NovaBrasil FM Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
NovaBrasil FM Rio de Janeiro
{{{alt}}}
Rede Central de Comunicação Ltda.
País Brasil
Frequência(s) FM 89.5 MHz
Antigas frequências:
FM 89.3 MHz (2000-2002; 2007-2008)
Sede Rio de Janeiro, RJ
Slogan Se liga na brasilidade
Fundação 9 de junho de 2018 (4 anos)[nota 1]
Fundador Orestes Quércia
Pertence a Grupo Thathi de Comunicação [1]
Proprietário(s) Chaim Zaher
Antigo(s) proprietário(s) Grupo Solpanamby
Formato Comercial
Afiliações NovaBrasil FM
Idioma Português
Prefixo ZYD 472
Página oficial rio.novabrasilfm.com.br
Feliz FM

NovaBrasil FM Rio de Janeiro é uma emissora de rádio brasileira com sede no Rio de Janeiro, capital do estado homônimo. Opera no dial FM, na frequência 89.5 MHz, e é uma emissora própria da NovaBrasil FM, de propriedade do Grupo Thathi de Comunicação. A emissora teve três passagens na cidade, sendo a última no ar desde 9 de junho de 2018.

História[editar | editar código-fonte]

A rádio Manchete FM do Rio de Janeiro, que operava em 89.3 MHz, e suas quatro emissoras de rede foram adquiridas pelo empresário Orestes Quércia, dono das Organizações Sol Panamby em setembro de 1999 por oito milhões de dólares. A emissora carioca, assim como as demais da mesma rede, estavam arrendadas para a Igreja Renascer em Cristo e transmitiam a programação da Manchete Gospel FM desde 1998.[2] O novo projeto foi implantado em 1.º de junho de 2000, chamado NovaBrasil FM, uma rede de rádios com programação musical destinada à MPB contemporânea.[3] Inicialmente operando em São Paulo e Campinas, a NovaBrasil FM chegou ao dial carioca em 1.º de novembro de 2000.[4]

Apesar do exito da rede nas demais praças, a NovaBrasil FM Rio não possuía departamento comercial ativo e só contava com apenas um horário local comandado pela locutora Gláucia Araújo.[5] Em 1.º de outubro de 2002, a NovaBrasil FM deu lugar à Nossa Rádio, resultado do arrendamento da 89.3 MHz para o missionário R. R. Soares, juntamente com a 91.3 MHz de São Paulo (frequência do Grupo Bloch adquirida por Orestes Quércia, que manteve o arrendamento para a Renascer até então).[6]

Com o fim do arrendamento da Nossa Rádio, a NovaBrasil FM retornou ao dial em 1.º de março de 2007, aniversário do Rio de Janeiro.[5] Com bastante divulgação em seu relançamento, a emissora ganhou a concorrência da consolidada MPB FM. Sem o retorno desejado, a frequência foi novamente arrendada para a transmissão da Nossa Rádio em 2 de julho de 2008.[5] Em 2010, a frequência voltou ao controle das Organizações Sol Panamby e continuou a ser arrendada, sendo assumida pela Rádio Globo em maio. Enquanto o Grupo Globo operava a frequência, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou a troca de frequências de diversas emissoras do dial carioca, sendo que em fevereiro de 2011 a Globo passa a operar em 89.5 MHz.[7] Em março de 2015, a Rádio Globo deixa a frequência e entra no lugar da Beat98. A 89.5 MHz passa a ser arrendada para o pastor Juanribe Pagliarin, que lança a filial da Feliz FM.[8]

Após 3 anos operando em 89.5 MHz, a Comunidade Cristã Paz e Vida arrenda as emissoras de rádio do Grupo O Fluminense para transmitir a Feliz FM, provocando o fim da Rádio Fluminense e da Alpha FM Rio. Em 1.º de maio de 2018, a Feliz FM passa a ser transmitida em 94.9 MHz, com previsão de assumir oficialmente a frequência a partir do mês seguinte. Enquanto a Feliz FM fazia transmissão simultânea, o Grupo Solpanamby confirmou a reestreia da NovaBrasil FM como sua substituta. O relançamento ocorreu nas primeiras horas do dia 9 de junho de 2018.[9]

Em outubro de 2020, é confirmada a venda da rede NovaBrasil FM e das demais empresas de comunicação do Grupo Solpanamby ao Grupo Thathi de Comunicação, do empresário Chaim Zaher, com base em Ribeirão Preto.[10][11] A nova administração assume no mês seguinte.

Em 17 de janeiro de 2022, a emissora fecha uma parceria com a Super Rádio Tupi para retransmitir as jornadas esportivas e estrear novos programas com parte do elenco da rádio líder de audiência no Rio. A parceria estreou no dia 14 de março.

Notas e referências

Notas

  1. Data de seu último relançamento. O projeto NovaBrasil FM entrou no ar pela primeira vez em 1.º de novembro de 2000.

Referências

  1. https://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/mercado/bilionario-da-educacao-compra-afiliadas-de-band-record-e-radio-novabrasil-fm-44490
  2. Daniel Castro (10 de setembro de 1999). «Igrejas evangélicas disputam FM em SP». Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de junho de 2018 
  3. Daniel Castro (31 de maio de 2000). «Nova FM adere hoje à música brasileira». Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de junho de 2018 
  4. «NOVA BRASIL FM - 89,5 MHz». Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro. 9 de junho de 2018. Consultado em 24 de junho de 2018 
  5. a b c Marcelo Delfino (3 de maio de 2010). «NOVA BRASIL E NOSSA RÁDIO FM: DOIS FRACASSOS DUPLOS». Tributo ao Rádio do Rio de Janeiro. Consultado em 24 de junho de 2018 
  6. Laura Mattos (11 de dezembro de 2002). «Missionário arrenda FMs de Quércia e horário de Mion». Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de junho de 2018 
  7. Daniel Starck (4 de maio de 2011). «Rádio Globo fecha seu primeiro ano em FM no Rio». Tudo Rádio. Consultado em 24 de junho de 2018 
  8. Carlos Massaro (10 de abril de 2015). «Feliz FM está com locução local no Rio de Janeiro». Tudo Rádio. Consultado em 24 de junho de 2018 
  9. Carlos Massaro (8 de junho de 2018). «NOVABRASIL FM estreia nas primeiras horas deste sábado no Rio de Janeiro». Tudo Rádio. Consultado em 24 de junho de 2018 
  10. «Empresário do ramo de educação compra TVs e rádio da família Quércia». Folha de S.Paulo. 20 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  11. Beth Koike (20 de outubro de 2020). «Grupo Thathi adquire rádio NovaBrasil e afiliadas das TVs Bandeirantes e Record». Valor Econômico. Consultado em 21 de outubro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]