Perafita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o município da Espanha, veja Perafita (Espanha). Para um antigo monumento megalítico, veja menir.
Portugal Portugal Perafita 
  Freguesia  
Brasão de armas de Perafita
Brasão de armas
Localização no concelho de Matosinhos
Localização no concelho de Matosinhos
Perafita está localizado em: Portugal Continental
Perafita
Localização de Perafita em Portugal
Coordenadas 41° 13' 26" N 8° 41' 56" O
País Portugal Portugal
Concelho MTS1.png Matosinhos
 - Tipo Junta de freguesia
Área
 - Total 9,47 km²
População (2011)
 - Total 13 607
    • Densidade 1 436,9 hab./km²
Orago São Mamede

Perafita foi uma freguesia portuguesa do concelho de Matosinhos, com 9,47 km² de área e 13 607 habitantes (2011)[1]. Densidade: 1 436,9 hab/km². Perafita foi elevada a vila em 28 de janeiro de 2005.

Foi uma freguesia agregada em 2013, no âmbito da reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Lavra e Santa Cruz do Bispo, formar uma União de Freguesias denominada União das freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo.[2] A Lei 11-A/2013, de 28 de Janeiro conferiu-lhe o direito de ser a sede desta União de Freguesias.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Perafita [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 052 1 162 1 546 1 770 2 115 2 122 2 630 3 329 3 788 5 193 7 904 10 053 11 340 12 298 13 607
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 2 063 1 833 7 047 1 355 16,8% 14,9% 57,3% 11,0%
2011 2 086 1 565 7 951 2 005 15,3% 11,5% 58,4% 14,7%

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A origem do nome Perafita vem do latim Petra ficta (Pedra fixa), quer pelas pedras que delimitavam a propriedade ou por algum menir ou anta pré-histórica desta região. Perafita tem, por isso, uma história marcada pela antiguidade do seu povoamento. São vários os vestígios arqueológicos encontrados.

Da mesma forma, a instituição paroquial é muito antiga. Já aparecem referências ao orago S. Mamede na primeira metade do século XI, e a crença popular no santo poderá mesmo ser anterior. Nesta altura, grande parte do território da actual freguesia encontrava-se sujeita ao Mosteiro de Moreira e integrada nas Terras da Maia.

No século XIX, mais concretamente em 1832, Perafita foi palco do desembarque de D. Pedro e seus fiéis, decididos a combater D. Miguel e o absolutismo em Portugal. O Obelisco da Memória, situado na Praia da Memória, em Pampelido, relembra esses momentos que a história registou, erradamente, como os “Bravos do Mindelo”.

Pertenceu ao concelho da Maia até 1853, data em que passou para o antigo concelho de Bouças (actualmente Matosinhos).[4]


No século XX, uma série de empreendimentos possibilitou o crescimento económico e urbanístico de Perafita. Mesmo não localizados totalmente na área de freguesia, o porto de Leixões, o Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro ou a Petrogal condicionaram fortemente a sua evolução.

O desenvolvimento da zona de Perafita, a que atrás se aludiu, foi uma consequência óbvia dessas novas infra-estruturas. Actualmente, o lugar do Freixieiro – fértil em fábricas e espaços para comércio e serviços – é bem o retrato de uma parte da freguesia, visto que a outra parte tem na orla marítima um representante bem mais calmo e, por vezes, rural.

No desenvolvimento de Perafita o turismos é uma aposta segura; as suas lindas praias, todas elas de bandeira azul, com enormes areais dourados, a convidam-nos a um tranquilo espreguiçar, o mar é o suporte da grande variedade de pescado que podemos apreciar primorosamente bem cozinhado nos restaurantes da orla marítima, e há vários espaços onde podemos praticar desporto e pormos á prova os nossos reflexos nos dois kartódromos aqui instalados.

Património[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 21 de Março de 2014.. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 21 de março de 2014.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. C.M.Matosinhos, DE MATOSINHOS, Matosinhos Câmara Municipal , 21 de Abril de 2015