Pocinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a localidade em Oliveira de Azeméis, veja Pocinho (Oliveira de Azeméis).
Disambig grey.svg Nota: Para o escritor António Pocinho, veja António Pocinho.
Pocinho
Pocinho.jpg
Pocinho com a ponte do caminho-de-ferro
na Linha do Douro
Distrito Guarda
Concelho Vila Nova de Foz Coa
Freguesia Vila Nova de Foz Coa
Área km²
População hab. ([[]])
Povoações de Portugal Flag of Portugal.svg

Pocinho é uma aldeia de Portugal, sita no concelho de Vila Nova de Foz Coa, distrito da Guarda. A sua estação ferroviária é actualmente o terminal da Linha do Douro. Perto da aldeia fica a barragem do Pocinho, no rio Douro. A montante da barragem, na margem esquerda do rio, está instalado um cais fluvial com capacidade para navios com porte até 300tdw.

A povoação desenvolveu-se com a construção da estação ferroviária, que serviu de ligação entre várias regiões e se tornou num importante entreposto de mercadorias, especialmente minério e produtos agrícolas[1] .

O Pocinho é um dos pontos de ligação entre os distritos da Guarda e de Bragança, ligando os concelhos de Vila Nova de Foz Coa e Torre de Moncorvo. Antes da construção da barragem a travessia era feita através de uma ponte rodo-ferroviária, que se encontra actualmente encerrada para ambos os tipos de tráfego.

Um dos mais ilustres cidadãos no campo das letras, Francisco José Viegas, nasceu no Pocinho a 14 de Março de 1962.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Viegas (1988), p. 27

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Viegas, Francisco José (1988). Comboios Portugueses. Um Guia Sentimental. Lisboa: Círculo de Editores. 185 páginas 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.