Grupo Paranaense de Comunicação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupo Paranaense de Comunicação - GRPCom
Razão social Sociedade Rádio Emissora Paranaense S.A.
Tipo Privada
Indústria Comunicação
Fundação 1962
Fundador(es) Francisco Cunha Pereira Filho
Edmundo Lemanski
Sede Bandeira de Curitiba.svg Curitiba, PR
Locais Paraná
Proprietário(s) Guilherme Cunha Pereira
Presidente Guilherme Cunha Pereira
Pessoas-chave Guilherme Cunha Pereira
Ana Amélia Filizola
Empregados +2000
Produtos Emissoras de TV aberta
Emissoras de rádio
Mídia impressa
Marketing promocional
Significado da sigla GRupo
Paranaense de
Comunicação
Antecessora(s) Rede Paranaense de Comunicação (2000-2010)
Website oficial GRPCom

O Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM) é o maior conglomerado de mídia do Paraná, com sede na cidade de Curitiba. Reestruturado em novembro de 2000 com o nome de Rede Paranaense de Comunicação (RPC), em 2010 passou a se chamar GRPCOM.

Fazem parte do GRPCOM os jornais diários Gazeta do Povo e Tribuna do Paraná, além do portal de notícias Paraná Online, as rádios 98FM, Mundo Livre FM e Cultura FM de Maringá, a unidade móvel de alta definição HDView, a RPC TV e suas oito emissoras afiliadas à Rede Globo em a Zaag (agência especializada em marketing promocional). Além disso, o grupo conta com o Instituto GRPCOM, que faz a gestão dos programas e projetos sociais, culturais e educacionais desenvolvidos ou apoiados pelas empresas do grupo, além de manter ativo o jornal mais antigo de Curitiba, editando esporadicamente o Diário da Tarde (fundado em 1899 e adquirido pelo grupo na década de 1970). O portal digital Gazeta Maringá foi desativado em 2013 o canal ÓTV em 2014. O Jornal de Londrina (JL) teve sua última veiculação impressa e on-line em 18 de Dezembro de 2015.

História[editar | editar código-fonte]

A história do grupo começou com a Gazeta do Povo, adquirida pelos sócios Francisco Cunha Pereira Filho e Edmundo Lemanski, em 1962. Sete anos mais tarde, eles compraram o Canal 12, hoje RPC TV. Logo, a rede integrou outras sete grandes emissoras em Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Ponta Grossa e Paranavaí. Em 1988, a rádio 98FM passou a fazer parte do grupo e, em 1999, o Jornal de Londrina. Em 2008 foi criada a rádio Mundo Livre FM e em 2010, o jornal online Gazeta Maringá. Já em 2011, estreou o canal de TV multiplataforma ÓTV, ano em que o grupo adquiriu a rádio Cultura FM de Maringá, o jornal impresso Tribuna e o portal de notícias Paraná Online. Em 2012, o grupo lançou a HDView, uma Unidade Móvel de Alta Definição (UMHD), e no ano seguinte a Zaag, agência especializada em marketing promocional.

Em 2001, é criado o Instituto GRPCOM, entidade sem fins lucrativos e qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), com sede em Curitiba e presença em todo o Paraná. O instituto atua nas áreas de educação, cultura, desenvolvimento humano e comunitário, além de promover a disseminação de informações e orientações voltadas ao fortalecimento do Terceiro Setor.

Empresas do grupo[editar | editar código-fonte]

Televisão aberta
TV por assinatura
  • ÓTV, canal de TV multiplataforma de Curitiba (fez parte entre 2011-2014)
Jornais
Rádios
Internet
  • GRPCOM
  • Paraná Online
  • RPC TV
  • G1 - Paraná
  • GE - Paraná

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]