Pamiers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pamiers
—  Comuna francesa França  —
Vista geral da parte central
Vista geral da parte central
Brasão de armas de Pamiers
Brasão de armas
Pamiers está localizado em: França
Pamiers
Localização de Pamiers na França
Coordenadas 43° 7' 3" N 1° 36' 43" E
País  França
Região Flag of Région Occitanie.svg Occitânia
Departamento Blason département fr Ariège.svg Ariège
Administração
 - Prefeito André Trigano; 2008-2014
Área
 - Total 45,85 km²
Altitude máxima 473 m
Altitude mínima 256 m
População (2010) [1]
 - Total 15 372
    • Densidade 335,3 hab./km²
Código Postal 09100
Código INSEE 09225
Sítio www.ville-pamiers.fr

Pamiers (em occitano: Pàmias) é uma comuna francesa na região administrativa de Occitânia, no departamento de Ariège.[2] Pamiers fica na região natural de Plaine de Ariège, a 52 km a sul de Toulouse, 17 km a norte de Foix, 61 km a oeste de Carcassone e 72 km a leste de Saint-Gaudens. É importante cruzamento de vias de comunicação terrestres.

Está edificada ao longo do rio Ariège, do qual derivam canais que cruzam o seu centro histórico antigo (inscritos desde julho de 1999 como monumentos históricos).

História[editar | editar código-fonte]

A cidade tem uma rica história. A presença romana no território está demonstrada, em particular pela descoberta de partes de uma estátua de bronze do deus Mercúrio extraordinariamente bem preservada e de um sepulcro do terceiro século antes de Cristo.

No século V, o rei visigodo Teodorico de Tolosa (atual Toulouse) deixou a Frederico, um de seus filhos, o território correspondente à atual cidade, chamado naquela época Frédélas (ou seja, "o campo de Frederico"). Antonino de Pamiers (453?-506?), filho de Frederico, converteu-se ao cristianismo e evangelizou a região. Foi criado um santuário para abrigar as suas relíquias depois de ser martirizado pelos arianos. Este lugar data de antes de 961, data do primeiro registo escrito conhecido sobre a história da cidade. Gradualmente o santuário foi sendo substituído por uma abadia construída sobre o outro lado do rio e tomou o nome de Abadia de Santo Antonino depois de terem sido transferidas para lá as relíquias do santo no século X (ano 987).

No século XII a cidade teve um grande desenvolvimento, apesar dos problemas na região, resultantes do problema dos cátaros. Pamiers foi nomeado reduto da ortodoxia. O Papa Bonifácio VIII recompensou a lealdade da cidade tornando-a sede de bispado, em 1295, e nomeando Bernard Saisset abade. Saisset tornou-se o principal intermediário entre o Papa e Filipe IV da França na cruzada albigense. A cidade foi enriquecida por numerosas ordens religiosas e católicas estabelecidas nos territórios do município atual, e além da sua missão evangélica, também se desenvolveu a educação entre a população da região (especialmente os dominicanos, franciscanos, mas também, agostinianos, clarissas, carmelitas, jesuítas ou o hospital da Ordem de Malta). Nestes tempos, o número de conventos em Pamiers era da mesma ordem do de cidades como Toulouse, Bordéus e Paris.

As Guerras Religiosas Francesas foram devastadoras para a cidade. As várias igrejas foram destruídas (exceto as torres que foram usadas ​​como guarda e pontos de observação). Em 1629, o príncipe de Condé Henrique II tomou-a, totalmente devastnado o burgo, e enviou o seu povo para as galeras.

Durante a Revolução Francesa, Pamiers tornou-se um lugar onde a tensão foi extrema, o espírito revolucionário dos Appaméens não aprovado pela sede episcopal da cidade, que perderia este assento,tal como o seu Présidial (edifícios onde os tribunais de justiça se localizam em França) pelo que foram excluídos os lírios da heráldica da cidade.

No século XIX, em 1817, uma fábrica metalúrgica foi construída, tornando-se posteriormente o motor económico da cidade.

Personagens ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Comunas do departamento de Ariège

Referências

  1. «Populations légales des communes en vigueur au 1er janvier 2013». www.insee.fr (em francês). INSEE. Dezembro de 2012. Consultado em 3 de abril de 2013 
  2. «Pamiers (09225 - Commune)» (em francês). INSEE. Consultado em 17 de novembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pamiers
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.