Alice Caymmi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alice Caymmi
Informação geral
Nome completo Alice Malaguti Caymmi
Nascimento 17 de março de 1990 (30 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Nacionalidade brasileira
Gênero(s) MPB
Ocupação(ões) Cantora e compositora
Período em atividade 2012–presente
Gravadora(s) Universal Music (2015–presente)
Kuarup/Sony Music (2012–2014)
Página oficial www.rainhadosraios.com

Alice Malaguti Caymmi, mais conhecida como Alice Caymmi (Rio de Janeiro, 17 de março de 1990), é uma cantora e compositora brasileira. Ela é neta de Dorival Caymmi, filha de Danilo e Simone Caymmi e sobrinha de Nana e Dori Caymmi.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Aos 12 anos, Alice gravou sua primeira música, "Seus Olhos", escrita pela irmã Juliana e incluída no álbum Desejo, da tia Nana Caymmi.[2]a[3][4] Antes de decidir pela carreira musical, cursou um ano de direito. Depois, estudou artes cênicas na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.[1] Em 2007, participou da cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-Americanos ao lado do pai, Danilo.[2][4]

Profissionalmenter, assinou com a Sony Music em 2012 e lançou seu primeiro álbum de estúdio, autointitulado, que deu origem a várias apresentações e projetos. O álbum é em maior parte constituído por composições da própria artista, solo ou em parceria, exceto pelas regravações de Dorival Caymmi e Björk.[5]

Seu segundo álbum de estúdio, Rainha dos Raios (2014), é baseado em regravações e contém apenas duas músicas autorais, uma delas em parceria com Michael Sullivan.[6] Em 2015, sua canção "Como Vês" figurou na trilha sonora da minissérie Felizes para Sempre?, exibida pela Rede Globo.[3][7] Em outubro de 2015, Alice começou a trabalhar na produção de seu primeiro DVD ao vivo, dirigido por Paulo Borges.[4]

Em dezembro de 2017, lançou o primeiro single de seu terceiro álbum, Alice, que saiu em 19 de janeiro de 2018. A faixa se chama "Inocente", foi escrita em parceria com Ana Carolina e ganhou um clipe dirigido por Allexia Galvão.[8]

A faixa "Eu Te Avisei", em parceria com Pabllo Vittar, foi lançada como single em janeiro de 2018.

Em 27 de maio de 2019, Alice lançou seu quarto álbum, Electra, em que ela canta todas as faixas acompanhada apenas de um piano.[9] Em dezembro do mesmo ano, Alice lançou um clipe dirigiro por Pedro Freire para uma versão da faixa "Areia Fina", de Electra, remixada por Maffalda. Na ocasião, ela também anunciou que lançaria no primeiro semestre do ano seguinte uma sequência para o disco, denominada Elétrika,[10] contendo músicas novas feitas em parceria com Rodrigo Gorky e com sonoridade pop.[11][12]

Em janeiro de 2020, ela lançou o primeiro single do álbum, "A Noite Inteira", uma parceria com Àttooxxá escrita por ela, Rafa Dias e Wallace "Chibatinha" Carvalho dos Santos[13][14] e produzida por Rodrigo Gorky, Maffalda e Zebu, da Brabo Music.[14]

Em fevereiro de 2020, a cantora lançou a música "Elétrika", em parceria com as Baianas Ozadas, que fez parte de uma campanha educativa da Cemig para alertar a população sobre os cuidados a serem tomados para evitar choques elétricos durante o carnaval em Belo Horizonte.[15]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Questionada sobre sua religião, Alice afirmou:[7]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Álbuns ao vivo
  • Rainha dos Raios (ao Vivo) (2015) (5.000 cópias vendidas)

Referências

  1. a b «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 29 de novembro de 2012 
  2. a b Cavalieri, Rafael (6 de dezembro de 2014). «Alice Caymmi». Veja Rio. Grupo Abril. Consultado em 26 de maio de 2015 
  3. a b «Neta de Dorival, Alice Caymmi fala de pressão por cantar». Gshow. Grupo Globo. 1 de maio de 2015. Consultado em 25 de maio de 2015 
  4. a b c Alvim, Bossuet (19 de outubro de 2015). «Sem depender de herança musical, Alice Caymmi transforma MPB em pop experimental». Divirta-se. Diários Associados . Consultado em 29 de outubro de 2015 
  5. Mauro Ferreira (15 de setembro de 2012). «Sem tirar onda por ser Caymmi, Alice debuta bem na sua praia particular». Mauro Ferreira. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  6. Mauro Ferreira (2 de setembro de 2014). «Rainha dos Raios - site oficial». Alice Caymmi. Consultado em 15 de setembro de 2014 
  7. a b Santo, José Julio de Espirito (12 de março de 2015). «Alice Caymmi respeita e admira o legado familiar, mas não quer ficar presa ao próprio sobrenome». Rolling Stone Brasil. Grupo Spring de Comunicação. Consultado em 25 de maio de 2015 
  8. Antunes, Pedro (7 de dezembro de 2017). «Alice Caymmi se une a Ana Carolina para compor um amor descompassado; ouça 'Inocente', a primeira música do novo disco». O Estado de S. Paulo. Grupo Estado. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  9. «Alice Caymmi lança novo álbum, 'Electra'». Correio Braziliense. 27 de maio de 2019. Consultado em 29 de maio de 2019 
  10. Barros, Adriana de (11 de dezembro de 2019). «Alice Caymmi lança remix de "Areia Fina" e anuncia novo álbum, "Elétrika"». Entretenimento Bol. Consultado em 13 de setembro de 2020 
  11. Ferreira, Mauro (14 de dezembro de 2019). «Alice Caymmi lança álbum 'Elétrika' em 2020 para evitar 'hall dos inalcançáveis'». Blog do Mauro Ferreira. Grupo Globo. Consultado em 13 de setembro de 2020 
  12. «Alice Caymmi lança clipe e remix de "Areia fina" e anuncia novo álbumElétrika [sic]». Marie Claire. Grupo Globo. 13 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de setembro de 2020 
  13. Ferreira, Mauro (24 de janeiro de 2020). «Alice Caymmi dissipa energia da batida do Àttooxxá no primeiro single do álbum 'Elétrika'». Blog do Mauro Ferreira. Grupo Globo. Consultado em 13 de setembro de 2020 
  14. a b Barros, Adriana de (24 de janeiro de 2020). «Alice Caymmi e Àttooxxá estão juntos em novo álbum da cantora, "Elétrika"». UOL Entretenimento. Grupo Folha. Consultado em 13 de setembro de 2020 
  15. «Cemig alerta foliões no ritmo de Elétrika». Estado de Minas. Diários Associados. 23 de fevereiro de 2020. Consultado em 13 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]