Osvaldo Chaves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pe. Osvaldo Chaves (Relançamento de Exíguas)

Padre Osvaldo Carneiro Chaves (Granja, 21 de outubro de 1923 - Sobral, 13 de fevereiro de 2020), mais conhecido como Padre Osvaldo Chaves, foi um professor e poeta brasileiro.

Compôs, aos dezessete anos, os versos do que seria hino de sua terra natal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ingressou em 1940 no Seminário Menor de Sobral. Em 1946, matriculou-se no curso de Filosofia do Seminário Maior de Fortaleza. Ordenou-se padre em dezembro de 1951.

Exerceu funções de vigário-auxiliar em Crateús, Acaraú e São Benedito (Ceará), passando, em 1960, a residir definitivamente em Sobral, onde continuou seu trabalho pastoral. Em 1961, passou a dar aulas de Português e Literatura Luso-brasileira na Faculdade de Filosofia Dom José, onde permaneceu por 13 anos. Aposentou-se em 1981.

Seus poemas esparsos foram reunidos sob o título de Exíguas, livro publicado em 1986 e relançado em 2007[1].

"Padre Osvaldo Chaves" é nome de uma rua e de uma escola pública em Sobral.

Morte[editar | editar código-fonte]

Já enfrentando problemas de saúde devido à idade avançada, veio a falecer de causas naturais.


Referências

  1. «Jornal O Povo, 3/8/2007». Consultado em 25 de agosto de 2008. Arquivado do original em 26 de fevereiro de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.