Lucy Alves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lucy Alves
Lucy Alves participando do carro de som da Imperatriz Leopoldinense, no Carnaval 2016.
Nome completo Lucyane Pereira Alves
Nascimento 6 de março de 1986 (36 anos)
João Pessoa, PB
Residência Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileira
Estatura 1,65m
Ocupação
Período de atividade 2013–presente
Prêmios Lista
Carreira musical
Período musical 2014–presente
Gênero(s)
Instrumento(s)
Gravadora(s) Universal Music (2013–2015)
Warner Music Brasil (2016–presente)
Influências
Página oficial
lucyalves.com.br

Lucyane Pereira Alves (João Pessoa, 6 de março de 1986),[2] mais conhecida como Lucy Alves, é uma atriz, cantora, compositora e multi-instrumentista brasileira.[3] Ela recebeu vários prêmios ao longo de sua carreira, incluindo um Prêmio Extra, e um Melhores do Ano, além de ter recebido indicações para um Grammy Latino, um Prêmio APCA, e um Prêmio Bibi Ferreira. Em 2022, Lucy está interpretando Brisa, na novela Travessia.[4]

Alves iniciou sua carreira na música ainda criança integrando grupos musicais em sua cidade natal. Ela é graduada em música pela Universidade Federal da Paraíba e participa do grupo musical Clã Brasil, com quem já lançou diversos projetos.[5] No entanto, ela ganhou fama ao participar do reality show The Voice Brasil, ficando em 2° lugar na competição.[6] O sucesso no programa lhe rendeu convite para atuar no teatro, estreando no musical Nuvem de Lágrimas como a protagonista Bete.[7] Ela teve seu desempenho elogiado pela crítica e foi indicada ao Prêmio Bibi Ferreira. Em 2016, por seu trabalho no álbum Lucy Alves & Clã Brasil no Forró do Seu Rosil, ela foi indicada ao Grammy Latino, maior premiação da música da América Latina.[8]

Em 2016, Lucy recebeu aclamação da crítica por sua interpretação como a antagonista Luzia dos Anjos na novela Velho Chico, exibida no horário nobre da TV Globo. Por seu desempenho, ela recebeu diversos prêmios, incluindo um Prêmio Extra, além da nomeação ao Prêmio APCA de melhor atriz de televisão, um dos mais tradicionais prêmios do país.[9] Em 2017 esteve na novela Tempo de Amar como a empregada doméstica Eunice.[10] Em 2020, interpretou a protagonista da novela Amor de Mãe em sua primeira fase.[11] Em 2022 ela estreou na Netflix protagonizando a série Só Se For Por Amor.[12] No mesmo ano, realizou seu maior papel na televisão, a protagonista Brisa da novela Travessia, exibida às 21h pela TV Globo.[13]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lucy começou sua vida artística aos quatro anos de idade, ingressou no mundo da música pelo Projeto Formiguinhas e depois sendo violinista na Orquestra Infantil da Paraíba e da Camerata Izabel Burity. Participou como solista das Orquestras Sinfônicas da Paraíba e de Recife e da Orquestra da Câmara de João Pessoa.[14] Tocou violino no Conservatório Musical da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Foi também na UFPB que ela se graduou em música.[5] Desde 2002, ela está entre as integrantes do grupo nordestino Clã Brasil, no qual lançou oito álbuns, sendo dois álbuns ao vivo e dois DVDs. Após sua participação no programa The Voice Brasil assinou contrato com a gravadora Universal se lançando em carreira solo.[15]

Em 2022, assumiu publicamente sua bissexualidade[16]

Carreira[editar | editar código-fonte]

O grupo Clã Brasil é oriundo de Itaporanga (PB) e formado no início dos anos 2000. A formação base conta com as três irmãs Lucyane, Laryssa, Lizete e a mãe Maria José, além do pai, José Hilton. Conta também com a participação de dois irmãos, filhos de um amigo de José Hilton, que são Fabiane e Francisco. A família sempre frequentou os bancos acadêmicos de prática e teoria musical. Com forte influência dos maiores nomes da música tradicional nordestina, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Antônio Barros, Jacinto Silva, Gordurinha e Elino Julião, lançaram seu primeiro CD em 2002 intitulado de "A sedução do Clã Brasil". No ano seguinte, lançaram o disco "De onde vem o baião", cuja música título foi composta por Gilberto Gil ainda nos anos 1980. No álbum, também constou uma composição de Chico César: "Paraíba meu amor". Em 2004, lançaram o primeiro CD ao vivo "Forró pé-de-serra ao vivo", no qual regravaram sucessos como "Asa Branca" e "Paraíba" de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira e "ABC do sertão" e "Sabiá", de Luiz Gonzaga e Zé Dantas. Em 2006, lançaram o segundo CD ao vivo, com o mesmo título do anterior. No repertório, canções assinadas por compositores como Accioly Neto, em "Espumas ao vento"; Pinto do Acordeon, "Tem que ser pra ser"; e Sivuca (c/Glória Gadelha) em "Feira de Mangaio". Ainda nesse mesmo ano, lançaram um DVD ao vivo, que contou com participações especiais de Sivuca, Marinês, Pinto do Acordeon e Marcos César. Em 2009, gravaram um novo projeto: O CD/DVD "Clã Brasil canta Dominguinhos". O disco contou apenas com composições do referido compositor, cantor e sanfoneiro. No ano seguinte, no dia 6 de abril, receberam homenagem solene no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa e receberam a "Comenda Ariano Suassuna".[17]

O grupo Clã Brasil é oriundo de Itaporanga (PB) e formado no início dos anos 2000. A formação base conta com as três irmãs Lucyane, Laryssa, Lizete e a mãe Maria José, além do pai, José Hilton. Conta também com a participação de dois irmãos, filhos de um amigo de José Hilton, que são Fabiane e Francisco. A família sempre frequentou os bancos acadêmicos de prática e teoria musical. Com forte influência dos maiores nomes da música tradicional nordestina, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Antônio Barros, Jacinto Silva, Gordurinha e Elino Julião, lançaram seu primeiro CD em 2002 intitulado de "A sedução do Clã Brasil". No ano seguinte, lançaram o disco "De onde vem o baião", cuja música título foi composta por Gilberto Gil ainda nos anos 1980. No álbum, também constou uma composição de Chico César: "Paraíba meu amor". Em 2004, lançaram o primeiro CD ao vivo "Forró pé-de-serra ao vivo", no qual regravaram sucessos como "Asa Branca" e "Paraíba" de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira e "ABC do sertão" e "Sabiá", de Luiz Gonzaga e Zé Dantas. Em 2006, lançaram o segundo CD ao vivo, com o mesmo título do anterior. No repertório, canções assinadas por compositores como Accioly Neto, em "Espumas ao vento"; Pinto do Acordeon, "Tem que ser pra ser"; e Sivuca (c/Glória Gadelha) em "Feira de Mangaio". Ainda nesse mesmo ano, lançaram um DVD ao vivo, que contou com participações especiais de Sivuca, Marinês, Pinto do Acordeon e Marcos César. Em 2009, gravaram um novo projeto: O CD/DVD "Clã Brasil canta Dominguinhos". O disco contou apenas com composições do referido compositor, cantor e sanfoneiro. No ano seguinte, no dia 6 de abril, receberam homenagem solene no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa e receberam a "Comenda Ariano Suassuna".[17]

Lucy chamou a atenção de grandes nomes da música em parcerias no palco e em estúdio. Já gravou e tocou ao lado de Dominguinhos, Marinês, Pinto do Acordeon, Sivuca, Quinteto Violado e Oswaldinho do Acordeon. Antes do The Voice, fez parte da banda de Alceu Valença em shows pelo Brasil, participando de projetos como o “Pixinguinha” (com o grupo Chorisso) e do “Festival Internacional da Sanfona”.[14]

Em 2013, a cantora participou do talent show brasileiro The Voice Brasil. Em sua primeira apresentação, no programa de 10 de outubro, Lucy cantou a música "Que nem jiló, e entrou para o time de Carlinhos Brown.[18] Conseguiu chegar na grande final da competição, e emocionou o público levando para o palco a sua família, o Clã Brasil. Os cinco tocaram juntos "De Volta para o Aconchego". Terminou em segundo lugar, perdendo apenas para o cearense Sam Alves.

No primeiro show de 2014, a paraibana Lucy Alves foi homenageada pela Prefeitura de João Pessoa. O evento marcou o reencontro da artista com o público, na primeira apresentação após o sucesso no programa The Voice Brasil. Ela cantou para um público estimado pelos organizadores do evento em 80 mil pessoas.[19] Em sua apresentação, Lucy trouxe um pouco do universo de Luiz Gonzaga, uma das suas maiores influências musicais, apresentando suas versões para os grandes clássicos do "rei do baião". Também não faltaram as músicas que a levaram à final do The Voice Brasil. Seguida pelo coro do público, ela cantou “De volta pro aconchego” e “Isso aqui tá bom demais” (Dominguinhos), “Disparada” (Geraldo Vandré), “Segue o seco” (Carlinhos Brown) e “Festa do interior” (Moraes Moreira), alternando instrumentos como a sanfona e o piano.[20]

Lucy teve uma participação especial na obra de Zé Katimba, Adriano Ganso, Jorge do Finge, Moisés Santiago e Aldir Senna que se sagrou vitorioso nas eliminatórias de samba enredo da Imperatriz Leopoldinense, para o carnaval 2016.[21][22] Devido a vitória na disputa, Lucy foi convidada a cantar o samba-enredo no CD oficial das escolas de samba do Rio de Janeiro (junto com Zezé di Camargo & Luciano, dupla homenageada do enredo) e também no desfile da agremiação no Sambódromo carioca, em 8 de fevereiro.[23][24]

Em 2015, ao fazer teste para a minissérie Dois Irmãos, de Luiz Fernando Carvalho, foi convidada pelo diretor para a novela de Benedito Ruy Barbosa, Velho Chico, com a personagem Luzia Rosa dos Anjos. "É possível ouvir as progressivas alterações na sua respiração. Lucy tem uma presença impressionante em cena e está à altura do grande Domingos Montagner. A novela tem girado muito em torno dela. E com todos os motivos." escreveu a jornalista Patricia Kugut.[25]

Em 2017, voltou às novelas na pele da empregada doméstica Maria Eunice, na novela de Alcides Nogueira, Tempo de Amar, A personagem sofre preconceito social e racial, principalmente ao se envolver com um homem rico, Reinaldo Macedo (Cássio Gabus Mendes).[26] Em maio de 2019, lançou o sigle Mexe Mexe (Pablo Bispo, Bárbara Ohana e Alice Caymmi), o single tem um acento eletrônico.

Em 2022, participou da segunda temporada do The Masked Singer Brasil, sendo a Leoa, chegando na final e ficando em 3º Lugar.[27]

Ainda em 2022, Lucy Alves é confirmada como a protagonista da próxima novela das 21h da TV Globo, Travessia. Na trama de Gloria Perez, a atriz será a mocinha Brisa, uma mulher vítima de um crime virtual e viverá um triângulo amoroso com os personagens dos atores Chay Suede e Rômulo Estrela.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2013 The Voice Brasil Participante (2° lugar) Temporada 2
2016 Velho Chico Luzia Rosa dos Anjos
2017 Tempo de Amar Eunice da Cunha
2018 O Outro Lado do Paraíso Ela mesma Episódio: "2 de abril"
2019 SóTocaTop Apresentadora[28]
2019 Amor de Mãe Lurdes dos Santos Silva (jovem)[29] Episódio: "24–25 de novembro"
2020 Episódio: "22–24 de fevereiro"
2022 The Masked Singer Brasil Participante (Leoa) (3º Lugar) Temporada 2
Só Se For Por Amor Deusa[30]
2022- presente Travessia Brisa Ribeiro / Marina da Conceição

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2015 Nuvem de Lágrimas[31] Bete

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Extended Plays (EPS)[editar | editar código-fonte]

  • Santo Forte (2018)
  • Chama (2020)
  • Perigosíssima (Deluxe) (2022)

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Indicação Resultado
2015 Brazilian Press Awards[32] Melhor Show em Turnê
Ela mesma
Venceu
2016 Grammy Latino[33] Melhor Álbum de Música Regional
ou de Raizes Brasileiras
Indicada
Prêmio Bibi Ferreira[34] Ator/Atriz Revelação
Nuvem de Lágrimas
Indicada
Prêmio Extra de Televisão[35] Revelação Feminina Venceu
Troféu APCA[36] Melhor Atriz Indicada
Melhores do Ano[37] Melhor Atriz Revelação Venceu
Prêmio Quem de Televisão[38] Revelação Venceu
Troféu AIB de Imprensa[39] Destaque Especial Venceu
Troféu UOL TV e Famosos[40] Revelação da TV (críticos) Venceu
Revelação da TV (público) Venceu
Prêmio F5[41] Revelação do Ano Indicada
2017 Troféu Internet Revelação do Ano Indicada
2022 Poc Awards[42] Atriz Indicada
2023 Troféu Internet[43] Melhor Atriz de Novela Pendente

Referências

  1. «A beleza do Nordeste cantada por Lucy Alves, a voz do grupo Clã Brasil». Saraiva Conteudo. Consultado em 4 de julho de 2014 
  2. «Lucy Alves». www.purepeople.com.br. Consultado em 18 de outubro de 2022 
  3. «Saiba tudo sobre Lucy Alves - Últimas notícias, biografia, polêmicas e mais». NaTelinha. Consultado em 21 de janeiro de 2023 
  4. «Lucy Alves fala sobre desafio de ser protagonista em "Travessia" e elogia parceria com Rômulo Estrela». Vogue. Consultado em 21 de janeiro de 2023 
  5. a b «Lucy Alves fala sobre carreira e planos». Leia já. Consultado em 4 de julho de 2014 
  6. «Lucy Alves é uma das grandes revelações do The Voice Brasil; relembre trajetória». TV Cabo Branco. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  7. Pisacane, Grazy (12 de setembro de 2015). «Conheça o elenco do musical "Nuvem de Lágrimas"». A Broadway é Aqui!. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  8. PB, Do G1 (22 de setembro de 2016). «Paraibana Lucy Alves é indicada ao Grammy Latino com grupo Clã Brasil». Paraíba. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  9. Sociais, Secretaria da Comunicação Social-SECOM | Diretoria de Desenvolvimento e Mídias. «Atração do Réveillon da Capital, Lucy Alves é eleita Atriz Revelação por papel em 'Velho Chico' | Prefeitura Municipal de João Pessoa». Consultado em 22 de setembro de 2022 
  10. «Lucy Alves é Eunice na novela "Tempo de Amar", próxima das 18h». Noticiasdetv.com. 25 de agosto de 2017. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  11. «'Amor de Mãe': Lucy Alves 'emociona' a web e deixa recado para as mulheres brasileiras». gshow. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  12. Minas, Estado de; Minas, Estado de (21 de setembro de 2022). «Lucy Alves é candidata a estrela sertaneja em Só Se For Por Amor». Estado de Minas. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  13. Gasparini, Michaele (14 de setembro de 2022). «Lucy Alves fala sobre primeira protagonista em Travessia». TV Pop. Consultado em 22 de setembro de 2022 
  14. a b «PmJP homenageia Lucy Alves com show na praia nesta sexta». João Pessoa. Consultado em 3 de julho de 2014 
  15. «Lucy Alves agita o arraia do cerrado». Dm. Consultado em 4 de julho de 2014. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  16. [[1]]
  17. a b «Dados Artisticos». Dicionário MPB. Consultado em 3 de julho de 2014 
  18. «Lucy Alves é uma das grandes revelações do The Voice Brasil; relembre trajetória». TV Cabo Branco. Consultado em 28 de outubro de 2021 
  19. «Nova contrada da Universal, Lucy Alves leva 80 mil para show na praia de Tambaú». Portal Correio. Consultado em 3 de julho de 2014. Arquivado do original em 15 de julho de 2014 
  20. «Lucy Alves recebe carinho dos fãs em show no busto de Tmandaré». Paraiba. Consultado em 3 de julho de 2014 
  21. EGO. «Lucy Alves, ex-The Voice, vira 'puxadora' de samba na Imperatriz». Consultado em 25 de outubro de 2015 
  22. Carnavalesco (22 de julho de 2015). «Lucy Alves, do The Voice Brasil, é destaque da disputa de sambas putz da Imperatriz». Consultado em 25 de outubro de 2015 
  23. Cristina Boeckel; Cristiane Caoli (9 de fevereiro de 2016). «Lucy Alves quer promover uma 'festa brasileira' na avenida». G1. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  24. Mônica Garcia (9 de fevereiro de 2016). «Salgueiro e Portela são abraçadas pelo público e protagonizam última noite de desfiles do Rio de Janeiro». Veja. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  25. «Lucy Alves, a Luzia de Velho Chico é atual dona da novela». O Globo 
  26. Reis, João Paulo. «Lucy Alves conta que sua personagem sofrerá preconceito social e racial em Tempo de Amar: "Ainda são dramas atuais" | Observatório da TV». Observatório da Televisão. Consultado em 26 de outubro de 2017 
  27. «Lucy Alves é a Leoa, desmascarada na final do 'The Masked Singer', e impressiona Chay Suede». Gshow. Consultado em 24 de abril de 2022 
  28. «IZA, Toni Garrido, Wesley Safadão e Lucy Alves comandam nova temporada do 'SóTocaTop' | Só Toca Top | Gshow». web.archive.org. 23 de abril de 2019. Consultado em 18 de maio de 2019 
  29. «Lucy Alves muda o visual para personagem em 'Amor de mãe'». kogut.oglobo.globo.com. Consultado em 24 de julho de 2019 
  30. Só se for por amor | Anúncio Oficial | Netflix Brasil, consultado em 16 de novembro de 2021 
  31. «Estrela de 'Nuvem de Lágrimas', Lucy Alves confessa: "O sertanejo está me chamando"». CARAS. 2 de dezembro de 2015. Consultado em 18 de maio de 2019 
  32. «Cantora paraibana Lucy Alves ganha prêmio internacional de melhor show». G1. 19 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  33. Paraibana Lucy Alves é indicada ao Grammy Latino com grupo Clã Brasil
  34. Prêmio Bibi Ferreira
  35. PrêMio Extra de TV 2016: vote nos melhores do ano
  36. APCA define os finalistas aos melhores da Televisão em 2016
  37. «Lucy Alves vence 'Melhores do Ano' como Atriz Revelação». Jornal da Paraíba. 19 de dezembro de 2016. Consultado em 19 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2016 
  38. Prêmio Quem 2016: Chegou a hora de votar!
  39. «Vem aí! A 11ª. Edição do Troféu AIB de Imprensa». Denise Machado. 21 de dezembro de 2016 
  40. «Lucy Alves comemora Troféu UOL: "Fechando o ano com muitas conquistas"». Uol. 19 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  41. «Você viu? - Prêmio F5 - Revelação do Ano - 10/12/2016 - F5». Folha de S. Paulo. 21 de dezembro de 2016 
  42. «Premiação "Poc Awards" divulga lista de LGBTs brasileiros de indicados na edição de 2022». Revista Máxima. 22 de dezembro de 2022. Consultado em 23 de dezembro de 2021 
  43. «Qual foi a melhor atriz de novela do ano de 2022?». SBT. 3 de janeiro de 2023. Consultado em 3 de janeiro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]