José Luiz da Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Luiz da Rocha
Pseudônimo(s) Darocha, da Rocha, Luis Darocha, Z. L. Darocha, Louis Darocha ou Paris Couto[1]
Nascimento 2 de dezembro de 1945
Oliveira de Azeméis, Portugal
Morte 11 de setembro de 2016 (70 anos)
Paris, França
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação Pintor, ilustrador, professor

José Luiz da Rocha, (Oliveira de Azeméis, 2 de dezembro de 1945Paris, 11 de setembro de 2016) foi um pintor e ilustrador português radicado em França, também conhecido por Darocha, nome pelo qual assinava as suas obras.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

José Luiz da Rocha nasceu no dia 2 de dezembro de 1945, em Oliveira de Azeméis. Estudou Pintura, tendo frequentado a Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, a Escola Superior de Belas-Artes do Porto e o Círculo de Artes Plásticas de Coimbra.[3]

Em 1967, mudou-se para o bairro de Notting Hill em Londres e, posteriormente, para Paris, onde fixou residência a partir de 1971. Frequentou a EHESS, tendo obtido o Diploma de Estudos Avançados (atual Master 2) em Antropologia Patológica.[3] Também foi professor de artes, lecionando em várias cidades francesas, e participou em dezenas de exposições coletivas e individuais em diversos países, como França, Grécia, Luxemburgo, Bélgica, Jugoslávia, Países Baixos, Espanha, Alemanha ou Turquia.[1]

Em 2014, o pintor foi agraciado com a Medalha de Ouro da autarquia de Oliveira de Azeméis, pelo seu "contributo inestimável" para a promoção do município. Esta homenagem foi recebida com satisfação por José Luiz da Rocha, expressada na seguinte frase: "Adoro a terra onde nasci e, apesar de viver em Paris, é em Oliveira de Azeméis que continuo a nascer todos os dias. Dá-me grande satisfação este reconhecimento pelas pessoas da minha terra — essa cidade luminosa que tenho comigo”.[4]

A sua última exposição, intitulada "Ondulações de Estilo", realizou-se em junho de 2016, no Museu de Ovar, e apresentou uma amostra das obras produzidas durante os mais de 50 anos de carreira, caracterizada por um estilo que "muda completamente consoante a fase", segundo palavras de Manuel Cleto, diretor do Museu.[2][5]

Faleceu num hospital de Paris na noite de 11 de setembro de 2016, vítima de cancro.[6]

Referências

  1. a b DN/Lusa (12 de setembro de 2016). «Morreu o pintor português José Luiz da Rocha». Diário de Notícias. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  2. a b Sérgio C. Andrade (12 de setembro de 2016). «Pintor Darocha morreu em Paris». Público. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  3. a b «Porto visto por Luiz Darocha». Correio do Porto. 17 de dezembro de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  4. «Morreu em Paris o artista oliveirense Darocha». Correio de Azeméis. 13 de setembro de 2016. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  5. João Francisco Gomes (12 de setembro de 2016). «Morreu o pintor Darocha, "uma pessoa amabilíssima"». Observador. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  6. Pureza Fleming (12 de setembro de 2016). «Morreu o pintor Darocha». NiT. Consultado em 6 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]