TV Jornal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TV Jornal
TV & Rádio Jornal do Commercio Ltda.
Recife, Pernambuco
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 35 UHF
Virtual: 2 PSIP
Outros canais Ver mais
Analógico:
02 VHF (1960-2017)
Sede Bandeira de Recife.svg Recife, PE
Slogan Pernambuco em primeiro lugar
Rede SBT
Rede(s) anterior(es)
Fundador F. Pessoa de Queiroz
Pertence a Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (Grupo JCPM)
Proprietário João Carlos Paes Mendonça
Antigo proprietário F. Pessoa de Queiroz (1960-1987)
Presidente João Carlos Paes Mendonça
Fundação 18 de junho de 1960 (59 anos)
Prefixo ZYB 338
Emissoras irmãs Rádio Jornal
Cobertura Grande Recife, Mesorregião da Mata Pernambucana e partes do Agreste Pernambucano
Coord. do transmissor 8° 3' 10.7" S 34° 52' 42.3" O
Potência 10 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial tvjornal.ne10.uol.com.br/home

TV Jornal é uma emissora de televisão brasileira sediada no Recife, capital do estado de Pernambuco. Opera no canal 2 (35 UHF digital) e é afiliada ao SBT. Faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, subsdiária do Grupo JCPM, pertencente ao empresário João Carlos Paes Mendonça. Fundada em 18 de junho de 1960, é a emissora de TV mais antiga ainda em operação na Região Nordeste do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1960, a TV Jornal entrou em testes no canal 2 do Recife, sendo assim a primeira emissora a entrar no ar no estado. Embora a TV Rádio Clube tenha sido inaugurada duas semanas antes da TV Jornal, a emissora já estava em testes há algum tempo. A TV Jornal passou a ser a emissora mais antiga de Pernambuco quando o Governo Federal cassou a concessão da TV Rádio Clube em 1980, juntamente com a Rede Tupi.[1]

A TV Jornal foi inaugurada em 18 de junho por F. Pessoa de Queiroz, então dono do Jornal do Commercio e da Rádio Jornal. A emissora estava instalada num moderno prédio (onde está até os dias de hoje) no bairro de Santo Amaro, para onde, na década de 70, também foi a rádio (que ficava situada, antes, na rua do Imperador, no mesmo prédio onde também ficava o jornal). O prédio, que mantém até hoje sua arquitetura inalterada, foi o primeiro a ser planejado especificamente para uma emissora de televisão, contando com três grandes estúdios, sendo um deles um auditório para 250 lugares, camarins, sala de maquiagem, além de uma boutique e um restaurante. A TV Jornal também tinha sua própria marcenaria, responsável por confeccionar e fazer a manutenção nos cenários, que eram preparados especialmente para atender as suas necessidades. Os equipamentos foram importados da indústria inglesa Marconi, que atendia desde os programas jornalísticos as produções de entretenimento.[1]

Em 1963, a emissora transmitia programas da TV Excelsior e da REI. Entre 1960 e 1986, a emissora podia ser captada em João Pessoa, no estado vizinho da Paraíba, antes de a TV Cabo Branco entrar no ar na capital do estado, pois havia uma retransmissora lá no canal 7, que passou a ser ocupado pela Cabo Branco a partir de 1986. Um fato curioso é que, devido a um efeito de Inversão térmica, a emissora chegou a ser captada em Santos, no litoral paulista, a mais de 2000 km de distância do Recife. O jornal A Tribuna chegou a publicar uma manchete que dizia que um morador conseguia captar a emissora no canal 2 com a imagem e som inconstantes.

Durante a década de 1960, a TV Jornal produziu várias novelas regionais, com destaque para A Moça do Sobrado Grande.[1] A novela ficou no ar por nove meses e fez um grande sucesso na emissora. Tanto que foi vendida para a TV Bandeirantes São Paulo, que a exibiu entre 24 de julho a 8 de dezembro de 1968. Fazendo sucesso em Pernambuco, acabou passando em branco em São Paulo.

Em 1979, se afiliou com a Rede Bandeirantes, com quem ficou até o ano de 1987. Nesse ano, o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação começou a passar por uma crise que quase levou a TV Jornal e as empresas do grupo à falência.[1][2] A TV Jornal chegou a ficar 43 dias com barras de cor na tela, sem transmitir nada da Rede Bandeirantes e nenhum programa local. A situação continuou a mesma, quando o então empresário João Carlos Paes Mendonça, dono da rede Bompreço de supermercados (que hoje pertence ao Walmart Brasil) comprou o grupo de comunicação. A partir daí, a TV Jornal e as outras empresas do grupo passaram a fazer parte do Grupo JCPM.[2] A TV Jornal deixava a Rede Bandeirantes e se afiliava com o SBT, rede com a qual está até hoje.

Em 2 de fevereiro de 2015, a emissora torna-se a primeira afiliada do SBT a lançar uma versão local do telejornal Notícias da Manhã, apresentado por Rodrigo Asfora, que havia sido contratado em janeiro da TV Tribuna.[3] O programa sucedeu o policial Plantão da Cidade, apresentado desde então por Washington Gurgel, e vinha seguindo uma padronização do SBT no jornalismo matinal de suas emissoras próprias e afiliadas.[4] No mês seguinte, Cardinot sai da TV Clube e volta para a Jornal.

Em 3 de setembro de 2018, a TV Jornal demitiu o gerente de jornalismo Washington Luís e a apresentadora Lorena Gomes, que comandava o esportivo Replay,[5] que foi assumido por Aroldo Costa. Em 8 de setembro, morreu a jornalista Graça Araújo, após sofrer um AVC. A apresentadora ancorou por 26 anos o TV Jornal Meio Dia e sua morte causou comoção nas redes sociais e na imprensa pernambucana.[6] No dia seguinte, a emissora fez a cobertura do velório e cremação da apresentadora, que foi ao ar durante os intervalos da programação de domingo do SBT, e em alguns momentos chegou a cortar parte dos programas Domingo Legal e Eliana. Após o falecimento da titular, o TV Jornal Meio Dia passou a ser apresentado por Anne Barreto, que deixou a apresentação do Notícias da Manhã PE para Leandro Oliveira.

No fim do ano, o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação promoveu a demissão de cerca de 60 profissionais, e a TV Jornal foi afetada a partir do cancelamento dos programas Replay e Interativo (este último apresentado por Danielle Monteiro, também entre os demitidos). Com os espaços vazios na programação, a emissora aumentou o tempo de duração do Sabor da Gente e passou a reprisar localmente o Primeiro Impacto, exibido durante as manhãs pelo SBT.[7] Em março, Flávio Barra é contratado para apresentar o programa Turma do Barra, cuja estreia aconteceu no dia 25 de março, voltado ao humor e ao entretenimento, com destaque para os links ao vivo nas ruas, além das fofocas das celebridades e a participação dos artistas musicais locais.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
2.1 35 UHF 1080i Programação principal da TV Jornal / SBT

A emissora iniciou os testes para implantação do seu sinal digital em 14 de abril de 2009, através do canal 35 UHF, sendo a primeira emissora de Recife a operar com a nova tecnologia. Em 27 de maio, a emissora iniciou oficialmente suas transmissões digitais, com uma solenidade realizada no JCPM Trade Center no Recife, que contou com a presença do presidente da emissora, João Carlos Paes Mendonça, e vários convidados. A TV Jornal exibiu após o fim do TV Jornal Notícias um programa especial feito pelo jornalismo da emissora mostrando a união entre a tradição e inovação da música e tecnologia do Pernambuco. Às 22h30, a emissora exibiu também um especial musical gravado no auditório do SJCC, com a apresentação de Graça Araújo, e que contou com a participação de nomes como Santanna, Silvério Pessoa, Reginaldo Rossi e Quinteto Violado.[8][9] Em 2010, a emissora começou a produzir seus programas em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Jornal, bem como as outras emissoras do Recife, cessou suas transmissões pelo canal 02 VHF em 26 de julho de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[10] O sinal da emissora foi interrompido às 23h59 durante a exibição do Programa do Ratinho, sendo substituído por um aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programas[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional do SBT, a TV Jornal produz os seguintes programas:

  • Bronca 24 Horas: Jornalístico policial, com Washington Gurgel;
  • Notícias da Manhã PE: Telejornal, com Leandro Oliveira;
  • Sabor da Gente: Programa culinário, com Wellington Almeida;
  • TV Jornal Meio-Dia: Telejornal, com Anne Barreto;
  • Por Dentro: Revista eletrônica, com Joslei Cardinot;
  • Turma do Barra: Humorístico, com Flávio Barra;
  • Papeiro da Cinderela: Humorístico, com Jeison Wallace;
  • O Povo na TV: Jornalístico, com Ciro Bezerra;
  • TV Mãos a Obra: Programa de variedades, com Rodrigo Asfora e Taís Cintra;
  • Carro Arretado: Programa sobre automobilismo, com Silvio Menezes;
  • Expedição Nordeste: Programa turístico, com Cauã Cordel e Tauã Cordel;[nota 1]
  • Show de Bola: Jornalístico esportivo, com Kaline Bradley;
  • Vida Saudável: Jornalístico, com Nadya Alencar

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

O sinal da TV Jornal cobre toda a Região Metropolitana do Recife, a Mesorregião da Mata Pernambucana e algumas áreas do Agreste Pernambucano. O restante do estado, além do arquipélago de Fernando de Noronha são cobertos pela TV Jornal Caruaru.

Lista de retransmissoras
Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal
Águas Belas 05 Angelim 08 Barreiros 21 Belém de Maria 06 Bom Conselho 04
Bom Jardim 15 Buíque 13 Canhotinho 06 Correntes 07 Cumaru 11
Jupi 11 Limoeiro 26 Macaparana 09 Ribeirão 11 Rio Formoso 09
Surubim 13 Tamandaré 20 Taquaritinga do Norte 20 Toritama 05 Vicência 18

Notas e referências

Notas

  1. Exibido em conjunto com as afiliadas do SBT no Nordeste

Referências

  1. a b c d * LINS, Alice Maria Grego. A TV JORNAL E OS ANOS 60: GLÓRIAS E CRISES DE UMA EMISSORA LOCAL. Florianópolis: II Encontro Nacional da Rede Alfredo de Carvalho, 2004.
  2. a b * Fique por dentro do JC
  3. «Mais informação nas manhãs da TV Jornal». NE10. 2 de fevereiro de 2015. Consultado em 2 de fevereiro de 2015  Texto " autor " ignorado (ajuda)
  4. Falcheti, Fabrício (19 de janeiro de 2015). «SBT lançará edições locais do "Notícias da Manhã" pelo Brasil». Na Telinha - UOL. Consultado em 2 de fevereiro de 2015 
  5. Falcão, Diego (3 de setembro de 2018). «Afiliada do SBT em Recife demite apresentadora e gerente de jornalismo». NaTelinha - UOL. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  6. «Jornalista Graça Araújo morre após sofrer AVC hemorrágico no Recife». Jornal do Commercio. 8 de setembro de 2018. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  7. «Afiliada do SBT em recife promove demissões em massa e acaba com programa». Alta Definição. 28 de dezembro de 2018. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  8. Sales, Rodrigo (25 de maio de 2009). «TV Digital chega a Recife». Ministério das Comunicações. Consultado em 7 de janeiro de 2016 [ligação inativa]
  9. Lima, Renato (27 de maio de 2009). «Ministro oficializa emissão da TV Jornal Digital». JC Online. Consultado em 7 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 31 de maio de 2009 
  10. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 30 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]