Federação de Paternidade Planejada da América

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Planned Parenthood)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Protesto de simpatizantes da PPFA, em 2015.

A Federação de Paternidade Planejada da América (PPFA), ou Paternidade Planejada, é uma organização sem fins lucrativos responsável por metade dos abortos realizados nos Estados Unidos. A entidade tem suas raízes no Brooklyn, Nova Iorque, onde Margaret Sanger abriu a primeira clínica de controle de natalidade nos EUA em 1916. Sanger fundou a Liga Americana de Controle de Natalidade em 1921, que mudou seu nome para Paternidade Planejada em 1942.[1]

A PPFA é composta por 159 afiliados médicos e não médicos, que operam mais de 650 clínicas de saúde nos Estados Unidos. A organização fornece diretamente uma variedade de serviços de saúde reprodutiva e educação sexual, contribui para a pesquisa em tecnologia reprodutiva e defende a proteção e expansão dos direitos reprodutivos.[2]

A entidade é o maior provedor de serviços de saúde reprodutiva, incluindo o aborto, nos Estados Unidos. Por ano, a PPFA faz cerca de 324 mil abortos. Sua receita anual combinada é de US$ 1,3 bilhão, incluindo aproximadamente US$ 530 milhões em fundos governamentais, como reembolsos da Medicaid.[3][4] Ao longo de sua história, a PPFA e suas clínicas receberam apoio, controvérsias, protestos e ataques violentos.[5][6]

Referências

  1. «Planned parenthood». Enciclopédia Britânica. Consultado em 8 de julho de 2017 
  2. «Planned Parenthood at a Glance». Planned Parenthood. Consultado em 8 de julho de 2017 
  3. Brad Mattes (17 de março de 2017). «Sock It to Planned Parenthood». Life Issues Institute. Consultado em 8 de julho de 2017 
  4. Janell Ross (4 de agosto de 2015). «How Planned Parenthood actually uses its federal funding». The Washington Post. Consultado em 8 de julho de 2017 
  5. Corrie MacLaggan (1 de julho de 2013). «Opponents of Texas abortion restrictions rally at Capitol». Reuters. Consultado em 8 de julho de 2017 
  6. Julie Turkewitz e Jack Healy (27 de novembro de 2015). «3 Are Dead in Colorado Springs Shootout at Planned Parenthood Center». The New York Times. Consultado em 8 de julho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]