101 FM (Campina Grande)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rádio Cariri)
Ir para: navegação, pesquisa
101 FM / Cariri FM
{{{alt}}}
Logotipo da rádio
River Comunicações Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 1160 kHz AM (1948-2017)
101,1 MHz FM
Sede Campina Grande, PB
Slogan A primeira em Campina (até 2017)
A melhor sintonia!
Fundação 13 de maio de 1948 (69 anos)
Idioma Português (pt-BR)
Prefixo ZYI 674
Nome(s) anterior(es) Rádio Sociedade (1982-1996)
Cobertura Todo o território Paraibano

A Rádio Cariri FM é uma emissora de rádio da cidade de Campina Grande, na Paraíba. Fundada em 13 de maio de 1948, é a emissora mais antiga da cidade. Um ano depois, era fundada a Rádio Borborema, por Assis Chateubriand, dono dos Diários Associados. Opera atualmente na frequência 101,1 MHz desde 1 de dezembro de 2017.

História[editar | editar código-fonte]

A Rádio Cariri é a primeira emissora de rádio em Campina Grande, entrando no ar em 13 de maio de 1948, mudando completamente o cotidiano das pessoas daquela cidade que esboçava um grande desenvolvimento.

No inicio da década de 1960 foi comprada pelos Diários Associados, sendo revendida anos depois. Em 1982 foi batizada de Rádio Sociedade, no início de 1996 voltou a ser chamada Cariri e mudou sua programação, tornando-se a primeira AM light da cidade. Em 1999 foi arrendada pela Igreja Universal e tornou-se uma emissora de grade religiosa, sempre operando na frequência 1160 kHz.

Em 2008 houve uma revolução e ela passou-se a chamar-se Nova Cariri, entrando no ar no dia 23 de setembro deste ano. Um dos seus destaques é o matutino “Jornal da Cariri”, que passou a ser apresentado diariamente das 7 às 9 horas, com a presença dos radialistas Romildo Nascimento e Josusmar Barbosa (o Manso). Outro programa de destaque foi o “Cariri no Mundo dos Esportes”, programa de grande audiência que vai ao ar das 12 às 13 horas, com a mais renomada equipe de radialistas especializados no assunto futebol: Romildo Nascimento e os colaboradores Adalberto Alves, Adriano Pereira e Julio César Garcia, além de uma grande equipe de campo. E ainda com transmissões ao vivo dos jogos dos clubes da cidade (Campinense e Treze) no Campeonato Paraibano, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa do Nordeste.

Nova fase[editar | editar código-fonte]

Vencidas várias fases de caráter técnico e burocrático, enfim, a Rádio Cariri, emissora pioneira na cidade de Campina Grande, inaugurou uma nova etapa da sua trajetória na radiofonia campinense ao concluir o processo de migração para a faixa de Frequência Modulada (FM). Agora, a emissora passa a integrar o seleto rol de rádios que transmitem em FM e evidencia o avanço na qualidade de transmissão do seu sinal, com excelência de som e possibilidade de ser sintonizada no prefixo 101.1 também através de dispositivos móveis. A mudança para Frequência Modulada proporciona uma inegável equidade, inclusive do ponto de vista comercial, com emissoras já consolidadas nessa faixa, fazendo com que a concorrência natural seja agora isonômica. O cast da emissora ganhou 3 novos integrantes: Abílio José (ex-Borborema e Caturité), Morib Macedo (ex-Correio FM) e Cleber Oliveira (apresentador da TV Borborema), que juntaram-se aos remanescentes da Cariri AM.

A Rádio 101.1 FM surge com uma programação eclética, imparcial e inovadora. Trazendo informação, entretenimento, esporte, utilidade pública, música, debate, humor e cultura. Todo conteúdo seguindo rigoroso controle no padrão de qualidade. A interatividade com o ouvinte através das mídias online é a marca registrada dessa nova etapa. As ferramentas virtuais são parceiras imprescindíveis no novo conceito de integração. Campina Grande tem prioridade sobre tudo e será sempre a protagonista na grade de programação da emissora, um verdadeiro presente de aniversário nos 153 anos de emancipação política da cidade.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.