Sistema Jornal do Commercio de Comunicação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sistema Jornal do Commercio de Comunicação
Slogan Orgulho de ser nordestino
Tipo Sociedade Anônima
Gênero Comunicação
Fundação 1 de janeiro de 1919 (97 anos)
Fundador(es) F. Pessoa de Queiroz
Sede Band recife.png Recife, Pernambuco Bandeira de Pernambuco.svg
Locais  Brasil
Proprietário(s) João Carlos Paes Mendonça
Parentesco Grupo JCPM

O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação é um conglomerado de empresas de comunicação brasileiro com sede em Pernambuco.

História[editar | editar código-fonte]

Carro de reportagem da empresa

Jornal[editar | editar código-fonte]

O Sistema Jornal do Commercio de Comunicação teve início em 1919 com a criação do Jornal do Commercio pelo jornalista, empresário e político paraibano F. Pessoa de Queiroz. O primeiro exemplar do jornal foi vendido no dia 3 de abril do mesmo ano.

O Diário da Noite foi outro periódico da empresa, de circulação vespertina, tendo, porém, vida curta.

Rádio[editar | editar código-fonte]

Em 1948, F. Pessoa inaugurou a Rádio Jornal do Commercio, cujo slogan era: Pernambuco falando para o mundo, ancorado em seus transmissores com potência de 100 kw.

Em 1951 a interiorização do rádio teve início, com a Rádio Difusora de Caruaru, seguida das rádios difusoras de Pesqueira, Garanhuns e Limoeiro e por último Petrolina.

Televisão[editar | editar código-fonte]

A TV Jornal do Commercio, em 1960, foi a primeira emissora de televisão de Pernambuco [1]

Em 2005, o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação obteve a concessão do canal 29 UHF em Maceió através da razão social Elo Comunicação Ltda (a mesma da TV Jornal Caruaru)[2][3], enfrentado um batalha judicial com a Rede União[4][5], porém o canal teve sua implantação adiada.

Crise[editar | editar código-fonte]

Em 1970 o Sistema Jornal do Commercio entrou em crise financeira, com reflexos nos três setores: jornal, rádio e televisão. A crise deveu-se ao afastamento de seu fundador, que foi assumir o mandato de Senador por Pernambuco, e a má gerência então exercida pelo seu filho, Paulo Pessoa de Queiroz.

Em 1974 a Justiça Federal decretou a intervenção no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação.

A crise financeira foi responsável pelo fechamento das emissoras de rádio existentes no Interior de Pernambuco e do Diário da Noite, o primeiro a sofrer.

Mudança de controle acionário[editar | editar código-fonte]

Paes Mendonça proprietário da empresa.
foto:Antonio Cruz/ABr

A sucessão de crises administrativas e financeiras do grupo levou a uma grande greve em 1987, que resultou na mudança de controle acionário. O SJCC foi adquirido pelo empresário João Carlos Paes Mendonça, então ex- proprietário da rede de supermercados Bompreço, iniciando a formação do Grupo JCPM, com a aquisição de ações e a administração de shopping centers no Brasil.

Recuperação[editar | editar código-fonte]

A mudança de controle acionário e de administração levou o Sistema a uma recuperação.

Atualmente, o Jornal do Commercio vem mantendo uma liderança há vários anos no setor de jornais impressos. A TV Jornal é afiliada ao SBT e vice-líder de audiência no estado. A Rádio JC FM (90,3), que outrora tinha uma programação popular,integrou a rede CBN por 8 anos e hoje atua como JC News sendo a primeira emissora all-news do Norte/Nordeste do Brasil e a Rádio Jornal ostenta a liderança de audiência entre as emissoras AM na Região Metropolitana do Recife e a vice-liderança entre as emissoras AM em Caruaru.

Empresas[editar | editar código-fonte]

Mídia impressa[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Jornal
  • Rádio Jornal Caruaru
  • Rádio Jornal Limoeiro
  • Rádio Jornal Garanhuns
  • Rádio Jornal Pesqueira
  • Rádio Jornal Petrolina

Televisão[editar | editar código-fonte]

Internet[editar | editar código-fonte]

  • NE10

Antigas empresas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]