Nativa FM Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nativa FM Rio de Janeiro
Nativa FM Rio de Janeiro.JPG
Rádio Lite FM Ltda
País  Brasil
Frequência(s) 103.7 MHz
Sede Rio de Janeiro
Slogan O amor do Rio
Fundação 1 de agosto de 2000 (17 anos)
Extinção 16 de dezembro de 2015 (2 anos)
Pertence a Diários Associados
Género Musical
Afiliações Nativa FM
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYD 463
Nome(s) anterior(es) Tupi FM
Potência 35.7Kw
RDS Sim
Página oficial www.nativa.fm
Antena 1 Rio de Janeiro

A Nativa FM Rio de Janeiro foi uma estação de rádio brasileira da cidade do Rio de Janeiro. Operava nos 96.5 MHz em FM até 1º de junho de 2009, quando passou a operar nos 103.7 MHz até sua extinção no dia 16 de dezembro de 2015. Pertencia aos Diários Associados.

História[editar | editar código-fonte]

Foi criada em 26 de maio de 1974 com o nome de Tupi FM. Desde 1996 a emissora passou a entrar no segmento popular com o slogan "A Nativa do Rio!". A partir de 1 de agosto de 2000 a emissora passou a se chamar Nativa FM e muda seu slogan para "O amor do Rio!". Fez parte da Rede Nativa transmitindo apenas o programa As Canções que você fez pra Mim com Dudu Braga, o Segundinho. Mas participou da primeira fase da Rede Nativa que durou pouco tempo.

A maior parte da grade foi voltada para o ouvinte local, com varias musicas como sertanejo, pagode, pop etc, diferentemente do restante da Rede Nativa, que transmite apenas musica sertaneja. No dia 1° de junho de 2009, os Diários Associados arrenda a frequência da Radio Antena 1 do Rio de Janeiro, comandado por Paulo Maia e a Nativa FM muda de frequência, passando a ser transmitida em 103.7 MHz, fazendo que a Antena 1 fosse extinta. A antiga frequência da rádio, 96.5 MHz, no mesmo dia, passou a transmitir a programação da Super Rádio Tupi, em simulcast com a frequência AM.

No segundo semestre de 2013, a Nativa FM anunciou o Tudo a Veras (sáb 20h ás 21h) com o comediante Marcos Veras. No dia 18 de junho de 2014, a Nativa passa a transmitir sua programação no novo prédio da emissora na Rua Fonseca Teles, em São Cristóvão, já que o prédio de sua antiga sede na Rua do Livramento foi vendida à um grupo estrangeiro. Em setembro de 2015, inaugurou um novo estúdio, em forma de cenário de TV, para transmissões em Video pela internet e passou a transmitir jogos de futebol com a equipe da Super Rádio Tupi transmitindo apenas quando houver jogos simultâneos dos times cariocas.

Em novembro de 2015, foi anunciado que a Nativa FM encerraria suas transmissões, devido a crise financeira do Diários Associados e que o arrendamento da frequência 103.7 MHz já estava no fim e que o dono do canal Paulo Maia decidiu não renovar o contrato com o grupo. E a Nativa FM teve o fim de suas transmissões a meia-noite de 16 de dezembro de 2015. A Partir dessa data, a frequência 103.7 MHz, após 6 anos fora do dial carioca, passou a transmitir o retorno da Rádio Antena 1.

Programas[editar | editar código-fonte]

  • Manhã Nativa - Zé Costa
  • Mundo Melhor Nativa - Zé Costa
  • Estação Nativa' - Flávio Machado
  • Tarde Nativa - Ricardo Bheringuer
  • Paquera Nativa - Fernando Borges
  • Toque de Amor - Maurício Berger
  • Coração Sertanejo - Charles Uchoa
  • As Mais Pedidas - Ricardo Bheringuer
  • Cia de Amigos - Marcus Vinicius
  • Barba, Cabelo e Bigode - Jorge Santanna
  • As Canções que você fez pra Mim - Dudu Braga, o Segundinho (único em parceria com a Rede Nativa FM, com cabeça de SP)
  • De Volta pro Futuro - Charles Uchoa
  • Encontro Marcado - Ricardo Heizer
  • Tudo a Veras - Marcos Veras (Participação Jorge F. Presuntinho)
  • Discoteca da Nativa - Paulo Henrique
  • Super Futebol Tupi-Nativa - apenas quando houver jogos simultâneos dos times cariocas no mesmo horário

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.