TV Pernambuco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Pernambuco
Empresa Pernambuco de Comunicação S.A. - EPC
Recife / Caruaru, Pernambuco
Brasil
Tipo Educativa
Cidade de concessão Caruaru Flag.png Caruaru, PE
Canais Digital: 45 UHF
Virtual: 12 PSIP
Outros canais Analógico:
12 VHF (1984-2018)
Sede Bandeira de Recife.svg Recife, PE
Slogan Em movimento com você
Rede TV Brasil
Rede(s) anterior(es) SBT (1984-1987)
Rede Bandeirantes (1987-1991)
Rede Record (1991-1992)
Rede OM (1992-1993)
TV Cultura (1993-1997; 2006-2009)
CNT (1997-1998)
Rede 21 (1998-2001)
Futura (2001-2006)
Fundador(es) Roberto Magalhães
Pertence a EPC
Proprietário(s) Governo do Estado de Pernambuco
Presidente Gustavo Almeida
Fundação 28 de novembro de 1984 (36 anos)
Prefixo ZYB 300
Nome(s) anterior(es) TV Tropical (1984-1988)
Cobertura Partes do estado de Pernambuco e Fernando de Noronha
Coord. do transmissor 8° 17' 6.2" S 35° 58' 37.1" O
Potência 5 kW
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial portalepc.com.br

TV Pernambuco é uma emissora de televisão educativa brasileira concessionada em Caruaru, porém sediada no Recife, respectivamente cidade e capital do estado de Pernambuco. Opera no canal 12 (45 UHF digital) e é afiliada à TV Brasil. A emissora faz parte da Empresa Pernambuco de Comunicação (EPC), que tem retransmissoras espalhadas pelo interior do estado e é responsável pela transmissão de programas culturais e educativos. No Recife, seus estúdios estão localizados no bairro Boa Vista, e sua antena de transmissão está no alto do Morro do Peludo, em Olinda. Em Caruaru, seus transmissores estão no alto do Morro Bom Jesus.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Tropical entrou no ar em 28 de novembro de 1984 como afiliada ao SBT, tornando-se a primeira geradora de TV no interior de Pernambuco. A inauguração aconteceu no mesmo dia nos canais 12 VHF de Caruaru e 9 VHF em Recife, através do Sistema Detelpe. Em 1985, depois de um ano no ar, passou a exibir os primeiros programas locais, que incluíam educativos e telejornais.[1]

Em março de 1987, após aprovação do DENTEL, a emissora instala uma retransmissora em Campina Grande, na Paraíba, através do canal 5 VHF.[2][3]

No mesmo ano, os proprietários do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, responsável pela TV Jornal (que chegou a suspender transmissões para o interior do estado devido a crise financeira), vendem os veículos componentes para o Grupo JCPM. Os novos proprietários da TV Jornal recolocaram a emissora no ar e anunciam a mudança de afiliação da Rede Bandeirantes para o SBT. Com isto, a TV Jornal troca de afiliação com a TV Tropical e esta torna-se afiliada da Rede Bandeirantes. Em 1988, depois de quatro anos no ar, a emissora mudou de nome e passou a se chamar TV Pernambuco.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
12.1 34 UHF 1080i Programação principal da TV Pernambuco / TV Brasil
12.2 480i Widescreen TV Escola
12.3 Canal Saúde
Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Pernambuco, bem como as outras emissoras de Caruaru, cessou suas transmissões pelo canal 12 VHF em 17 de dezembro de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.

Programas[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da TV Brasil, a TV Pernambuco exibe os seguintes programas:

  • Pernambuco.som (produção própria)
  • Mais Radical (produção independente)
  • Trilhas da Democracia (coprodução)
  • #TVPEnoAR (produção própria)
  • Tudo do Campo (produção independente)
  • Jornal da Maré (produção independente)
  • DOC.BR (produção própria)
  • Tela PE (produção própria)
  • Olhar (produção independente)
  • EducaPE (produção independente)
  • Faixa Especial TVPE 35 Anos (produção própria)

Em parceria com a RTV Caatinga

  • Entre um Café, uma Prosa (produção independente)

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Lista de retransmissoras
Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Afogados da Ingazeira 05 - Afrânio 08 - Alagoinha 03 -
Angelim 06 - Arcoverde 06 - Barra de Guabiraba 05 -
Barreiros 04 - Belém do São Francisco 08 - Belo Jardim 55 -
Betânia 04 - Bom Conselho 10 - Bom Jardim 36 -
Bonito 02 - Brejinho 10 - Brejo da Madre de Deus 11 -
Calumbi 10 - Canhotinho 10 - Carnaíba 08 -
Catende 10 - Correntes 05 - Custódia 08 -
Exu 20 - Flores 08 - Floresta 05 -
Garanhuns 13 - Itapetim 10 - Jatobá 06 -
Limoeiro 45 - Mirandiba 02 - Ouricuri 03 -
Parnamirim 02 - Pesqueira 07 - Petrolândia 13 -
Petrolina - 13 (45) Poção 05 - Quixaba 08 -
Recife - 46 (45) Rio Formoso 08 - Salgueiro 09 -
Santa Cruz da Baixa Verde 07 - Santa Cruz do Capibaribe 10 - Santa Maria da Boa Vista 08 -
Santa Terezinha 10 - São José do Belmonte 07 - São José do Egito 10 -
Serra Talhada 10 - Sertânia 12 - Surubim 49 -
Taquaritinga do Norte 39 - Timbaúba 02 - Toritama 07 -
Triunfo 13 - Vicência 41 -

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Marlon Victor Viana Vital e Ricardo Henrique Carvalho de Arruda (2008). «A trajetória da TV no país de Caruaru». FAVIP. Consultado em 11 de junho de 2013. Arquivado do original em 2 de março de 2014 
  2. [http://cgretalhos.blogspot.com.br/2010/05/tunel-do-tempo-programacao-das-tvs.html#.UbakNflwpod]
  3. [http://cgretalhos.blogspot.com.br/2012/09/ponto-de-vista-tv-tropical-de-caruaru.html#.UbazGPlwpoc]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]