Potion (linguagem de programação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


potion
Paradigma Functional, stack-oriented, message passing
Surgido em 2007
Última versão v0.1.1061
Estilo de tipagem: Dinâmica
Licença: Licença MIT
Página oficial perl11.org/potion

potion é uma pequena e rápida linguagem de programação dinâmica e orientada à pilha com um compilador JIT, clausuras, continuações e exceções, uma máquina virtual baseada em Lua e um modelo de objeto baseado em entrada e saída embutida o em torno da troca de mensagens, um metaobjeto e mixins. É tecnicamente um Common_Lisp somente léxico com duas linguagens: uma para o código, uma para os dados e ela foi escrita sob 10 mil linhas de C.

História[editar | editar código-fonte]

O potion foi criado por _why como seu último projeto em 2007 antes de seu desaparecimento da internet.[1]

Ele começou brincando com as partes internas da linguagem Lua e lendo materiais de Ian Piumarta e de Nicolas Cannasse.

Após o desaparecimento de _why, um desenvolvedor chamado "fogus" assumiu a manutenção até 2013. A palavra-chave class foi adicionada nesse período.

Em 2013, um grupo autodenominado perl11 "(5+6=11)", com Reini Urban como desenvolvedor chefe, assumiu o desenvolvimento do potion[2] para ser utilizado como Máquina Virtual para "p2", uma implementação planejada para o Perl5 e o Perl6.[3]

Ambas as linguagens, potion e p2, são agora desenvolvidas juntas pelos desenvolvedores do perl11. A versão v0.1 foi lançada em 16 de Outubro de 2013 na conta github do grupo.

Filosofia[editar | editar código-fonte]

"Se você mantê-lo pequeno, couber a Máquina Virtual, o analisador e a stdlib em 10 mil linhas, então não é suor".[4]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Sequência de Fibonacci:

fib = (n):
  if (n < 2): n. else: fib (n - 1) + fib (n - 2).
.
n = argv(1) number
if (n<1): n=28.
("fib(",n,")= ", fib(n)) join say

# parrot example/fib.pir 40  3m36.447s
# perl   example/fib.pl  40  2m19.752s
# potion example/fib.pn  40  0m3.512s

Recursos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Lowrey, Annie (15 de Março de 2012). «Where’s _why? What happened when one of the world’s most unusual, and beloved, computer programmers disappeared». Slate. Consultado em 15 de Março de 2012. 
  2. fogus (11 de Agosto de 2013). «_why’s Potion — a new home». Consultado em 21 de Agosto de 2013. 
  3. Urban, Reini (4 de Junho de 2013). «Design Decisions on p2». Consultado em 15 de Setembro de 2013. 
  4. Why the lucky stiff (22 de Dezembro de 2008). «README». Consultado em 15 de Setembro de 2013.  |último= e |autor= redundantes (Ajuda)