TV Pernambuco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nuvola apps important square.svg
Um editor detectou que este artigo ou partes de seu texto podem ter partes copiadas de websites ou outras fontes sem a devida autorização do autor.
Por favor consulte o que a Wikipédia não é e tente resolver estas objeções na página de discussão deste artigo.
TV Pernambuco
DETELPE - Departamento de Telecomunicações de Pernambuco
Recife / Caruaru, Pernambuco
Brasil
Tipo Pública
Cidade de concessão Caruaru Flag.png Caruaru, PE
Canais Digital: 28 UHF
Virtual: 28.2 PSIP
Outros canais 12 VHF analógico

45 UHF digital (12.1)

Analógico (Recife): 9 VHF (1988-2017)

Sede Band recife.png Recife, PE
Avenida Conde da Boa Vista, 1424 - Boa Vista
MAPA
Rede TV Brasil
Rede(s) anterior(es) SBT (1983-1987)
Rede Bandeirantes (1987-1991)
Rede Record (1991-1992)
Rede OM (1992-1993)
TV Cultura (1993-1997; 2006-2009)
CNT (1997-1998)
Rede 21 (1998-2001)
Futura (2001-2006)
Fundador Roberto Magalhães Melo
Pertence a DETELPE
Proprietário Governo do Estado de Pernambuco
Presidente Guido Bianchi
Fundação 28 de novembro de 1983 (34 anos)
CNPJ 11.219.607/0001-83
Prefixo ZYB 300
Nome(s) anteriore(s) TV Tropical (1983-1988)
Cobertura Partes do estado de Pernambuco e Fernando de Noronha
Potência 5 kW
Página oficial tvpe.tv.br

TV Pernambuco é uma emissora de televisão educativa brasileira concessionada em Caruaru, porém sediada em Recife, respectivamente cidade e capital do estado de Pernambuco. Opera no canal 12 VHF e 45 UHF digital, e é afiliada à TV Brasil. Em Recife, seus estúdios estão localizados no bairro Boa Vista, e sua antena de transmissão está no alto do Morro do Peludo, em Olinda. Em Caruaru, seus transmissores estão no alto do Morro Bom Jesus.

História[editar | editar código-fonte]

TV Tropical (1983-1988)[editar | editar código-fonte]

A TV Tropical entrou no ar em 28 de novembro de 1983 como afiliada ao SBT, tornando-se a primeira geradora de TV no interior de Pernambuco. A inauguração aconteceu no mesmo dia nos canais 12 VHF de Caruaru e 9 VHF em Recife, através do Sistema DETELPE. Em 1985, depois de um ano no ar, passou a exibir os primeiros programas locais, que incluíam educativos e telejornais.[1]

Em março de 1987, após aprovação da DENTEL (atual ANATEL), a emissora instala uma retransmissora em Campina Grande, na Paraíba, através do canal 5 VHF.[2][3]

No mesmo ano, os proprietários do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, responsável pela TV Jornal (que chegou a suspender transmissões para o interior do estado devido a crise financeira), vendem os veículos componentes para o Grupo JCPM. Os novos proprietários da TV Jornal recolocaram a emissora no ar e anunciam a mudança de afiliação da Rede Bandeirantes para o SBT. Com isto, a TV Jornal troca de afiliação com a TV Tropical e esta torna-se afiliada da Rede Bandeirantes.

TV Pernambuco (desde 1988)[editar | editar código-fonte]

Em 1988, depois de quatro anos no ar, a emissora mudou de nome e passou a se chamar TV Pernambuco. Entre os anos 80 e 90, utilizou como retransmissor no Recife o canal 9 VHF, mas como o canal foi repassado para os Diários Associados em 1998, em 2000 foi para o 46 UHF.

A emissora faz parte do Sistema DETELPE, que tem retransmissoras espalhadas pelo Interior de Pernambuco, alcançando estados vizinhos, como a Paraíba.

Ela é responsável pela transmissão de programas culturais e educativos que abrangem 55 municípios distribuídos por todo o estado de Pernambuco. No ar desde 1984, a TV Pernambuco sempre lutou pelo mesmo objetivo: levar educação aos lugares mais distantes do estado. Durante todos esses anos o canal se prestou à divulgação da cultura pernambucana, respeitando a diversidade própria do país.

A programação educativa a que se propõe favorece a ampliação dos horizontes dos telespectadores, contribuindo para a sua formação intelectual. Além de incentivar o debate, os programas exibidos são feitos de acordo com as necessidades do público, aliando cultura e entretenimento.

Afiliações[editar | editar código-fonte]

Desde 1987, teve várias afiliações, segue abaixo uma cronologia:

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

* - Em implantação

Referências

  1. Marlon Victor Viana Vital e Ricardo Henrique Carvalho de Arruda (2008). «A trajetória da TV no país de Caruaru». FAVIP. Consultado em 11 de junho de 2013. 
  2. [http://cgretalhos.blogspot.com.br/2010/05/tunel-do-tempo-programacao-das-tvs.html#.UbakNflwpod]
  3. [http://cgretalhos.blogspot.com.br/2012/09/ponto-de-vista-tv-tropical-de-caruaru.html#.UbazGPlwpoc]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.