TV Borborema

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Borborema
Televisão Borborema Ltda.
Campina Grande, Paraíba
Brasil
Tipo Comercial
Canais
09 VHF analógico
30 UHF e 9.1 Virtual digital
Outros canais ver mais
Sede Flag campina grande.svg Campina Grande, PB
Edifício João Rique, Sobreloja - Rua Venâncio Neiva, 287 - Centro
MAPA
Slogan Há 50 anos, sempre a primeira
Rede SBT
Rede(s) anterior(es) Rede Tupi (1963-1980)
REI (1980)
Rede Globo (1980-1986)
Rede Manchete (1987-1989)
Fundador Assis Chateaubriand
Pertence a Sistema Opinião de Comunicação (57,5%)
Diários Associados (42,5%)
Proprietário Cândido Pinheiro
Antigo proprietário Assis Chateaubriand (1966-1968)
Condomínio Acionário dos Diários Associados (1968-2015)
Presidente Cândido Pinheiro
Fundação 14 de março de 1966 (52 anos)
CNPJ 08.843.922/0001-72
Prefixo ZYB 275
Cobertura Cobertura - TV Borborema.svg
Coord. do transmissor 7° 13' 2.1" S 35° 53' 6.8" O
Potência 1 kW
Página oficial tvborborema.tv.br

TV Borborema é uma emissora de televisão brasileira sediada em Campina Grande, cidade do estado da Paraíba. Opera nos canais 9 VHF e 30 UHF digital, e é afiliada ao SBT. Foi fundada em 1966 por Assis Chateaubriand, como uma das emissoras da Rede Tupi, e a primeira emissora de TV da Paraíba. Em 2015, a emissora que até então pertencia somente aos Diários Associados, teve parte das suas ações compradas pelo Sistema Opinião de Comunicação, de Cândido Pinheiro, proprietário do Grupo Hapvida, que passaram a ser sócios majoritários da emissora. Seus estúdios ficam no Edifício João Rique, no Centro da cidade, e sua antena de transmissão fica no alto do prédio.

A TV Borborema segue normalmente a programação do SBT gerada diretamente de São Paulo, mas quando entra em vigência o Horário de Verão no centro-sul brasileiro, a emissora segue a programação da Rede Fuso do SBT, gerada pelo SBT Pará durante a noite. Durante os finais de semana, a programação é transmitida em tempo real, devido ao fato de os programas desses dias terem em sua maioria classificação livre ou para maiores de 10 anos.

História[editar | editar código-fonte]

Campina Grande foi a primeira cidade da Paraíba e do interior de um estado do Nordeste a possuir emissora de televisão, ao contrário de outros estados nordestinos, em que as primeiras emissoras foram instaladas nas capitais. João Pessoa só viria a ter emissora local em 1986. A TV Borborema foi uma das primeiras emissoras do Norte/Nordeste. Antes, em 1960, já haviam sido inauguradas as TVs Itapoan, em Salvador, na Bahia, e Jornal do Commercio e Rádio Clube de Pernambuco no Recife.

Segundo relatos históricos, Assis Chateaubriand determinou a inauguração de uma TV em Campina Grande em 1961. A cidade era uma das principais praças dos Diários Associados no Nordeste. Há registros de que a Rádio Borborema na época tinha um faturamento invejável, a ponto de sustentar as rádios Clube de Pernambuco e Tamandaré, ambas instaladas no Recife, capital de Pernambuco.

A TV Borborema entrou em fase experimental em 15 de setembro de 1963,[1] quando produziu os seus primeiros programas.[2] A emissora associada foi inaugurada oficialmente em 14 de março de 1966.[1]

A emissora integrou a Rede Tupi até o dia 18 de julho de 1980, quando a mesma foi extinta, mas não teve sua licença cassada devido a emissora estar saudável financeiramente à época, e devido a alinhamentos políticos, que permitiram a emissora manter-se no ar e mais tarde, instalar repetidoras no interior paraibano.

Com o fim da Rede Tupi, a TV Borborema integrou a Rede de Emissoras Independentes, liderada pela TV Record São Paulo e a TVS Rio de Janeiro. Em seguida, afiliou-se a Rede Globo, permanecendo até 31 de dezembro de 1986, quando entrou no ar a TV Paraíba. Em 1º de janeiro de 1987, tornou-se afiliada da Rede Manchete. Em 1989 trocou a Rede Manchete pelo SBT, onde está até hoje.

Em 16 de janeiro de 2015, a emissora teve 57,5% das suas ações vendidas pelos Diários Associados para o Sistema Opinião de Comunicação, de propriedade de Cândido Pinheiro, e que também já era proprietário de parte das ações da TV Ponta Negra e da TV Ponta Verde.[3] A venda foi aprovada pelo CADE em 19 de janeiro, através de nota publicada no Diário Oficial da União.[4]

Em 14 de março de 2016, data em que a emissora completou 50 anos de fundação, a TV Borborema renovou sua programação, com a estreia de novos cenários e novos programas, e também de um novo pacote gráfico. Foi também realizada uma sessão solene na Câmara Municipal de Campina Grande, onde foi entregue para a emissora a Medalha de Honra ao Mérito Municipal, pelos 50 anos de serviços prestados, e o título de cidadão campinense para o presidente do Sistema Opinião de Comunicação, Cândido Pinheiro Júnior.[5]

Em novembro de 2016, a emissora estreou a versão local do programa Tudo De Bom, presente há 8 anos em Natal na TV Ponta Negra e há 2 anos em Maceió na TV Ponta Verde.

Sinal digital[editar | editar código-fonte]

Canal virtual Canal físico Proporção de tela Programação
9.1 30 UHF 480i Widescreen Programação principal da TV Borborema / SBT

A emissora iniciou suas transmissões digitais em caráter experimental em 9 de março de 2016, pelo canal 30 UHF para Campina Grande e áreas próximas, e em 14 de março, data do aniversário de 50 anos da emissora, o sinal digital foi oficialmente lançado. Os programas, no entanto, ainda são exibidos em SD Widescreen.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Borborema, bem como as outras emissoras de Campina Grande, irá cessar suas transmissões pelo canal 09 VHF em 5 de dezembro de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[6]

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional do SBT, a TV Borborema produz os seguintes programas:

  • Tudo De Bom PB: Entreterimento, com Cléber Oliveira e Sabrina Lima;
  • Super Esportes: Jornalístico esportivo, com Rostand Lucena;
  • Patrulha da Cidade: Jornalístico policial, com José Cláudio;
  • Hora do Povo: Jornalístico, com Kalilka Vólia;
  • Borborema Notícias: Telejornal, com Dessana Araújo;
  • Degustando Conversas: Talk show, com Fábio Maia;
  • Nordeste Mais: Revista eletrônica, com Marcelle Mosso;[nota 1]
  • Campina Imóveis: Ofertas de imóveis, com Lucy Lima.

Especiais[editar | editar código-fonte]

  • Momento Junino: Exibido nos meses de maio e julho, durante as festas juninas.

Retransmissoras[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Exibido em conjunto com as afiliadas do SBT no Nordeste

Referências

  1. a b http://www.diariosassociados.com.br/home/veiculos.php?co_veiculo=8
  2. TV Borborema
  3. Redação (16 de janeiro de 2015). «TV Clube e Borborema são vendidas à grupo de Comunicação». Antena Crítica. Consultado em 18=01-2015.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Fernandes, Teresa (19 de janeiro de 2015). «Hapvida controla holding no Nordeste». O Povo. Consultado em 21 de janeiro de 2015. 
  5. «Câmara concede Medalha de honra ao mérito pelos 50 anos da TV Borborema». Câmara Municipal de Campina Grande. 12 de março de 2016. Consultado em 14 de março de 2016. 
  6. Higa, Paulo (15 de fevereiro de 2016). «Quando a TV analógica será desligada na sua cidade». Tecnoblog. Consultado em 22 de janeiro de 2018. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.