Portal:Enxadrismo/Artigo destacado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Leonard di Cutri defeats Ruy Lopez in Spain.jpg
O Xadrez na Itália refere-se à contribuição da Itália na história do xadrez desde sua assimilação no século IX até a atualidade. Os italianos receberam o Xatranje, um dos antecessores do xadrez, a partir dos muçulmanos que haviam invadido o sul do país por volta do século IX. Apesar das eventuais restrições religiosas da Igreja Católica Romana, o jogo se popularizou entre a corte. No século XIII, o monge dominicano Jacobus de Cessolis escreveu o livro Liber de Moribus Hominum et Officiis Nobilium Sive Super Ludo Scacchorum, um conjunto de moralidades utilizando as peças de xadrez como analogia para o ensino da moral e daética.

Por volta do século XV, surgiu a variante moderna do jogo com a inclusão da Dama e do Bispo com seus movimentos ampliados. Os jogadores italianos Paolo Boi, Giovanni Leonardo Di Bonna e Giulio Polerio, sendo o último considerado um campeão mundial não-oficial, produzindo uma nova literatura para o jogo. Com a ascensão da França como centro de xadrez no século XVI, principalmente devido aos estudos de Philidor, os italianos em contra-posição a suas idéias desenvolveram a escola de pensamento italiana que foi o estilo dominante até a década de 1840.

Mais artigos selecionados Leia mais...