Rádio Mineira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Rádio Mineira
Empresa Mineira de Radiodifusão Soc. Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 690 kHz
Fundação 1927
Extinção 1997
Idioma (em português)
Prefixo ZYL 228
Cobertura Belo Horizonte e região


A Rádio Mineira foi uma importante emissora de rádio de Belo Horizonte, fundada em 1927, que sintonizava na frequência AM 690 e que encerrou suas atividades em 1997. Criada a mando do Presidente Antônio Carlos por Lindolpho Espeschit, então funcionário da Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, a emissora desempenhou importante papel na divulgação do ideário da Aliança Liberal, em preparação para a eclosão da Revolução de 1930. Lançou um modelo inovador para o rádio, chamado Plenimúsica/Factorama, misturando blocos musicais e informativos, nos anos 1960, com comunicadores descontraídos no informativo Factorama,de hora em hora. Este modelo de programação, Plenimúsica/Factorama, durou de 1966 a 1970, quando foi transferida por questões políticas para a co-irmã Difusora de São Paulo, ganhando lá depois de algum tempo o patrocínio da Varig e passando a se chamar Jétmusic/Factorama . Foi criada pelo radialista mineiro dos Diários Associados a época José Mauro,(irmão caçula do cineasta Humberto Mauro ). Que se inspirou no que se fazia no rádio de Nova Yorque. Faturou comercialmente falando, a Rádio Mineira neste período, mais que todo o resto de sua existência, desde a inauguração. Suas vinhetas enalteciam algumas vezes um sentimento urbano-musical que ia de encontro a sua enorme audiência nos automoveis da época. Exemplo : "Vamos de automóvel com Plenimúsica, Factorama contando o que aconteçer. E passa rua, subida descida é Amazonas , Pampulha e Avenida, rodando com mais prazer, Rádio Mineira Belo Horizonte". Ou cantava-se também noutra vinheta, " e eu guiando dirijo melhor. O tempo passa , as ruas tem mais graça,dirigindo, sempre ouvindo Rádio Mineira Belo Horizonte ".Este espirito "musico-urbano", foi provavelmente tambem levado em conta, quando em 1976 o Fernando Veiga, discípulo do José Mauro, criou a Rádio Cidade para o Jornal do Brasil do Rio de Janeiro. Esta emissora operou praticamente nos últimos 40 anos com a mesma potência - 10KW, se bem que o transmissor que encerrou suas atividades era emprestado de outra emissora de Divinópolis. Em meados dos anos 70 a Radio Mineira passou para as mãos da iniciativa privada, mais precisamente para as mãos do educador Welington Armanelli, um apaixonado pelo rádio AM. por conta de uma série de fatores que incluem a expansão do rádio em FM e a precariedade das instalações da rua José de Alencar,700 - No bairro de Nova Suíça em BH, a emissora foi mergulhando em profundas dívidas trabalhistas, até que Armanelli em negociação apertada, vendeu a rádio para Gil Costa e Cesar Masci, que por não conseguirem sanear as dívidas trabalhistas e nem emplacar nenhuma programação de sucesso, acabaram por não ter renovada a concessão de operação da emissora.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.