaria cogitando dar mais uma chance ao candidato. Tal atitude, que ia contra as regras do programa até a segunda temporada, teria sido motivada por movimentos em redes sociais para que Yuri voltasse ao programa. Tiago afirmou que "a campanha está fortíssima".[26] Segundo Tiago, uma forma possível de trazer o candidato de volta ao programa seria o caso de "sobrar alguma vaga no time de um dos jurados", ele completou: "acho difícil que isso aconteça, mas eu torço para que o Yuri volte".[26] A revista Veja interpretou que se "estaria criando o primeiro caso de cotas num reality show".[25] Apesar da campanha, o candidato não voltou ao programa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Pollyane Lima e Silva (18 de setembro de 2012). «'The Voice Brasil': show de talentos para profissionais». Veja. Consultado em 18 de setembro de 2012 
  2. a b . G1. 6 de julho de 2015 http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/07/michel-telo-no-voice-brasil-cantor-vai-substituir-daniel.html. Consultado em 6 de julho de 2015  Texto "título vinicius freire no 'The Voice Brasil': cantor vai substituir Daniel " ignorado (ajuda); Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. a b Fernando Oliveira (17 de maio de 2011). «Globo compra o reality show 'The Voice' e primeiros nomes começam a circular nos bastidores». Portal iG. Consultado em 19 de agosto de 2011 
  4. Mônica Bergamo (25 de abril de 2012). «Globo abre em maio inscrições para programa "The Voice"». Folha de S. Paulo. Consultado em 23 de agosto de 2012 
  5. «Tiago Leifert é o apresentador do The Voice Brasil». Globo.com. 12 de junho de 2012. Consultado em 25 de setembro de 2012 
  6. «Daniele Suzuki também está na equipe do The Voice Brasil». Globo.com. Consultado em 25 de setembro de 2012  Texto "23 de agosto de 2012 " ignorado (ajuda)
  7. MC (02 de outubro de 2015). «Entenda as Fases 2015». Gshow  Verifique data em: |date= (ajuda)
  8. «Claudia Leitte, Carlinhos Brown, Daniel e Lulu Santos são os técnicos do The Voice». Globo.com. 5 de junho de 2012. Consultado em 25 de setembro de 2012 
  9. «Brown, Claudia Leitte, Daniel e Lulu estão confirmados para a 2.ª temporada». Globo.com. 11 de março de 2013. Consultado em 1 de julho de 2013 
  10. «Começa o programa The Voice Brasil 2012». OsPaparazzi. 24 de setembro de 2012. Consultado em 25 de setembro de 2012 
  11. «The Voice volta em outubro, dessa vez nas noites de quinta-feira». R7. 15 de julho de 2013. Consultado em 1 de agosto de 2013 
  12. «Rede Globo > eptv - Confira a grade de programação no Sul de Minas de 22 a 28/9». redeglobo.globo.com. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  13. «The Voice estreia com boa audiência, mas pouco impacto - blogs e colunas - UOL TV e Famosos». UOL TV e Famosos.  
  14. «Em final burocrática, 'The Voice Brasil' 'desce o tom' com Ibope morno». Jornal do Brasil 
  15. «Confira a grade de programação da EPTV Sul de Minas de 28/9 a 4/10». redeglobo.globo.com 
  16. «"The Voice Brasil" chega ao fim como o grande acerto em audiência da Globo no ano». Outro Canal - Folha de S.Paulo - Blogs. Consultado em 7 de outubro de 2016 
  17. «Segunda temporada do "The Voice Brasil" estreia com alta audiência». RD1. 4 de outubro de 2013 
  18. «Confira as audiências consolidadas de quinta-feira, 18 de setembro». O Planeta TV 
  19. «Audiências consolidadas desta quarta e quinta-feira (24/12/14 a 25/12/14) – Famosos na Web». Famosos na Web. 26 de dezembro de 2014 
  20. Vieira, Bernardo (2 de outubro de 2015). «Consolidados de quinta-feira, 01/10/2015 - Audiência da TV». Registro POP.  
  21. «No Natal, "The Voice" tem pior audiência de final à noite; confira os consolidados da sexta-feira (25/12/15) – TV Foco». TV Foco - Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos. 28 de dezembro de 2015 
  22. «"The Voice Brasil" tem maior audiência de estreia desde 2013; confira os consolidados desta quarta-feira (05/10/16) – TV Foco». TV Foco - Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos. 6 de outubro de 2016 
  23. «Ellen Oléria: 15 mil cópias vendidas e single para audição». Território da Música. 19 de novembro de 2013. Consultado em 23 de outubro de 2014 
  24. «Por onde andam os vencedores brasileiros dos reality shows de música». Zero Hora. 22 de abril de 2015. Consultado em 18 de agosto de 2015 
  25. a b «'The Voice' pode inaugurar a era das cotas nos reality shows». Veja. 24 de setembro de 2012. Consultado em 24 de setembro de 2012 
  26. a b «Tiago Leifert cogita retorno do índio eliminado do 'The Voice Brasil'». Jornal do Brasil. 25 de setembro de 2012. Consultado em 25 de setembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]