Diários Associados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diários Associados
Condomínio Acionário dos Diários e Emissoras Associados
Slogan A vida com mais conteúdo
Tipo Empresa de capital fechado
Indústria Mídia
Gênero Privada
Fundação 2 de outubro de 1924 (91 anos)
Fundador(es) Assis Chateaubriand
Sede SIG Quadra 2, n° 340
Brasília,  Distrito Federal
CEP 70610-901
Áreas servidas 7 estados e o Distrito Federal
Locais  Brasil
Presidente Álvaro Teixeira da Costa
Empregados 4.647
Produtos Televisão
Rádio
Jornal
Internet
Página oficial diariosassociados.com.br

Os Diários Associados, também conhecidos como Condomínio Acionário dos Diários e Emissoras Associados, ou simplesmente D.A., são o terceiro maior conglomerado de empresas de mídia do Brasil. A corporação já foi a maior da história da imprensa no Brasil.

Discurso de Álvaro Teixeira da Costa Presidente do grupo Diários Associados, no jantar comemorativo dos 50 anos do jornal Correio Braziliense. Foto:Renato Araujo/ABr.

Os Diários Associados têm como missão contribuir para a construção de uma sociedade justa e democrática com a produção e distribuição de informação e entretenimento de qualidade. Busca, ainda, promover o desenvolvimento, apoiar a livre iniciativa, estimular a educação, debater os grandes temas nacionais e preservar os valores regionais.

Diários Associados no Brasil[editar | editar código-fonte]

Assis Chateaubriand, de perfil, fundador dos Diários Associados.

A trajetória dos Diários Associados começou em 1924 quando o jornalista Assis Chateaubriand investiu em O Jornal, publicação que circulava no Rio de Janeiro. Empreendedor, Chatô, como era conhecido, tinha apenas 32 anos quando fundou o grupo. Com o sonho de integrar os brasileiros por meio dos veículos de comunicação, adquiriu outras empresas de mídia impressa, rádio e televisão e o grupo se tornou um dos mais importantes do Brasil. Em 1928, fundou a empresa gráfica O Cruzeiro e, em 1934, adquiriu a revista A Cigarra. Em Minas Gerais, desde 12 de maio de 1929, já existia o jornal Estado de Minas. Pouco tempo depois, em 1931, nascia o Diário da Tarde. Chatô fundou ainda, no Rio de Janeiro, a Agência Meridional e a Rádio Tupi. A elas se juntaram a Rádio Tupi de São Paulo, e a Rádio Educadora, rebatizada de Tamoio, no Rio.

A televisão veio em 1950: a TV Tupi de São Paulo, primeira emissora da América Latina. Em Minas fundou as rádios Guarani e Mineira e, na década de 50, a TV Itacolomi. A TV Alterosa foi adquirida posteriormente e agregada ao grupo mineiro. Antes de falecer, Chateaubriand criou o Condomínio Acionário e distribuiu as cotas das empresas para 20 amigos, entre eles vários dirigentes dos veículos de comunicação do grupo, e seus filhos. Eles passaram a ser condôminos, respondendo pela posse das empresas.

O número de condôminos não pode aumentar e quando algum vem a falecer outro executivo é eleito para ocupar sua vaga no condomínio. Ousadia, modernidade e espírito nacionalista foram fundamentais para a criação de diversos veículos que colaboraram para o desenvolvimento econômico e social do país, entre eles a TV Tupi, primeira emissora de televisão brasileira. A trajetória ultrapassa os limites dos fatos que geraram um grupo de comunicação composto por empresas de diversos segmentos: jornais, emissoras de rádio e televisão, revistas, portais de internet e uma fundação. Os Diários Associados revolucionaram a comunicação no Brasil, não apenas registrando história, mas fazendo história.

Diários Associados em Minas[editar | editar código-fonte]

A oportunidade de possuir um jornal dos Diários Associados em Minas Gerais chegou em 1929, com a compra do O Estado de Minas. Fundado em 1928, o jornal estava passando por dificuldades financeiras e poderia ter seu controle negociado. Em 14 de maio de 1929, o jornal circulou como integrante dos Diários Associados, embora a transferência oficial só aconteceu em 15 de julho de 1930. O segundo veículo do grupo em Minas foi o vespertino Diário da Tarde, fundado em Belo Horizonte, em 1931, pelo jornalista Newton Prates.

A capital mineira ganhou mais um jornal, numa época em que os problemas locais ganhavam maiores dimensões. A população crescia consideravelmente. Apresentando-se como um jornal moderno e com um programa editorial simples o Diário da Tarde não negou, desde a primeira edição, seu caráter de extensão natural do Estado de Minas. Depois dos jornais, os Diários Associados incorporaram uma rádio. Em 22 de novembro de 1942, a rádio Guarani, fundada em 1934, passou a fazer parte do grupo. Até 30 de abril de 2015, a emissora ocupou posição de liderança dentro dos segmentos A/B, atingindo o público de maior potencial sociocultural. Aos jornais e rádio seguiu a televisão.

Em 8 de novembro de 1955, em Belo Horizonte, com a presença de Chateaubriand, nasceu a TV Itacolomi, um marco nas comunicações, retirada inexplicavelmente do ar por um gesto de repressão do governo militar. Em 1964, o grupo adquiriu a TV Alterosa, fundada dois anos antes, a segunda maior audiência em Minas, atingindo via satélite praticamente todos os municípios do Estado.Mais do que investir em jornais, rádios e tevês, Assis Chateaubriand estabeleceu uma ligação profunda com Minas Gerais e seus veículos de comunicação.

Diários Associados em Brasília[editar | editar código-fonte]

Na capital federal o grupo chegou em Brasília no mesmo dia inauguração da cidade 21 de abril de 1960, com implantação do jornal Correio Braziliense maior jornal em circulação na capital federal até os dias de hoje, e também com a inauguração da TV Brasília, canal de televisão mais antigo da cidade o nome foi uma homenagem do fundador Assis Chateaubriand, devido a emissora ter sido inaugurada no mesmo dia da fundação da nova capital do país.[1]

Marca[editar | editar código-fonte]

Logo marca do grupo entre 1999 e 2008

Em 1999, o grupo passou a usar a marca Associados, que continuou em uso até 2008, quando voltou o nome Diários Associados[2].

Reaquisição da TV Brasília[editar | editar código-fonte]

Em 23 de janeiro de 2008, por meio da TV Alterosa[3], o grupo comprou 50% do capital acionário da TV Brasília, pertencente às Organizações Paulo Octávio.[4] Pela transação, cabe à TV Alterosa a gestão do negócio e o controle comercial e editorial da emissora.([5]) Com a aquisição, a TV Brasília, que havia sido vendida em 21 de junho de 2001, retorna aos Diários Associados. O gerente técnico da TV Alterosa, Luis Eduardo Leão, assume a TV Brasília como superintendente, acumulando o cargo que ocupa em Minas Gerais.[3]

Em 2009, o grupo completou 85 anos e, para comemorar, lançou sua nova marca e slogan 'A vida com mais conteúdo, cuja ideia é fortalecer a presença do Grupo no Brasil.[6])

Em agosto de 2010, os Diários Associados ganharam uma batalha judicial, na qual era discutida a legalidade da doação de frações do condomínio acionário pelo fundador do grupo Assis Chateaubriand, depois de sua morte.[7]

Em 2 de janeiro de 2012, o grupo anunciou o fim das transmissões da Rádio Clube AM Brasília e em seu lugar a Clube FM passará a ser transmitida simultaneamente tanto no FM quanto no AM.

Em 9 de janeiro de 2012, o grupo anunciou a afiliação da TV Clube[8] do Recife a Rede Record.[9] A emissora retransmitia até então a Rede Bandeirantes que passou a ser representada no estado pela TV Tribuna.

Em 1º de fevereiro de 2012 os Diários Associados anunciaram o fim dos Jornais O Norte e Diário da Borborema.[10]

Em 14 de abril de 2012, o grupo anunciou a compra de 50% da Revista Encontro em Minas Gerais.[11]

Em 1 de dezembro de 2013,a Clube FM de Natal/RN passou a ser afiliada da rede Vida FM Sat , atualmente Feliz FM Sat, substituindo a programação popular pela programação gospel.

Em 3 de fevereiro de 2014,os Diários Associados estrearam na capital pernambucana a Rádio Globo Recife numa parceria do grupo com o Sistema Globo de Rádio operando no AM 720 pertencente a tradicional Rádio Clube de Pernambuco cujos programas migraram para a Clube FM 99,1.[12]

Em 17 de fevereiro, de 2014 a sede da TV Brasília depois de alguns anos voltou a ser no complexo dos Diários Associados no mesmo prédio do jornal Correio Braziliense, da Clube FM.[13] e respectivamente da Rádio Planalto.[14]


Em 8 de outubro de 2014, o grupo lançou a Clube FM em Goiânia que opera na frequência de 102.9.[15]

Em 23 de dezembro de 2014, saem notas na imprensa de que o grupo estaria se desfazendo de todos os seus veículos de comunicação na Região Nordeste, e vendendo-os ao Grupo Hapvida, proprietário do Sistema Opinião de Comunicação.[16] O negócio, que exclui apenas os jornais O Imparcial e Aqui Maranhão e o portal O Imparcial Online de São Luís, MA, já estaria em fase final de negociação, esperando apenas uma aprovação do CADE.[17][18] Isso veio a se confirmar em 19 de janeiro de 2015, quando o CADE aprovou em nota publicada no Diário Oficial da União a venda de 57,5% das empresas do grupo ao Sistema Opinião de Comunicação, através da razão social Canadá Investimentos.[19] Sendo assim, os Diários Associados passariam a ser acionistas minoritários da TV Clube Pernambuco, TV Clube João Pessoa, TV Borborema[20], Rádio Clube Campina Grande, Clube FM João Pessoa, Rádio Clube Natal e do jornal Diario de Pernambuco[21] As outras empresas contíguas na região continuam pertencentes ao grupo, porém administradas pelo Sistema Opinião de Comunicação.

Em 16 de dezembro de 2015, a Nativa FM do RJ foi extinta pelo grupo em razão da crise financeira do mesmo que resultou no fim do arrendamento da frequência 103.7 MHz que durava desde 2009 e a mesma voltou a transmitir a Antena 1.

No dia 14 de março de 2016, foi anunciado oficialmente, que a Clube FM João Pessoa deixa de existir, passando a ser mais uma afiliada da rede de rádios BandNews FM.[22] A rádio abandonou a antiga nomenclatura e passou apenas a tocar músicas do segmento adulto contemporâneo, e em 2 de abril, foi lançada a BandNews FM Manaíra.[23]

Em 29 de abril, os Diários Associados retiraram de circulação os periódicos econômicos Diário Mercantil e Jornal do Commercio (segundo mais antigo do país), passando a manter apenas a Super Rádio Tupi no Rio de Janeiro.[24]

Em 30 de junho de 2016, os Diários Associados em Brasília anunciaram a volta da Rádio Planalto nos 890 AM a partir do dia 4 de julho, a frequência até então ocupada pela repetição de sinal da Clube FM desde 2012.[25]

Empresas[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o grupo conta com 48 veículos de comunicação, sendo 8 jornais, 2 revistas, 13 rádios, 9 emissoras de TV,[26][27] 9 websites e outras 8 empresas.

Mídia impressa[editar | editar código-fonte]

Jornais[editar | editar código-fonte]

Jornal Cidade, UF
Aqui Betim Betim, Minas Gerais
Aqui BH Belo Horizonte, Minas Gerais
Aqui DF Brasília, Distrito Federal
Aqui Maranhão São Luís, Maranhão
Aqui PE Recife, Pernambuco
Correio Braziliense Brasília, Distrito Federal
Estado de Minas Belo Horizonte, Minas Gerais
O Imparcial São Luís, Maranhão

Revistas[editar | editar código-fonte]

Revista Cidade, UF
Aqui TV Belo Horizonte, Minas Gerais
Encontro Belo Horizonte, Minas Gerais
Brasília, Distrito Federal

Rádios[editar | editar código-fonte]

Emissora Cidade, UF AM FM
BandNews FM Manaíra* João Pessoa, Paraíba 103.3
Rádio Borborema* Campina Grande, Paraíba 1350
Rádio Clube* Natal, Rio Grande do Norte 1270
Rádio Clube Fortaleza, Ceará 1200
Rádio Planalto Brasília, Distrito Federal 890
Clube FM Brasília, Distrito Federal 105.5
Clube FM Goiânia, Goiás 102.9
Clube FM Recife, Pernambuco 99.1
Feliz FM Belo Horizonte, Minas Gerais 96.5
Feliz FM Natal, Rio Grande do Norte 97.9
Rádio Globo Recife Recife, Pernambuco 720
Super Rádio Tupi Rio de Janeiro, RJ 1280 96.5
*42,5% das ações, com Sistema Opinião de Comunicação

Televisão[editar | editar código-fonte]

Emissora Cidade, UF Canal Afiliação
TV Alterosa Belo Horizonte Belo Horizonte, Minas Gerais 05 VHF SBT
TV Alterosa Juiz de Fora Juiz de Fora, Minas Gerais 10 VHF SBT
TV Alterosa Divinópolis Divinópolis, Minas Gerais 10 VHF SBT
TV Alterosa Leste Governador Valadares, Minas Gerais 05 VHF SBT
TV Alterosa Varginha Varginha, Minas Gerais 04 VHF SBT
TV Borborema* Campina Grande, Paraíba 09 VHF SBT
TV Brasília** Brasília, Distrito Federal 06 VHF RedeTV!
TV Clube Pernambuco* Recife, Pernambuco 09 VHF Rede Record
TV Manaíra* João Pessoa, Paraíba 10 VHF Rede Bandeirantes
*42,5% das ações, com Sistema Opinião de Comunicação
**50% das ações, com Organizações Paulo Octávio

Internet[editar | editar código-fonte]

Website Cidade, UF
Admite-se Belo Horizonte, Minas Gerais
Correio Braziliense Brasília, Distrito Federal
Correio Web
Dzai Belo Horizonte, Minas Gerais
EM
Lugar Certo
Super Esportes
Uai
Vrum

Outras empresas[editar | editar código-fonte]

Antigas empresas[editar | editar código-fonte]

Mídia impressa[editar | editar código-fonte]

Jornais[editar | editar código-fonte]

Jornal Cidade, UF Período no grupo Situação atual
A Província do Pará Belém, Pará 1946-1997 Extinto
A Razão Santa Maria, Rio Grande do Sul 1934-1980 Pertencente à A Razão Editora Ltda.
A Vanguarda Belém, Pará 1945-???? Extinto
Alto Madeira Porto Velho, Rondônia 1917-???? Extinto
Aqui CE Fortaleza, Ceará 2012-2014 Extinto
Correio do Ceará Fortaleza, Ceará 1937-1982 Extinto
Diário da Borborema Campina Grande, Paraíba 1957-2012 Extinto
Diário da Noite Rio de Janeiro, RJ 1929-1964 Extinto
Diário da Noite São Paulo, SP 1925-1980 Extinto
Diário da Tarde Belo Horizonte, Minas Gerais 1930-2007 Extinto
Diário de Notícias Porto Alegre, Rio Grande do Sul 1930-1979 Extinto
Diário de S. Paulo São Paulo, SP 1929-1979 Extinto
Diário Mercantil Rio de Janeiro, RJ 1991-2016 Extinto
Diário do Paraná Curitiba, Paraná 1955-1983 Extinto
Estado da Bahia Salvador, Bahia 1938-1979 Extinto
Folhas de Goiaz Goiânia, Goiás 1939-1981 Extinto
Jornal do Commercio Manaus, Amazonas 1943-1985 Pertencente à Empresa Jornal do Comércio Ltda.
Jornal do Commercio Rio de Janeiro, RJ 1959-2016 Extinto
Monitor Campista Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro 1936-2009 Extinto
O Diário Santos, São Paulo 1937-1982 Extinto
O Jornal Rio de Janeiro, RJ 1924-1974 Extinto
O Norte João Pessoa, Paraíba 1954-2012 Extinto
O Poti / Diário de Natal Natal, Rio Grande do Norte 1939-2012 Extinto
O Rio Branco Rio Branco, Acre 1969-???? Pertencente ao Grupo Rio Branco de Comunicação
Unitário Fortaleza, Ceará 1940-???? Extinto

Revistas[editar | editar código-fonte]

Revista Cidade, UF Período no grupo Situação atual
O Cruzeiro Rio de Janeiro, RJ 1928-1975 Extinta
O Cruzeiro Internacional Rio de Janeiro, RJ 1956-1975 Extinta
A Cigarra Rio de Janeiro, RJ 1924-1975 Extinta
O Guri Rio de Janeiro, RJ 1940-1975 Extinta
Alterosa Belo Horizonte, Minas Gerais Extinta

Rádio[editar | editar código-fonte]

Emissora Cidade, UF Período no grupo Situação atual
Rádio Baré Manaus, Amazonas 1945-1985 Hoje CBN Amazônia, pertencente à Rede Amazônica
Rádio Cariri Campina Grande, Paraíba 1960-1982 Pertencente a Sociedade Rádio da Paraíba Ltda.
Rádio Clube Goiânia, Goiás 1942-1980 Hoje Rádio 730
Clube FM Natal, Rio Grande do Norte 2007-2013 Atualmente repetidora da Feliz FM Sat
Rádio Clube Recife, Pernambuco 1919-2014 Hoje Rádio Globo Recife
Rádio Cultura São Paulo, SP 1959-1970 Pertencente à Fundação Padre Anchieta
Rádio Difusora Porto Alegre, Rio Grande do Sul 1943-1958 Pertencente ao Grupo Bandeirantes de Comunicação
Difusora FM São Paulo, SP 1978-1981 Extinta
Rádio Difusora Teresina, Piauí 1952-1996 Pertencente à Difusora Empreendimentos de Comunicações Ltda.
Rádio Farroupilha Porto Alegre, Rio Grande do Sul 1935-1980 Pertencente ao Grupo RBS
Guarani FM Belo Horizonte, Minas Gerais 1980-2015 Atualmente repetidora da Feliz FM Sat
Rádio Gurupi São Luís, Maranhão 1962-1982 Pertencente ao Grupo Zildêni Falcão
Rádio Marajoara Belém, Pará 1954-1980 Pertencente ao Sistema Marajoara de Comunicação
Nativa FM Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ 1974-2015 Extinta
Rádio Progresso Maceió, Alagoas 1965-1989 Hoje Rádio Milênio
Rádio Sociedade da Bahia Salvador, Bahia 1940-1980 Pertencente ao Grupo Record
Rádio Tamandaré Recife, Pernambuco 1957-1980 Pertencente ao Ministério Missionário 100% Jesus
Rádio Tamoio Rio de Janeiro, RJ 1944-1982 Pertencente ao Sistema Verdes Mares
Rádio Tupi-Difusora São Paulo, SP 1937-1983 Pertencente à Rede Mundial de Comunicações
Rádio Verdes Mares Fortaleza, Ceará 1956-1962 Pertencente ao Sistema Verdes Mares

Televisão[editar | editar código-fonte]

Emissora Canal Cidade, UF Período no grupo Situação atual
TV Baré 04 VHF Manaus, Amazonas 1971-1986 Hoje TV A Crítica, pertencente à Rede Calderaro de Comunicação
TV Ceará 02 VHF Fortaleza, Ceará 1961-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Cultura 02 VHF São Paulo, SP 1960-1967 Pertencente à Fundação Padre Anchieta
TV Goiânia 11 VHF Goiânia, Goiás 1996-2002 Pertencente à Rede Vitoriosa de Comunicações
TV Itacolomi 04 VHF Belo Horizonte, Minas Gerais 1955-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Itapoan 05 VHF Salvador, Bahia 1960-1980 Hoje TV Record Bahia, pertencente ao Grupo Record
TV Marajoara 02 VHF Belém, Pará 1961-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Paraná 06 VHF Curitiba, Paraná 1960-1980 Hoje CNT Curitiba, pertencente às Organizações Martinez
TV Piratini 05 VHF Porto Alegre, Rio Grande do Sul 1959-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Goyá 04 VHF Goiânia, Goiás 1961-1985 Hoje TV Record Goiás, pertencente ao Grupo Record
TV Rádio Clube 06 VHF Recife, Pernambuco 1961-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Tupi 06 VHF Rio de Janeiro, RJ 1951-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Tupi 04 VHF São Paulo, SP 1950-1980 Extinta (concessão cassada)
TV Vitória 06 VHF Vitória, Espírito Santo 1961-1980 Pertencente ao Grupo Buaiz

Internet[editar | editar código-fonte]

Website Cidade, UF Período de existência
DN Online Natal, Rio Grande do Norte 2011-2012
O Norte Online João Pessoa, Paraíba  ????-2012
DB Online Campina Grande, Paraíba  ????-2012

Referências

  1. http://www.diariosassociados.com.br/home/veiculos.php?co_veiculo=3
  2. Os Diários Associados lançam nova marca
  3. a b Associados adquirem TV Brasília
  4. Grupo Associados adquire 50% do capital acionário da TV Brasília PortalImprensa. (Janeiro, 2008)
  5. TV Brasília de volta aos Diários Associados Clube online. ( 28 de Janeiro, 2008)
  6. Diários Associados comemoram 85 anos de fundação do grupo
  7. Vitória dos Associados
  8. TV Clube será afiliada da Record em Pernambuco a partir de janeiro
  9. TV Clube agora é afiliada da Rede Record
  10. Diários Associados fecham jornais na Paraíba e demitem dezenas de trabalhadores
  11. Grupo Diários Associados compra 50% da revista Encontro
  12. Rádio Globo estreia em fevereiro
  13. TV Brasília traz nova forma de contar notícias e propõe interação com o Correio
  14. Após 8 anos ausente, a Rádio Planalto AM 890 de Brasília está novamente no ar
  15. Rádio Clube FM estreia dia 08 de outubro em Goiânia
  16. Hapvida adquire Diários Associados Nordeste e monta Sistema Opinião
  17. Noblat, Ricardo (23-12-2014). «Diários Associados vendem seus veículos no Nordeste». Blog do Noblat - O Globo. Consultado em 30-12-2014. 
  18. Noblat, Ricardo (24-12-2014). «Maranhão fica de fora da venda de veículos dos Diários Associados». Blog do Noblat - O Globo. Consultado em 30-12-2014. 
  19. «Cade aprova venda do controle de empresas dos Diários Associados.». Valor Econômico. 19-01-2015. Consultado em 20-01-2015. 
  20. Redação (16-01-2015). «TV Clube e Borborema são vendidas à grupo de Comunicação». Antena Crítica. Consultado em 17=01-2015. 
  21. Fernandes, Teresa (19-01-2015). «Hapvida controla holding no Nordeste». O Povo. Consultado em 20-01-2015. 
  22. Fernandes, Teresa (14-03-2016). «BandNews FM é anunciada no lugar da Clube FM em João Pessoa». Tudo Rádio. Consultado em 14-03-2016. 
  23. BandNews FM já tem data de lançamento em João Pessoa
  24. «Jornal do Commercio encerra atividades após quase 200 anos». Terra. 29-04-2016. Consultado em 01-05-2016. 
  25. Rádio Planalto volta com sua programação a partir de segunda-feira em Brasília
  26. http://www.curadoeassociados.com.br/media_online/janeiro08/31/31_01.htm#estadoc
  27. Associados adquirem TV Brasília

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.