Oliveira de Azeméis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oliveira de Azeméis
Praca jose da costa 1900.jpg
Painel de azulejos na Praça de José da Costa

Brasão de Oliveira de Azeméis Bandeira de Oliveira de Azeméis

Localização de Oliveira de Azeméis

Gentílico Oliveirense
Área 161,10 km²
População 66 212 hab. (2021)
Densidade populacional 411  hab./km²
N.º de freguesias 12
Presidente da
câmara municipal
Joaquim Jorge Ferreira (PS, 2021-2025)
Fundação do município
(ou foral)
1799
Região (NUTS II) Norte (PT11)
Sub-região (NUTS III) Área Metropolitana do Porto (PT11A)
Distrito Aveiro
Província Beira Litoral
Orago São Miguel
Feriado municipal Segunda-feira a seguir ao segundo domingo de Agosto
Sítio oficial www.cm-oaz.pt
Município de Portugal Flag of Portugal.svg

Oliveira de Azeméis (OAZ) é uma cidade portuguesa, localizada no distrito de Aveiro, pertencente à unidade estatística da Área Metropolitana do Porto[1] (NUT III) e à Região Norte (NUT II), a cerca de 208 metros de altitude e com pouco mais de 20 000 habitantes. A cidade estende-se pelo território da recém-criada freguesia de Oliveira de Azeméis, Santiago de Riba-Ul, Ul, Macinhata da Seixa e Madail, bem como São Roque (numa pequena extensão). Mercê da sua íntima ligação com o Porto e outros municípios nortenhos, é um dos três únicos municípios da Beira Litoral que foi incluído na região Norte.

É sede do município homónimo de Oliveira de Azeméis, com 161,10 km² de área[2] e 68 611 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 12 freguesias.[5] O município é limitado a nordeste pelo município de Arouca, a leste por Vale de Cambra e Sever do Vouga, a sul por Albergaria-a-Velha, a oeste por Estarreja e Ovar e a noroeste por Santa Maria da Feira e São João da Madeira.

População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes[6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
23 687 23 734 24 943 26 391 29 628 30 304 33 072 37 434 41 370 46 263 56 052 62 821 66 846 70 721 68 611

(Número de habitantes que tinham a residência oficial neste município à data em que os censos se realizaram.)

Pelo decreto nº 12.456, de 11/10/1926, a freguesia de São João da Madeira deixou de fazer parte do município de Oliveira de Azeméis.

Os resultados relativos aos censos de 1864 a 1920 não incluem o número de habitantes residentes na freguesia de S. João da Madeira, ainda que a sua desanexação só tenha tido lugar em 1926.

Número de habitantes por Grupo Etário[7]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 10 681 12 739 12 692 11 580 13 109 13 325 15 589 18 380 17 901 14 520 12 198 9 679
15-24 Anos 5 033 5 740 6 311 6 308 6 543 7 791 7 778 9 810 11 934 11 975 10 357 7 930
25-64 Anos 11 573 12 665 13 319 12 627 14 930 16 941 19 528 23 410 27 382 33 330 38 840 38 960
= ou > 65 Anos 2 058 2 177 2 199 2 338 2 676 3 036 3 368 4 370 5 604 7 021 9 326 12 042
> Id. desconh 18 75 132 113 85

O município de Oliveira de Azeméis sofreu sucessivos incrementos populacionais até ao fim da primeira década do séc. XXI. Destaca-se a zona central e as freguesias das zonas norte e nordeste do município.

Pode afirmar-se que a zona urbana do município está bem identificada e corresponde, grosso modo, ao corredor espacial entre as cidades de Oliveira de Azeméis e São João da Madeira.

Existem 8 vilas no município: Carregosa, Cesar, Fajões, Loureiro, Nogueira do Cravo, Pinheiro da Bemposta, São Roque e Vila de Cucujães.

História[editar | editar código-fonte]

Documento em que a Rainha de Portugal, Dona Maria I de Portugal, oficializa a Vila de Oliveira de Azeméis no ano de 1799.

Oliveira de Azeméis foi elevada a cidade em 16 de maio de 1984. Vila nobre e antiga, possui uma belíssima Matriz de São Miguel e várias casas nobres, numa das quais, perto da Matriz, se alojou El-Rei D. Pedro V, em viagem pelo Norte (sendo hoje a Casa da família Albuquerque). Outro acontecimento importante foi a construção do Santuário e Parque de Nossa Senhora de La Salette, ex-libris monumental e natural.

Oliveira de Azeméis é, de acordo com a lei nº 46/2008, parte integrante da Área Metropolitana do Porto.

Para fins estatísticos, a partir do final de 2014, Oliveira de Azeméis deixou de integrar a NUT III do Entre Douro e Vouga (que deixou de existir), passando a integrar a nova NUT III da Área Metropolitana do Porto.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do município de Oliveira de Azeméis.

O município de Oliveira de Azeméis está dividido em 12 freguesias:

Património[editar | editar código-fonte]




Política[editar | editar código-fonte]

Eleições autárquicas [8][editar | editar código-fonte]

Data % V % V % V % V % V % V % V % V % V % V % V Participação
PPD/PSD PS CDS-PP FEPU/APU/CDU PDC PSN PND BE IND PSD/CDS CH
1976 37,57 3 28,58 2 22,47 2 7,05 -
69,79 / 100,00
1979 40,52 3 19,38 1 24,03 2 13,34 1
70,04 / 100,00
1982 42,43 4 24,57 2 21,02 1 8,27 -
70,37 / 100,00
1985 44,05 4 17,05 1 28,23 2 7,28 -
63,77 / 100,00
1989 43,79 3 33,54 3 15,46 1 2,36 - 1,40 -
64,95 / 100,00
1993 42,64 4 41,65 4 9,59 1 2,95 -
67,72 / 100,00
1997 44,66 5 34,55 3 14,53 1 2,23 - 0,67 -
67,40 / 100,00
2001 56,23 6 32,65 3 5,34 - 2,07 -
65,08 / 100,00
2005 49,75 5 34,71 4 6,16 - 3,43 - 1,15 -
64,74 / 100,00
2009 44,83 5 40,56 4 7,46 - 1,79 - 2,39 -
64,39 / 100,00
2013 41,55 5 39,56 4 7,36 - 2,84 - 2,04 -
56,17 / 100,00
2017 34,23 4 50,42 5 5,06 - 1,55 - 2,37 - 1,39 -
59,21 / 100,00
2021 CDS-PP 54,87 6 PPD/PSD 1,51 - 2,66 - 33,47 3 3,14 -
53,53 / 100,00

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data %
PSD PS CDS PCP UDP AD APU/

CDU

FRS PRD PSN BE PAN PàF L CH IL
1976 35,59 32,43 21,54 2,59 1,04
1979 AD 30,54 AD APU 1,31 53,83 8,25
1980 FRS 0,84 56,75 7,06 28,31
1983 35,35 39,76 13,25 0,54 6,59
1985 37,54 22,69 11,01 0,83 5,39 17,79
1987 60,79 23,04 4,74 CDU 0,50 3,52 3,38
1991 58,92 30,01 5,16 1,86 0,33 1,02
1995 39,85 43,48 12,11 0,29 1,70 0,23
1999 36,98 42,75 14,18 2,38 0,18 0,84
2002 45,66 36,03 12,27 1,84 1,44
2005 34,68 44,48 8,82 2,60 4,72
2009 33,82 37,09 11,97 2,76 8,37
2011 43,23 29,13 11,90 3,20 4,98 0,72
2015 PàF 29,89 PàF 3,06 9,45 0,91 47,81 0,38
2019 31,60 39,43 4,55 2,10 10,02 3,14 0,56 0,54 0,77

Transportes[editar | editar código-fonte]

Acessibilidades[editar | editar código-fonte]

Chega-se à cidade de Oliveira de Azeméis através de:

  •  A 32  Auto-estrada do Entre Douro e Vouga, nó de Oliveira de Azeméis (para quem vem de Norte);
  •  A 1  Auto-estrada do Norte, nó de Estarreja/Oliveira de Azeméis (para quem vem de Sul);
  •  A 1  Auto-estrada do Norte, nó da Feira e seguir pelo IC2 (alternativa 1 para quem vem de Norte);
  •  A 29  Auto-estrada da Costa de Prata, nó da Feira e seguir pelo IC2 (alternativa 2 para quem vem de Norte);
  •  A 29  Auto-estrada da Costa de Prata, nó de Estarreja Norte e seguir pela EN 224 (alternativa 1 para quem vem de Sul);
  •  A 25  Auto-estrada da Beira Litoral e Alta, nó de Albergaria-a-Velha e seguir pelo IC2 (para quem vem do interior).

A ligação direta de Oliveira de Azeméis para o centro da Área Metropolitana do Porto é a A32 (Auto-estradas do Douro Litoral). A continuação da A32 para sul, até Coimbra, que integrava a concessão Auto-estradas do Centro, foi recentemente suspensa. Já a ligação em formato de auto-estrada entre o IC1/A29 (Ovar) e o IC2/A32 (Oliveira de Azeméis), que outrora figurava na concessão Douro Litoral, permanece apenas em projeto, fazendo parte do Plano Rodoviário Nacional (esperando-se a sua concretização).

Já a nível ferroviário, está em funcionamento a linha do Vale do Vouga, que estabelece ligação com a linha do Norte em Espinho, podendo-se daí prosseguir para o Porto, Aveiro, Coimbra, Lisboa, etc. Existem ligações regulares de autocarro para o Porto, Aveiro e Coimbra, bem como outras de âmbito mais restrito, a nível local e regional.

Refira-se também a "batalha" pela qual os habitantes, tanto de O. Azeméis como de todo o Entre Douro e Vouga, têm passado para que haja uma verdadeira modernização da linha do Vouga, nomeadamente no troço entre O. Azeméis e Espinho, para que tenham uma verdadeira alternativa em termos de transportes coletivos. Estes reivindicam a transformação do referido troço em metro de superfície, e eventualmente a inclusão na Metro do Porto, correspondendo, de facto, às necessidades dos utentes, tanto em termos de frequência como de horário de funcionamento. Deste modo, prolongar-se-ia a linha D (amarela) desde Vila D'Este, em Vila Nova de Gaia, até Santa Maria da Feira, seguindo daí em diante pelo canal da Linha do Vouga. Refira-se que uma grande lacuna da cidade tem a ver com a coordenação de transportes, uma vez que não existe nenhum centro coordenador ou de interface.

O Entre Douro e Vouga é uma região que evidencia estreitas relações com o Porto, tanto mais que faz parte da sua área metropolitana (AMP); no entanto, é a única sub-região da AMP que não tem ligação ferroviária direta com o Porto.

Linhas urbanas TUAZ – Oliveira de Azeméis

Transportes Públicos[editar | editar código-fonte]

Existem dois percursos urbanos dos TUAZ – Transportes Urbanos de Azeméis. O transporte público de média distância é fornecido - entre outros - pela C.P. / Linha do Vouga (para Espinho) e a Transdev (para Porto e Aveiro).

Educação[editar | editar código-fonte]

Ensino Superior:

Ensino Secundário:

Ensino Básico:

  • Escola Básica de Loureiro (Agrupamento de Escolas de Loureiro)
  • Escola Básica de Alumieira (Agrupamento de Escolas de Loureiro)
  • Escola Básica Dr. José Pereira Tavares, Pinheiro da Bemposta;
  • Escola Básica de Carregosa;
  • Escola Básica de Outeiro;
  • Escola Básica da Fonte Joana;
  • Escola Básica Bento Carqueja;
  • Escola Básica de Travanca;
  • CENFIM – Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica.

Associativismo, Cultura e Desporto[editar | editar código-fonte]

O Mercado à Moda Antiga é um projeto cultural de Oliveira de Azeméis, nascido em 1997 nesta cidade (pela iniciativa de Nelson Costa, do Grupo Recreativo, Associativo e Cultural de Cidacos), e com o apoio da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Tendas à moda antiga, artesãos, padeiras de Ul, produtos agrícolas, utensílios e trajes antigos são alguns dos elementos que constituem o cenário do Mercado. A Feira do Pão, uma mostra de artesanato e a atuação de grupo de danças e cantares tradicionais acontece paralelamente, todos os anos, de forma ininterrupta, no 3.º fim de semana de maio.

Sendo um município com uma forte componente associativa, Oliveira de Azeméis destaca-se, particularmente, na área desportiva, com várias modalidades nas principais competições nacionais. É o caso da União Desportiva Oliveirense, com os Seniores de futebol a competirem na 2.ª Liga Profissional Portuguesa, a equipa de Basquetebol na Primeira Liga (e bicampeã em 2019) e, também, equipa de Hóquei em Patins, como uma das principais formações nacionais a competir na divisão principal. A principal divisão de Futsal em Portugal conta, também, com uma equipa de Oliveira de Azeméis, o Futsal Clube de Azeméis.

Tem o maior stick de Hóquei em Patins do mundo, feito em 2003 para o mundial de hóquei. O município conta já com várias edições da Final Four da Taça de Portugal do Futsal Nacional.

O mundial de hóquei em Portugal passou por Oliveira de Azeméis (sendo jogado no pavilhão de Hóquei em patins e de Basquetebol Salvador Machado), assim como o mundial de Futsal feminino de 2012, disputado no mesmo local.

Já em 2016, Oliveira de Azeméis foi novamente palco de uma competição internacional. Acolheu o 52.º Europeu de Hóquei em Patins, com a participação de oito seleções. Oliveira de Azeméis já é, por muitos, considerada a cidade do desporto. Conta, ainda com as seguintes infraestruturas:

  • Biblioteca Municipal Ferreira de Castro
  • Arquivo Municipal
  • Cineteatro Caracas
  • Museu Regional de Oliveira de Azeméis
  • Museu Regional de Cucujães
  • Casa-museu Ferreira de Castro (Ossela)

Áreas Naturais[editar | editar código-fonte]

  • Parque de La-Salette (na zona Nordeste da cidade)
  • Parque Molinológico e Castro de Ul (na zona de Ul)
  • Margens do Caima, Parque Bento Carqueja e Ponte do Pêga (na zona de Palmaz)
  • Capela Nossa Senhora da Ribeira (Pinheiro da Bemposta)
  • Praia Fluvial do Pedregulhal (Selores, Ossela)
  • Monte de São Marcos (Fajões)
  • Ponte Medieval e Açude da Ilha dos Amores (Relva, Oliveira de Azeméis)
  • Vilarinho de São Luís (Palmaz)
  • Parque do Cercal (Santiago de Riba-Ul)

Outras áreas de interesse[editar | editar código-fonte]

  • Centro Histórico de Oliveira de Azeméis
  • Núcleo Histórico da Bemposta (Pinheiro da Bemposta)
  • Fábrica de Papel do Caima (Palmaz)
  • Mosteiro de São Martinho do Couto (Cucujães)

Necessidades[editar | editar código-fonte]

  • Ambiente e Saúde pública:
- ampliação das redes de saneamento básico e água.
  • Acessos/mobilidade:
- nova estrada para Ovar (em projeto), com novo nó com a A1;
- centro coordenador de transportes;
- modernização da linha do Vouga, com acesso direto ao Porto (unidade de urbanos da CP Porto), ou inclusão da mesma no Metro do Porto.
  • Serviços:
- novo edifício para os "Paços do Concelho";
- Requalificação do Cineteatro Caracas.
  • diversos:
- reposição do funcionamento da estalagem de S. Miguel (como estalagem ou escola de turismo);
- criação de um parque urbano;
- criação da Praça Maior.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

  • Pão de Ul
  • Papas de São Miguel
  • Zamacóis
  • Beijinhos de Azeméis
  • Arroz de Ossos de Suã

Referências

  1. Assembleia da República (2013). «Diário da República/Leinº75/2013 de 12 de Setembro» (PDF). Consultado em 26 de novembro de 2014 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013». Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013. Arquivado do original (XLS-ZIP) em 9 de dezembro de 2013 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Norte. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 119. ISBN 978-989-25-0186-4. ISSN 0872-6493. Consultado em 27 de julho de 2013 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_NORTE". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  8. «Concelho de Oliveira de Azeméis : Autárquicas Resultados 2021 : Dossier : Grupo Marktest - Grupo Marktest - Estudos de Mercado, Audiências, Marketing Research, Media». www.marktest.com. Consultado em 18 de dezembro de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Oliveira de Azeméis