Warner Music Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Warner Music Brasil
Parentesco Warner Music Group
Fundação 1976
Fundador(es) André Midani
Gênero(s) Variados
País de origem  Brasil
Localização Rio de Janeiro, RJ
Página oficial www.warnermusic.com.br

A Warner Music Brasil é a divisão brasileira do Warner Music Group, gravadora de artistas do Brasil e internacionais. Está presente no país desde 1976, quando foi criada por André Midani, ex-presidente da gravadora Phonogram (1970-1978)/ Polygram (1978-1999), que posteriormente se tornou a Universal Music Group.

Durante a década de 1990, comprou a Gravações Elétricas S.A. (GEL), uma das maiores gravadoras do Brasil, detentora dos selos Continental e Chantecler, que foram fundidos, formando a Warner Music - Divisão Continental. A partir de 2005, começou a comercializar seu catálogo para as novas mídias, como telefonia celular e a Internet. Lançou a coleção "Warner 30 Anos" em 2006, reunindo grandes trabalhos de Clemilda, Dominguinhos, Elis Regina, Gildo de Freitas, Gustavo Lins, Luiz Melodia, Teixeirinha, Tom Jobim e Raul Seixas, entre outros.

A divisão Continental leva o nome Continental EastWest devido ao fato de parte do selo pertencer à gravadora americana EastWest Records.[1]

Artistas [2] [3][editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Parceria com a Disney Music Group[editar | editar código-fonte]

A Warner Music Group e a Disney Music Group fecharam uma parceria para a distribuição de conteúdo musical em países asiáticos e na Austrália. A Disney Music cedeu os direitos à Warner Music para distribuir álbuns de artistas da Hollywood Records e da Walt Disney Records.

2017: Investimento no gospel[editar | editar código-fonte]

Reconhecida como uma das principais gravadoras em todo o mundo, a Warner Music do Brasil anunciou que passou a lançar cantores do gospel a partir de 2017. Para o presidente gravadora no Brasil, os princípios de qualidade e transparência serão preservados e a qualidade do conteúdo musical também. O primeiro CD do segmento foi “Atos” da cantora Anayle Sullivan, lançado em maio 2017.

“A minha principal expectativa é continuar contratando artistas que realmente tenham uma carreira a construir. Valorizo e considero a integridade daquilo que o artista oferece para o público. Ver uma pessoa entregando aquilo que verdadeiramente está sentindo é sensacional” - Sérgio Affonso.

A partir de agora a gravadora investirá com intensidade no segmento, porém, na década de 1980 a Warner Music Brasil produziu trabalhos isolados ligados ao mercado religioso como a banca Catedral.

Parceria com a RW Produtora[editar | editar código-fonte]

No dia 31 de junho de 2017 a Warner Music Brasil anunciou em suas redes sociais uma parceria com a RW Produtora, e alguns artistas da gravadora do pai de MC Gui fariam parte do novo casting nacional de artistas, sendo eles MC Lan, MC Fioti, Gabriel Medeiros, e MC Mirella.[4] [5] [6]

Selos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre gravadoras brasileiras é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.