Parazinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Parazinho
"Cidade dos Ventos"
Bandeira de Parazinho
Brasão de Parazinho
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 12 de Julho
Emancipação 08 de maio de 1962 (56 anos)
Gentílico parazinhense
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Nazaré
CEP 59586-000
Prefeito(a) Carlos Veriano de Lima (PMN)
Localização
Localização de Parazinho
Localização de Parazinho no Rio Grande do Norte
Parazinho está localizado em: Brasil
Parazinho
Localização de Parazinho no Brasil
05° 13' 22" S 35° 50' 16" O05° 13' 22" S 35° 50' 16" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Agreste Potiguar IBGE/2010 [1]
Microrregião Baixa Verde IBGE/2010 [1]
Municípios limítrofes João Câmara, São Bento do Norte, Caiçara do Norte, Pedra Grande], Jandaíra, São Miguel do Gostoso e Touros
Distância até a capital 111 km
Características geográficas
Área 258,024 km² [2]
População 5 215 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 20,21 hab./km²
Clima Caatinga
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,549 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 17 641,383 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 585,65 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.parazinho.rn.gov.br/

Parazinho é um município no estado do Rio Grande do Norte, Brasil, localizado na microrregião da Baixa Verde. De acordo com a estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano 2016, sua população é de 5.215 habitantes. Área territorial de 258.024 km².

Histórico[editar | editar código-fonte]

O povoado nasceu numa simples fazenda de gado edificada em terreno seco e com difícil acesso à água, porém localizado numa área de grande produção algodoeira, núcleo de convergência das safras da Serra Verde. Com a alta produção do algodão na região que tinha à frente o dinâmico líder João Severiano da Câmara, o território começava a crescer com o grande número de pessoas que lá chegavam e que transformaram o povoado num acampamento mercantilista, centro de negócios e escritório comercial, lugar que recebia e expedia o algodão para a sede do município. No ano de 1930, o povoado de Parazinho já contava com a infraestrutura de poço tubular, capela, escola e mais de 500 habitantes. O comércio se tornara mais intenso e já contava com armazéns, lojas e a realização de concorridas feiras.

Entretanto, há uma outra opinião histórica, reproduzida por moradores antigos de João Câmara e região, no discurso, o conhecimento popular afirma que famílias descendentes de militares holandeses desertores, que durante o domínio holandês, se uniram com nativos - índios, descendentes de portugueses e de franceses -, e que, após as tropas holandesas serem expulsas por Portugal, a perseguição religiosa por parte da Igreja Católica contra os holandeses (os holandeses eram, em sua maioria, calvinistas), que constituíram família, e fizeram do Rio Grande do Norte sua casa, obrigaram os holandeses irem para o interior do estado, saindo da região canavieira de Ferreiro Torto,  Cunhaú, Uruaçu, Extremoz e Guaraíras.

Uma dessas famílias que migraram para o interior, para a região do Seridó, foram a família Utrecht, sangue puros holandeses, que por segurança, adotaram o sobrenome Dutra, sobrenome aportuguesado, ibérico.

As gerações seguintes dos Dutra foram os Bezerra, Freitas, Avelino, Barbosa, por conta dos casamentos. Que se espalharam pelo interior do estado, chegando os Avelino e os Bezerra de Freitas na região da Baixa Verde, como posseiros e agricultores de algodão e agave, fizeram suas casas de pau a pique (barro e madeira), no Centro de Parazinho, Exu Queimado, Assentamento e Limão.

Em 8 de maio de 1962, através da Lei nº 2.753, Parazinho desmembrou-se de Baixa Verde (hoje João Câmara), e tornou-se município.

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Parazinho ex-povoado, pela lei estadual nº 2753, de 8 de maio de 1962, desmembrado de João Câmara ex-Baixa Verde. Sede no atual distrito de Parazinho ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 12-071962. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 25 de junho de 2013. Consultado em 25 de junho de 2013. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 4 de setembro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010.