TV Alterosa Belo Horizonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
TV Alterosa Belo Horizonte
Sociedade Rádio e Televisão Alterosa Ltda.
Belo Horizonte, Minas Gerais
Brasil
Tipo Comercial
Canais Digital: 36 UHF
Virtual: 5 PSIP
Outros canais 18 (NET)
ver mais
Analógico:
02 VHF (1962-1977)
05 VHF (1977-2017)
Sede Bandeira de Belo Horizonte.svg Belo Horizonte, MG
Avenida Assis Chateaubriand, 499 - Floresta
Slogan A TV que o mineiro vê
Rede Rede Alterosa (SBT)
Rede(s) anterior(es) REI (1968-1981)
Fundador Assis Chateaubriand
Pertence a Diários Associados
Proprietário Condomínio Acionário dos Diários Associados
Antigo proprietário Assis Chateaubriand (1962-1968)
Presidente Álvaro Teixeira da Costa
Fundação 13 de março de 1962 (56 anos)
CNPJ 17.247.925/0001-34
Prefixo ZYA 723
Emissoras irmãs Feliz FM Belo Horizonte
Cobertura Grande Belo Horizonte, Central Mineira, Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e parte do Triângulo Mineiro
Coord. do transmissor 19° 58' 13.9" S 43° 55' 42.7" O
Potência 4,5 kW
Página oficial alterosa.com.br

TV Alterosa Belo Horizonte é uma emissora de televisão brasileira sediada em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais. Opera no canal 5 (36 UHF digital) e é afiliada ao SBT. A sede da emissora fica localizada no bairro da Floresta, que por muitos anos abrigou a antiga TV Itacolomi, e a sua antena de transmissão fica na Serra do Curral, no bairro do Belvedere.

É a cabeça-de-rede da Rede Alterosa, que transmite seus programas locais para as outras quatro emissoras da rede: TV Alterosa Divinópolis, TV Alterosa Juiz de Fora, TV Alterosa Leste e TV Alterosa Varginha. Na capital mineira, além da TV Alterosa, os Diários Associados controlam os jornais Estado de Minas e Aqui BH, o portal Uai e a produtora de comerciais Alterosa Cinevídeo.

História[editar | editar código-fonte]

A TV Alterosa foi fundada em 13 de março de 1962 e dois anos mais tarde foi incluída no grupo dos Diários Associados, formado por veículos de comunicação de todo o Brasil.[1] Ela também transmitia a programação da Rede de Emissoras Independentes, além da Rede Tupi, juntamente com a TV Itacolomi.

Funcionou no canal 2 de Belo Horizonte nos seus primeiros quinze anos, até 1977. Neste ano, é transferida para o canal 5, onde permanece até hoje. Essa mudança se deve ao desejo do governo federal de que todos os canais 2 do país fossem emissoras públicas, como a TV Cultura em São Paulo e a TVE Brasil no Rio de Janeiro. No entanto, o canal público de Minas Gerais, a Rede Minas, foi implantado no canal 9 da capital mineira, em 1984. O canal 2 ficou desocupado até 1991, quando Newton Cardoso fundou a TV Sociedade, atual RecordTV Minas.

Em 1980, com a cassação da concessão da Rede Tupi, em São Paulo, a sua retransmissora em Belo Horizonte, a TV Itacolomi, também saiu do ar. Nesse ano, o Sistema Estaminas de Comunicação desenvolveu um plano de crescimento e investimentos para a TV Alterosa. O prédio localizado na Avenida Assis Chateaubriand, antiga sede da Itacolomi, passou a ser da Alterosa. Em 19 de agosto de 1981, é criado o Sistema Brasileiro de Televisão, de propriedade de Sílvio Santos, e a TV Alterosa torna-se uma de suas primeiras afiliadas.

Em 1996, além de instalar um sistema digital de transmissão, a TV Alterosa passou a enviar seu sinal até o satélite Brasilsat B1 e, a partir daí, para qualquer município de Minas. É o Minas Integrada. Com ele, a programação local e os assuntos de interesse regional estão chegando diretamente a cada cidade de Minas Gerais.

Em 2005, liderou uma série de comemorações aos 50 anos da TV Itacolomi, autodenominando-se sucessora da antiga emissora criada por Assis Chateaubriand.

Em 23 de janeiro a TV Alterosa[2] comprou 50% do capital acionário da TV Brasília, pertencente às Organizações Paulo Octávio. Pela transação, coube à TV Alterosa a gestão do negócio e o controle comercial e editorial da emissora. Com a aquisição, a TV Brasília retornou aos Diários Associados, depois de sete anos. O gerente técnico da TV Alterosa, Luis Eduardo Leão, assume a TV Brasília como superintendente, acumulando o cargo que ocupa em Minas Gerais.[3]

Em 2008, o programa Auto Papo passou a ser transmitido em rede nacional pelo SBT e mudou o nome para Vrum, mas mesmo assim continua sendo gravado pela TV Alterosa. A Alterosa também estreou o programa jornalistico Alterosa Urgente, e extinguiu o programa Feminina, que era apresentado por Érica Toledo (hoje na TV Assembleia).

Em 2009, o Alterosa Urgente sai do ar devido a baixa audiência, e ficam apenas o Jornal da Alterosa e o Alterosa Esporte no horário do almoço. Neste mesmo ano estreiam os programas Caju e Totonho em Off, Bola na Área (que tem como parceira a Rádio Itatiaia), Don e Juan e sua História aos sábados e Viação Cipó aos domingos.

Em 2010, estreia o TV Verdade, apresentado por Ricardo Carlini, que aborda assuntos polêmicos. Neste mesmo ano, o Caju e Totonho em Off, mas em setembro, o programa migra para a TV Record Minas. O Jornal da Alterosa e o Alterosa Esporte ganham novos cenários e vinhetas, e estreia o programa Casca Grossa, que mostra esportes radicais.

Em junho de 2011, o jornalista Benny Cohen é afastado do cargo de apresentador do Jornal da Alterosa e passa a atuar apenas no Portal Uai. Com isso, Ricardo Carlini que desde 2010 apresentava o TV Verdade assumiu a ancoragem do Jornal da Alterosa.

Em julho de 2011, o TV Verdade passa a ser exibido aos sábados, e em seu lugar entra o programa Canal Urgente, apresentado por Pedro Augusto, mas em setembro o programa é retirado da grade, sendo que o horário passa a ser preenchido por gerações locais da série Chaves. Já na faixa das 19h, estreou o Alterosa no Ataque.

Em 13 de março de 2012, a emissora completou 50 anos[4] de sua fundação.[5]

Em junho de 2012 a emissora se consolidou na vice-liderança em relação à TV Record Minas, sendo a única emissora de Minas com crescimento de audiência no mês e vem se mantendo nessa posição até hoje com uma programação local mais forte e atuante além das atrações do SBT.

Em março de 2016 o Jornal da Alterosa 1ª Edição foi substituído pelo Alterosa Alerta no horário do almoço.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
5.1 36 UHF 1080i Programação principal da TV Alterosa / SBT

A emissora iniciou os testes para implantação do seu sinal digital na segunda semana de abril de 2009, através do canal 36 UHF, sendo a quinta emissora da Grande Belo Horizonte a operar com a nova tecnologia. Em 18 de abril, transmitiu em caráter experimental o programa Caju e Totonho em Off em alta definição.

Em 08 de maio de 2009, a TV Alterosa inaugurou oficialmente o seu sinal digital, em uma cerimônia realizada na sede da emissora em Belo Horizonte, e que contou com a presença do então ministro das comunicações Hélio Costa, que acionou simbolicamente o sinal digital da emissora. A TV Alterosa também foi a primeira emissora de TV do país a testar o recurso de interatividade para a televisão digital, em um evento realizado no Polo de Tecnologia do Porto Seco, em Betim, no mesmo dia em que foi lançado o sinal digital da emissora.[6] Em 4 de abril de 2016 a TV Alterosa passou transmitir todos os programas em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Alterosa Belo Horizonte, bem como as outras emissoras de Belo Horizonte, cessou suas transmissões pelo canal 5 VHF em 22 de novembro de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[7] O sinal foi cortado às 23h59, durante o Programa do Ratinho, e foi substituído pelo aviso do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional do SBT, a TV Alterosa produz os seguintes programas;

  • Alterosa Alerta Manhã: Jornalístico policial, com Stanley Gusman e Rafael Martins;
  • Alterosa Alerta: Jornalístico policial, com Stanley Gusman e Rafael Martins;
  • Alterosa Esporte: Jornalístico esportivo, com Leopoldo Siqueira;
  • Jornal da Alterosa: Telejornal, com Carolina Saraiva;
  • Flash Minas: Programa de auditório, com Lázaro Camilo e Kilder Pinheiro;
  • Bola na Área: Jornalístico esportivo, com Péricles de Souza;
  • Programa Gui Moreira: Programa de variedades, com Guilherme Moreira;
  • Don & Juan e sua História: Programa de auditório, com a dupla sertaneja Don & Juan;
  • MMA Alterosa: Programa sobre MMA, com Isabel Guimarães;
  • IT: Programa de variedades, com Érica Araújo;
  • Viação Cipó: Revista eletrônica, com Otávio di Toledo

Diversos outros programas compuseram a grade da emissora e foram descontinuados:

  • 1ª Página
  • Agito da Zorra
  • Alterosa no Ataque
  • Alterosa Notícias
  • Alterosa Urgente
  • Antônio Roberto e Você
  • Arrumação
  • Auto Papo
  • Big Ideia
  • Brunny e VC
  • Caju e Totonho em Off
  • Canal Shopping
  • Canal Urgente
  • Casca Grossa
  • Clubinho da Tia Dulce
  • Divirta-se
  • EM Esportes
  • Esporte 5
  • Feminina
  • Graffite
  • Jornal 5
  • Jornal Agora
  • Leila Entrevista
  • Linha Contra Defesa
  • Minas Movimenta
  • O Povo na TV
  • O Reabilitador de Cães
  • Plantão Imobiliário
  • Sabores de Minas
  • Sofá da Kayete
  • TJ Alterosa
  • TV Dez
  • TV Sucesso
  • TV Surpresa
  • TV Verdade
  • Vrum

Equipe[editar | editar código-fonte]

Jornalistas e apresentadores
  • Carolina Saraiva
  • Don & Juan
  • Érica Araújo
  • Guilherme Moreira
  • Isabel Guimarães
  • Kilder Pinheiro
  • Lázaro Camilo
  • Leopoldo Siqueira
  • Letícia Santiago
  • Otávio di Toledo
  • Péricles de Souza
  • Rafael Martins
  • Ricardo Carlini
  • Stanley Gusman
Repórteres
  • Andreza Gischewski
  • Daniela Mallmann
  • Denise Guerra
  • Ethel Corrêa
  • Fernanda Penna
  • Lauro Lopes
  • Victor Moreira
  • Wágner de Oliveira

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]