Pierre Monatte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Pierre Monatte (15 janeiro 1881 - 27 junho 1960) foi um sindicalista revolucionário francês, fundador da Confederação Geral do Trabalho no início do século XX, e do jornal La Vie Ouvrière em 5 de outubro de 1909. Monatte é considerado uma das grandes figuras do anarcossindicalismo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Operário da indústria gráfica, Monatte foi fundador da revista Vida Operária (1909) e um dos organizadores da CGT (Confederação Geral do Trabalho), onde criou, em Abril de 1919, os Comités Sindicalistas Revolucionários. Foi também um ferrenho opositor à Primeira Guerra Mundial.

Suas idéias possuíam forte identificação com o Anarquismo, tendo ficado famoso seu debate teórico com Malatesta, no Congresso Internacional Anarquista de Amsterdam (1907).

Mas após esse Congresso, ele aproximou-se dos Bolcheviques, e filiou-se ao PCF (Partido Comunista Francês), em 1923, de onde acabou sendo expulso, em 1924, por suas posições contrárias à linha stalinista. Nesse mesmo ano, junto com Robert Louzon, criou a revista Revolução Proletária, que exerceu uma certa influência sobre o movimento sindicalista e militantes de esquerda, entre as duas guerras mundiais. Em 1926, fundou a Liga Sindicalista.

A crítica à sua política, escrita por León Trotsky, foi publicada em 1929 [1]

Referências

  1. Trotski, León. Sobre os sindicatos. Nova Palavra Editora, São Paulo, 2009, 2a edição
  • Chambelland, Colette. Pierre Monatte, Une autre voix syndicaliste. coll.: Part des Hommes, Éd. de l'Atelier, 1999
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.