Profissão Repórter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Profissão: Repórter
Informação geral
Formato Programa jornalístico
Gênero Jornalismo
Duração entre 25-30 e 40 minutos
Criador(es) Caco Barcellos
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Ali Kamel (DGJE)
Silvia Faria (CGJ)
Apresentador(es) Caco Barcellos
Elenco Caco Barcellos e outros
Localização São Paulo, SP
Exibição
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 30 de julho de 2006 (13 anos) – presente

Profissão Repórter é um programa jornalístico semanal brasileiro, produzido e apresentado pela Rede Globo, que vai ao ar nas noites de quarta a-feira. Originalmente foi criado como um quadro do programa Fantástico, tornando-se um programa fixo na emissora em 2008. O programa é reprisado pelo canal a cabo Globo News e pelo Canal Futura.[1] Em 16 de outubro de 2019 foi tansmitido o episódio número 400.[2]

História[editar | editar código-fonte]

"É muito complexo contar bem uma história. O mais complicado e trabalhoso é provar que ela é verdadeira. Porque, mesmo acreditando em uma fonte, temos o dever de desconfiar."[3]
— Caco Barcellos

Caco Barcellos e uma equipe de jovens repórteres vão às ruas, juntos, para mostrar diferentes ângulos do mesmo fato, da mesma notícia. Cada repórter tem sempre uma missão a cumprir, o que envolve tarefas tanto na realização da reportagem ao vivo quanto na finalização da mesma. Iniciado em 1995 como um quadro do Fantástico, retornou em 2006 e teve três edições especiais nas noites de quinta feira em 2007. Estas edições foram ao ar nos dias 30 de agosto de 2007, 18 de outubro de 2007 e 13 de dezembro de 2007.[carece de fontes?]

Tornou-se um programa independente na grade de programação da Globo a partir do dia 3 de junho de 2008.[carece de fontes?] A partir de 6 de abril de 2016, fazendo dez anos no ar, o programa muda seu dia de exibição. Das terças-feiras após os seriados, passa a ser apresentado às quartas, após o Futebol.[4] Em sua primeira exibição no novo horário, alcançou 21 pontos de média. Em 10 de julho de 2008, alcançou seu melhor índice, de 22 pontos.[5]

Até 16 de outubro de 2019, o Profissão Repórter visitou todos os estados do Brasil e quarenta e três países ao redor do mundo.[6] No episódio 400 foi apresentada a expedição mais longo do programa, onde os jornalistas Danielle Zampollo e Maycon Mota ficaram 25 dias na Amazônia para entrevistar índios do povo Korubo, uma tribo que vive isolada.[7]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2010: ganhou o Troféu Imprensa de Melhor Programa Jornalístico de 2009[8]
  • 2016: ganhou 38º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos na cateforia "Reportagem de TV", pelo episódio sobre a chacina em Osasco[9]

Equipe[editar | editar código-fonte]

  • Direção: Caco Barcellos
  • Editora-chefe: Janaina Pirola
  • Editor executivo: Caio Cavechini
  • Edição de texto:

Alexandre de Grammont

Bia Almeida

Gabriel Mitani

  • Finalização:

Júlio Inácio

Rafael Armbrust

Rafael Larangeira

Rogério Gottardi

  • Chefia de reportagem: Márcia Gonçalves
  • Editora de internet: Fernanda Martinez
  • Repórteres:

Danielle Zampollo

Erik Von Poser

Eliane Scardovelli

Estevan Muniz

Guilherme Belarmino

Júlio Molica

Mayara Teixeira

Nathalia Tavolieri

Sara Pavani

  • Imagens:

Eduardo de Paula

Luiz Felipe Saleh

Mariane Rodrigues

Maycom Mota

  • Arte: Rodrigo Di Biase
  • Diretor de Ilustração e Arte: Alexandre Arrabal
  • Diretor de Jornalismo - RJ: Vinicius Menezes
  • Diretora de Jornalismo - SP: Cristina Piasentini
  • Diretor de Jornalismo - DF: Ricardo Villela
  • Diretores Executivos de Jornalismo: J.Mariano Boni de Mathis
  • Diretora de Jornalismo: Silvia Faria
  • Diretor Responsável: Ali Kamel[10]


Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicado Resultado Ref.
2019 Troféu APCA Melhor Programa Jornalistico Pendente [11]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Canal Futura reprisa "Profissão Repórter"». Tela Viva. Consultado em 10 de outubro de 2019 
  2. «Busca por povos isolados na Amazônia celebra 400 edições do Profissão Repórter». G1. Rede Globo. 17 de outubro de 2019. Consultado em 16 de outubro de 2019 
  3. «CACO BARCELLOS». Memória. Rede Globo. Consultado em 2 de outubro de 2019 
  4. «Globo altera o dia de exibição do "Profissão Repórter"». Bastidores da TV. 10 de março de 2016. Consultado em 12 de março de 2016 
  5. «Profissão Repórter: Atração registra melhor audiência». Estrelando. 14 de julho de 2008. Consultado em 25 de fevereiro de 2017 
  6. Flávio Ricco (16 de outubro de 2019). «Profissão Repórter, de Caco Barcellos, celebra hoje 400 programas na Globo». Tv E Famoso. UOL. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  7. «Os jornalistas Danielle Zampollo e Maycon Mota passaram 25 dias na Amazônia». F5. UOL. 16 de outubro de 2019. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  8. «Troféu Imprensa elege os Melhores de 2009 em quinze categorias». Portal Terra. Consultado em 17 de outubro de 2019 
  9. «Reportagem do Profissão Repórter recebe 38º Prêmio Vladimir Herzog». G1. Rede Globo. Consultado em 14 de novembro de 2019. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2019 
  10. «Profissão Repórter - Nossa Equipe». G1. Rede Globo. Consultado em 10 de outubro de 2019 
  11. «APCA divulga indicados para 2019 nas categorias de Televisão». Tela Viva. Consultado em 15 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]