Salvador Shopping

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Salvador Shopping
Localização Avenida Tancredo Neves, Caminho das Árvores, Salvador, Bahia, Brasil
Inauguração 22 de maio de 2007 (8 anos)
Slogan Diferente pra você.
Proprietário Grupo JCPM
Números
Lojas 464
Área 89.596 m²
Área construída 298.000 m²
Área locável 82.500 m²
Estacionamento 6.000 vagas
Andares 5 (3 de lojas e 2 de estacionamento)
Salas de
cinema
10 salas Cinemark (2 3D, 1 XD, 2 VIP Bradesco Prime)
Página oficial www.salvadorshopping.com.br

O Salvador Shopping é um centro comercial brasileiro em Salvador, Bahia. Foi inaugurado em 22 de maio de 2007, na avenida Tancredo Neves.

O empreendimento é de responsabilidade do grupo pernambucano JCPM (de propriedade do sergipano João Carlos Paes Mendonça). Trata-se do maior shopping center em área construída do Norte-Nordeste e segundo do Brasil, com cerca de 298.000 metros quadrados;[1] além de sétimo maior shopping do Brasil em área bruta locável (ABL) e terceiro do Norte-Nordeste.

Em número de lojas, o Salvador Shopping é o segundo maior da Bahia. Após a ampliação, realizada em 2009, o shopping passou a ter 464 lojas (atrás apenas do Iguatemi, que tem 535 lojas) além de 10 salas de cinema no formato mega stadium Cinemark e espaço para jogos eletrônicos.[1] O shopping acabou recebendo vários prêmios nacionais e internacionais ao longo de sua trajetória.[2] [3] [4]

Sua fachada é composta por fotos de Salvador e sua cultura, como: a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim, o Farol da Barra, o Dique do Tororó, o Pelourinho, o Candomblé e a Capoeira. Além do desenho exterior, destaca-se também as ações na área ambiental, na qual são realizados o aproveitamento da água pluvial e a reciclagem do lixo.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Para construção do shopping foram também realizadas alterações viárias na região,[1] que possui um dos maiores fluxos de veículos de Salvador. Um novo viaduto foi construído sobre a Avenida Tancredo Neves, além de três passarelas: uma em frente ao Hospital Sarah Kubitschek, uma sobre a ligação Iguatemi-Paralela, e outra ligando o bairro Caminho das Árvores à entrada principal do shopping.[5] O projeto arquitetônico foi de André Sá e Francisco,[6] pelo qual foram concedidos prêmios do International Council of Shopping Centers (ICSC) na categoria de shoppings latino-americanos.[1]

O Salvador Shopping foi inaugurado em 22 de maio de 2007 com grandes lojas, como: C&A, Lojas Riachuelo, Lojas Renner, Centauro, Le Biscuit, Lojas Insinuante, Ricardo Eletro, Jurandir Pires, Bompreço, Luigi Bertolli, Lojas Marisa, Crawford/Siberian e; como cinema, 8 salas em formato MegaStadium da rede Cinemark. Essa foi a primeira fase da construção do empreendimento, quando possuía 55 mil metros quadrados de área bruta locável (ABL) e 180 mil metros quadrados de área construída.[1] A construção impactou no sistema viário que sofreu intervenção e no fluxo de transporte, transformando-se em polo gerador de tráfego, mas também nos demais centros comerciais da cidade. Para fazer frente à concorrência do novo shopping, os mais antigos melhoraram suas instalações e serviços. O Shopping da Bahia (então Iguatemi), situado muito próximo, expandiu o estacionamento e reformou a fachada e praças internas.[5] Junto com o shopping, o Grupo JCPM construiu outros empreendimentos integrados ao Salvador Shopping, como o Salvador Shopping Business e o CEO Salvador Shopping, que contribuíram para a transformação da Avenida Tancredo Neves em uma espécie de centro das decisões financeiras da cidade e a inclusão de Salvador entre as grandes metrópoles capitalistas, em processo iniciado com com o então Iguatemi Salvador conformando o segundo centro municipal.[7]

Prevista no projeto de construção, a segunda fase foi a ampliação do Salvador Shopping para 298 mil metros quadrados de área construída. Esta foi inaugurada em 9 de setembro de 2009, ao custo de 150 milhões de reais.[1] Foram construídas mais 201 lojas, totalizando 464 distribuídas em 82,5 mil metros quadrados de ABL.[1] Chamada de "evolução", a expansão do shopping foi realizada pela Construtora Cyrela Andrade Mendonça.[1] Foram adicionadas cinco lojas âncoras (Lojas Americanas, Etna, Leader, Casas Bahia e Livraria Cultura, frente às quatro iniciais) e três estabelecimentos com área entre 500 e 600 metros quadrados, chamadas de megalojas (SAC, Armani Exchange e Le Lis Blanc Deux, somadas às dez iniciais).[1]

Em 5 de dezembro de 2010 o shopping foi marcado por uma tragédia. Um garoto de 15 anos morreu ao cair o 3º piso. Ele brincava de escorregar pelo corrimão da escada localizada na parte central do shopping, caindo em cima da decoração de Natal instalada na praça do térreo. Em nota enviada pela assessoria de comunicação, o shopping informou que “todas as providências possíveis foram tomadas na tentativa de socorrer o adolescente”.[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j Economia/ JC. (08.09.2009). "Salvador Shopping investe 150milhões e ganha 201 novas lojas" (em português). JC OnLine. Visitado em 6 de Novembro de 2015. Cópia arquivada em 12 set 09.
  2. Shoppings de Pernambuco e de Salvador vencem Prêmio Abrasce 2015 Jornal do Commercio. Visitado em 9 de novembro de 2015.
  3. Salvador Shopping recebeu premiação nacional Michelle Marie. Visitado em 9 de novembro de 2015.
  4. Salvador Shopping ganha prêmio internacional Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (10.09.2008). Visitado em 9 de novembro de 2015.
  5. a b DE AZEVÊDO, MICHELLE CONCEIÇÃO MARCELINO. PLANEJAMENTO URBANO DE SALVADOR: A AVENIDA PARALELA E O CAB (em português). Salvador: Universidade Católica do Salvador, 2012. Página visitada em 6 de Novembro de 2015.
  6. (maio 2007) "Salvador Shopping. Mais um empreendimento que decidiu pela mais moderna tecnologia de painéis termoisolantes Dânica.". Job Report (n. 4). Visitado em 6 de Novembro de 2015.
  7. de Azevedo, Michelle Conceição Marcelino. . "Centro Administrativo da Bahia: Implicações sociourbanas na cidade de Salvador". urbBA (n. 11). Visitado em 6 de novembro de 2015.
  8. Garoto de 15 anos morre ao cair da escada de shopping - A TARDE On Line - CIDADES www.atarde.com.br. Visitado em 26 de Junho de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]