Renato Modesto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Renato Modesto (São Paulo, 15 de agosto de 1967) é um autor de telenovelas, ator e dramaturgo brasileiro.

Renato começou a carreira como escritor e dramaturgo. É autor dos romances “Muitas Vidas, Um Amor” e “Almas Aprisionadas” – ambos publicados pela Lúmen Editorial. Também participou das coletâneas de contos "Novelas, Espelhos e Um Pouco de Choro" (Ateliê Editorial) e "Histórias do Olhar"(Editora Escrituras). Para o teatro, escreveu peças de sucesso como “É o Fim do Mundo”, primeiro lugar no Concurso de Dramaturgia do SESI-SP – 1995. Escreveu também “O Martelo”, estrelada por Ney Latorraca em 1998. No mesmo ano, estreou como roteirista da Rede Globo. Na emissora onde trabalhou por 13 anos, foi analista de projetos de teledramaturgia.

Em 2004, foi colaborador de Walther Negrão na novela “Como uma Onda”. Depois foi co-autor com Negrão de novelas como “Desejo Proibido” (2007) e “Araguaia” (2010), obra que foi indicada ao Prêmio Emmy Internacional.

Em 2012, foi contratado pela Rede Record, onde foi co-autor junto com Lauro César Muniz na novela “Máscaras” (2012). Em seguida, escreveu como autor principal as duas temporadas da série “Milagres de Jesus” (2014) e a novela “A Terra Prometida” (2016-2017).

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Emissora Notas Parceiros
1998 Fascinação SBT Ator (personagem Advogado)
1998 Pérola Negra SBT Ator (personagem Júnior)
2004 Como uma Onda Rede Globo Colaborador
2006 Papai Noel Existe Rede Globo Autor principal
2007 Desejo Proibido Rede Globo Colaborador Walther Negrão
2010 Araguaia Rede Globo Colaborador Walther Negrão
2012 Máscaras Rede Record Co-Autor Lauro César Muniz
2014 Milagres de Jesus Rede Record Autor principal
2016 A Terra Prometida Rede Record Autor principal

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1984 Um Tiro no Coração
1985 Hello, Boy!
1986 Alice, que Delícia!
1987 O Lobo de Ray-ban
1988 Cais Oeste
1989 Anjo Negro
1990 Pequenos Burgueses
1991 Seis Autores a Procura de Um Personagem
1992 O Rei do Brasil
1993 Laços Eternos
1994 Putz!
1994-1995 Enfim Sós
1996 O Amor Venceu
1997 Um Bonde Chamado Desejo
1999 Lembrar é Resistir
2000 O Que o Mordomo Viu
2003 Alta Noite – II Mostra de Dramaturgia Contemporânea do SESI
2003 Braseiro – II Mostra de Dramaturgia Contemporânea do SESI
2003 Coiteiros de Paixões – II Mostra de Dramaturgia Contemporânea do SESI
2005-2006 Assim Com Rose
2007 Volta ao Lar

Dramaturgo[editar | editar código-fonte]

  • O AMOR VENCEU

Direção de Bárbara Bruno. Adaptação para o teatro da obra de Zíbia Gasparetto – 1995. Permanece em cartaz há 14 anos.

  • O MARTELO

Direção de Aderbal Freire Filho. Montagem com Ney Latorraca, Bárbara Bruno Goulart e Eddy Botelho.

Comédia Policial, estreou em 1998 no Teatro Ruth Escobar.

  • É O FIM DO MUNDO!

Direção de Johanna Albuquerque. Com o Grupo Os Cínicos. Estreou no Teatro SESC Anchieta, em julho de 1996, continuando a temporada no Teatro Paulo Eiró.

Primeiro Lugar no Concurso de Dramaturgia do SESI-SP – 1995.

Publicada em livro pela Editora do SESI – 1995.

Prêmio de Montagem da Jornada de Teatro do SESC – 1996.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • NOVELAS, ESPELHOS E UM POUCO DE CHORO – Coletânea de contos de roteiristas de televisão (co-autor) – Ateliê Editorial – 2003
  • HISTÓRIAS DO OLHAR - Coletânea de contos (co-autor) – Editora Escrituras – 2004.
  • MUITAS VIDAS, UM AMOR - Romance psicografado (espírito Amadeu) – Lúmen Editorial - 2005
  • ALMAS APRISIONADAS - Romance psicografado (espírito Amadeu) - Lúmen Editorial - 2009

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ator[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) - Melhor espetáculo de 1987, com “Lobo de Ray-ban”.
  • Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) - Melhor ator coadjuvante de 1987, pelo trabalho em “Lobo de Ray-ban”.
Indicações
  • Prêmio APETESP - Ator revelação de 1985, pelo trabalho em “Hello, Boy!”.
  • Prêmio APETESP - Melhor ator coadjuvante de 1987, pelo trabalho em “Lobo de Ray-ban”.
  • Prêmio MAMBEMBE - Melhor ator coadjuvante de 1987, pelo trabalho em “Lobo de Ray-ban”.

Dramaturgo[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro Lugar no Concurso de Dramaturgia do SESI-SP com a peça "É o Fim do Mundo!" – 1995.
  • Prêmio de Montagem da Jornada de Teatro do SESC para a peça "É o Fim do Mundo!"– 1996.

Autor de Televisão[editar | editar código-fonte]