Paul Belmondo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Belmondo
Paul Belmondo par Claude Truong-Ngoc juillet 2013.jpg
Paul Belmondo, em 2013.
Informações pessoais
Nome completo Paul Alexandre Belmondo
Nacionalidade França Francês
Nascimento 23 de abril de 1963 (54 anos)
Boulogne-Billancourt, França
Registros na Fórmula 1
Temporadas 1992, 1994
GPs disputados 27 (7 largadas)
Títulos 0 (26º em 1992)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeiro GP GP da África do Sul, Kyalami, 1992 (não-classificado)
Último GP GP da Austrália, Adelaide, 1994 (não-classificado)
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Edições 1985, 1987–1989, 1993, 1995–1996, 1999, 2004–2005
Equipes 8 (New Man-Joest Racing, Brun Motorsport,
Courage Compétition, Obermaier/Primagaz, TWR Jaguar Racing,
Venturi, Ennea SRL Igol e Paul Belmondo Racing)

Paul Alexandre Belmondo (Boulogne-Billancourt, 23 de Abril de 1963) é um ex-piloto de Fórmula 1 da França, que correu pelas equipes March e Pacific. É filho do ator Jean-Paul Belmondo e neto do escultor homônimo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No ano de 1987, participou da Fórmula 3 e da Fórmula 3000, embora nunca fosse uma presença constante do top 10. Em 1992, ele ingressou na equipe March como um pay-driver (piloto pagante), obtendo um nono lugar no GP da Hungria, sua melhor posição de chegada na F-1. Entretanto, foi substituído pelo italiano Emanuele Naspetti, por questões de patrocínio.

Dois anos mais tarde, tornou-se piloto da Pacific, porém se classificou para apenas 2 corridas (Mônaco e Espanha) e era geralmente superado pelo companheiro de equipe Bertrand Gachot. Ao abandonar a F-1, Belmondo concentrou-se nas corridas de protótipos, ao volante de um Chrysler Viper GTS-R. Ele montou a sua própria equipe, a Paul Belmondo Racing, que correu no Campeonato GT da FIA e o campeonato Le Mans Endurance Series, em 2007, ano de sua aposentadoria como piloto.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Antes de iniciar a carreira automobilística, Paul Belmondo se envolveu em um escândalo em 1981. O francês, que nem havia iniciado a carreira de piloto, acabou se tornando amante da Princesa Stéphanie de Mônaco,[1] dois anos mais velha que ele.

Ainda chegou a participar da quinta edição do reality-show L'isola dei famosi.

Referências

  1. Diliberto, Gioia (7 de fevereiro de 1983). «After Tragedy, a Healing Love». People 
Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.