Ayrton Montarroyos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ayrton Montarroyos
Ayrton Montarroyos em foto de Luan Cardoso (2016).
Informação geral
Nome completo Ayrton José Montarroyos de Oliveira Pires
Nascimento 27 de junho de 1995 (24 anos)
Local de nascimento Recife, Pernambuco
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) MPB, frevo
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 2011 - presente
Afiliação(ões) The Voice Brasil, Lulu Santos, Ylana Queiroga

Ayrton José Montarroyos de Oliveira Pires (Recife, 27 de junho de 1995) é um cantor brasileiro.

Ayrton é famoso por sua participação em 2015 na quarta edição do show de talentos The Voice Brasil da Rede Globo no qual chegou a final. Antes do programa ele possuía uma indicação ao Grammy Latino por sua participação no disco "Herivelto Martins - 100 Anos".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Montarroyos começou a interpretar aos 11 anos. Ele fez seu primeiro show profissional aos 16, após divulgar um vídeo caseiro com a interpretação de “Olhos nos olhos”, de Chico Buarque. Desde então começou a se apresentar por vários locais como shoppings, orquestras e até em coro de igreja evangélica onde achava possível expor seu talento com o objetivo de ganhar experiência e traquejo de palco. Em 2011 aos 16, fez seu primeiro show solo profissional, no Teatro Beberibe, ainda na capital pernambucana, cumprindo no total dois dias de apresentação.[1]

Seu primeiro registro fonográfico foi ao cantar “Riacho do Navio” clássico de Luiz Gonzaga com Zé Dantas, para o álbum "100 Anos de Gonzagão" idealizado e produzido por Thiago Marques Luiz como forma de tributo ao centenário de Luiz Gonzaga, onde também contava com participação de Elba Ramalho e Zeca Baleiro.[2]

Em 2013, o cantor teve seu talento reconhecido internacionalmente com uma indicação ao Grammy Latino, por sua colaboração no álbum "Herivelto Martins - 100 Anos", no qual dividiu a faixa “Dois Corações” com Ylana Queiroga. O álbum foi indicado como "Melhor Álbum de Música Popular Brasileira".[3]

The Voice Brasil[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Voice Brasil

Em 2015 Montarroyos se inscreveu para a quarta edição do show de talentos The Voice Brasil transmitido pela Rede Globo.

Montarroyos teve sua primeira apresentação televisionada em 8 de Outubro com a musica "Força Estranha", conquistando o voto positivo de Claudia Leitte e Lulu Santos, dos quais escolheu Lulu como seu técnico e mentor. Na fase de batalhas ele cantou "Certas Coisas" em dueto com Leo Chaves, vencendo a batalha. Na Rodada de Fogo ele cantou "Nunca", mas não foi salvo por Lulu, entretanto, foi salvo pela público. Em 3 de Dezembro no Shows Ao Vivo - Oitavas de Final ao cantar "Carinhoso" ele foi novamente salvo pelo público, agora com a maior porcentagem entre os participantes, com 65%. Na semana seguinte mais uma vez ele foi salvo pelo público ao cantar "Cálice". Na semi-final ele cantou "Olhos Nos Olhos" avançando para a final ao derrotar Joelma Santiago. Em 25 de dezembro de 2015 na final, Montarroyos perdeu o programa com Júnior Lord e Nikki ao serem derrotados por Renato Vianna.[4]

Apresentações
Episódio (data de transmissão) Música Ordem Notas
Audições às Cegas (8 de outubro de 2015) "Força Estranha" 9 Claudia Leitte e Lulu Santos viraram
Escolheu Lulu Santos
Batalhas (5 de Novembro) "Certas Coisas" (vs. Leo Chaves) 11 Salvo pelo técnico
Rodada de Fogo (18 de Novembro) "Nunca" 1 Salvo pelo público
Shows Ao Vivo - Oitavas de Final (3 de Dezembro) "Carinhoso" 10 Salvo pelo público com 65%
Shows Ao Vivo - Quartas de Final (10 de Dezembro) "Cálice" 9 Salvo pelo público com 44%
Shows Ao Vivo - Semifinal (17 de Dezembro) "Olhos Nos Olhos" 1 Salvo
Shows Ao Vivo - Final (25 de Dezembro) "Fascinação" 3 Finalista
"Eu Só Quero Um Xodó" (com Lulu Santos) 6
Apresentações não competitivas
Música Colaboração
"Óculos" Finalistas (Júnior Lord, Nikki e Renato Vianna)

Artisticamente[editar | editar código-fonte]

Influências[editar | editar código-fonte]

Ayrton começou muito cedo a se descobrir na música devido a viver em uma família de vocação musical. Desde os cinco anos de idade Montarroyos já ouvia Dalva de Oliveira, Mireille Mathieu, Edith Piaf, Orlando Silva, Cauby Peixoto, Claudette Soares e Dick Farney. Seu interesse por músicas antigas vinha de sua avó, Célia Montarroyos, que possuía um acervo das músicas e era ex-funcionária da gravadora Rozenblit, do Recife.

Sua tia-avó Cirleide Montarroyos o incentivou a seguir com a música como uma vocação e não sentir vergonha diante de seu gosto musical "diferente".

Ele cita Ângela Maria, Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Chico Buarque, Elba Ramalho, Evinha, Zé Manoel e Zeca Baleiro.[2][2]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

  • 2019: Um Mergulho No Nada

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Grammy Latino[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Grammy Latino
Ano Categoria Nomeação Resultado Ref.
2013 Melhor Álbum de Música Popular Brasileira Herivelto Martins - 100 Anos Indicado [3]

Referências

  1. «Histórico e dados pessoais de Ayrton Montarroyos em seu facebook oficial». Facebook. 2012. Consultado em 2 de janeiro de 2016 
  2. a b c Diego Muniz (2 de outubro de 2012). «Ayrton Montarroyos : Uma novíssima voz na MPB». SaraivaConteúdo. Consultado em 20 de dezembro de 2015 
  3. a b Gabriella Dias; Stephanie Candido (13 de outubro de 2015). «Indicado ao Grammy Latino em 2013, Ayrton Montarroyos conta por que faltou à premiação». globo.com. Consultado em 20 de dezembro de 2015 
  4. «Com 56% dos votos, Renato Vianna é o campeão do "The Voice Brasil"». Uol. 26 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015