Rádio Clube de Pernambuco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2014). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Rádio Clube de Pernambuco
{{{alt}}}
Último logotipo usado pela emissora, entre 2008 e 2014
Diários Associados
Rádio Clube de Pernambuco S.A.
País  Brasil
Cidade de concessão Band recife.png Recife, PE
Frequência(s) AM 720 kHz
Slogan Quem tem Clube, tem tudo!
Sem Clube, não há futebol (jornadas esportivas)
Fundação 6 de abril de 1919 (98 anos)
Extinção 2 de fevereiro de 2014 (3 anos)
Fundador Antônio Joaquim Pereira
Pertence a Diários Associados
Proprietário(s) Álvaro Teixeira da Costa
Género Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 a 65 anos
Afiliações Rede Clube Brasil
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYI 770 (antiga PRA-8)
Cobertura Estado de Pernambuco
Rádio Globo Recife (2014)

Rádio Clube de Pernambuco foi uma emissora de rádio brasileira sediada no Recife, capital do estado do Pernambuco. Operou no dial AM, na frequência 720 kHz, e de 2008 a 2014 foi uma emissora própria da Rede Clube Brasil. Fundada em 6 de abril de 1919 pelo radiotelegrafista Antônio Joaquim Pereira, a emissora é tida como a primeira emissora de rádio do Brasil, embora muitos reconheçam que Edgar Roquette-Pinto tenha fundado em 1922 a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro em âmbito legal. Porém, a Rádio Clube foi a pioneira em função de ter feito a primeira transmissão oficial, em um estúdio improvisado na Ponte d'Uchoa, no Recife.[1] Desde o dia 3 de fevereiro de 2014, a emissora deixou de veicular sua tradicional programação e passou a se chamar Rádio Globo Recife, tornando-se uma afiliada a Rádio Globo, em uma parceria feita entre os Diários Associados e o Sistema Globo de Rádio.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de abril de 1919, o Jornal do Recife (já extinto) noticiou:

"Consoante convocação anterior, realizou-se ontem na Escola Superior de Electricidade, a fundação do Rádio Clube, sob os auspícios de uma plêiade de moços que se dedicam ao estudo da electricidade [sic] e da telegrafia sem fio.

Ninguém desconhece a utilidade e proveito dessa agremiação, a primeira do gênero fundada no País."

Idealizada, construída, operada e direcionada para um grupo elitista, a emissora não teve muita repercussão, por não existirem receptores nas residências àquela época.

Em 1920, já sob a orientação de Oscar Moreira Pinto, passou a transmitir de suas novas instalações na Avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro.

Em fevereiro de 1923, com um pequeno transmissor de 10 watts, teve sua abrangência aumentada para toda a área do Recife.

Em 1934 passou a ser dirigida pelo maestro Nelson Ferreira.

Em 1950 inaugurou seu primeiro auditório, para 200 pessoas.

Em 1952 passou a pertencer à cadeia dos Diários Associados, de Assis Chateaubriand, quando inaugurou novo auditório para 2.000 pessoas.

Em 2008 tornou-se uma das integrantes da Rede Clube Brasil de Rádio[2]

Parceria com a Rádio Globo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Rádio Globo Recife

No final de 2013, surgiram informações de que a Rádio Globo iria retornar ao dial pernambucano em 2014.[3] As informações ainda indicavam que a emissora iria ser veiculada no lugar da tradicional programação da Rádio Clube, em razão de uma parceria entre os Diários Associados e o Sistema Globo de Rádio. A antiga programação da emissora, iria aos poucos passar a ser veiculada pela Rádio Clube FM.[4]

Com isso, em 3 de fevereiro, uma segunda-feira, a tradicional programação da Rádio Clube de Pernambuco foi oficialmente substituída pela da Rádio Globo, e a emissora passou a se chamar Rádio Globo Recife.[5]

Pioneirismo[editar | editar código-fonte]

Em abril de 1923, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro é inaugurada, sob a direção de Edgar Roquette-Pinto e é tida como a pioneira no âmbito oficial. Porém, a emissão radiofônica pioneira deu-se no Recife através da Rádio Clube de Pernambuco, em 1919, sendo do conhecimento do resto do país. Em fevereiro de 1923, a Rádio Clube de Pernambuco já operava com um transmissor de 10 watts.[6]

Em 1931 novamente o pioneirismo da Rádio Clube de Pernambuco apareceu, quando foi realizada a primeira transmissão ao vivo de futebol no Norte/Nordeste.

Por muito tempo a emissora utilizou o slogan: "PRA-8, Rádio Clube de Pernambuco, a pioneira".

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.