Processo contra os médicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma sentença de morte por enforcamento é pronunciada por um Tribunal de Crimes de Guerra dos Estados Unidos sobre o médico pessoal de Adolf Hitler, Karl Brandt de 43 anos. Brandt também foi comissário para a Saúde e Saneamento do Reich.

O Processo contra os Médicos (oficialmente Estados Unidos da América v. Karl Brandt, et al.) foi o primeiro dos 12 julgamentos por crimes de guerra que as autoridades dos Estados Unidos realizaram na zona ocupada de Nuremberg, Alemanha, após o fim da Segunda Guerra Mundial. Estes julgamentos foram organizados pelas cortes estadunidenses e aconteceram no Palácio da Justiça de Nuremberg. Vinte dos 23 acusados eram médicos e acusados de se envolver em experimentos humanos nazistas.

Os juízes eram Walter B. Beals, de Washington, Harold L. Sebring da Flórida, e Johnson T. Crawford de Oklahoma.

Acusações[editar | editar código-fonte]

Os acusados enfrentaram quatro processos:

  1. Conspiração para cometer crimes de guerra e crimes contra a humanidade, como descrito nos itens 2 e 3;
  2. Crimes de Guerra: Experimentos médicos em prisioneiros e participação de mortes em campos de concentração
  3. Crimes contra a humanidade
  4. Membro de uma organização criminosa, a SS.

A SS foi declarada uma organização criminosa

Todos os acusados se declararam inocentes.

Acusados[editar | editar código-fonte]

Nome Função Acusações Sentença
    1 2 3 4  
Hermann Becker-Freyseng Stabsarzt na Luftwaffe; Chefe do Departamento de Aviação e Medicina I C C   20 Anos de Prisão
Wilhelm Beiglböck Médico na Luftwaffe I C C   15 anos de Prisão
Kurt Blome Reichsgesundheitsführer I I I   Absolvido
Viktor Brack Oberführer na SS e Sturmbannführer na Waffen SS; Chefe do escritório administrativo do Führer no NSDAP (Oberdienstleiter, Kanzlei des Führers der NSDAP) I C C C Morte
Karl Brandt Médico pessoal de Adolf Hitler; Gruppenführer na SS e Generalleutnant na Waffen SS I C C C Morte
Rudolf Brandt Standartenführer na Allgemeine SS; Chefe do escritório de Himmler (Persönlicher Referent von Himmler); I C C C Morte
Fritz Fischer Sturmbannführer na Waffen SS; I C C C Prisão perpétua
Karl Gebhardt Gruppenführer na SS e Generalleutnant na Waffen SS; Médico pessoal do Reichsführer-SS Himmler; Cirurgião Chefe da SS. Presidente da Cruz Vermelha da Alemanha I C C C Morte
Karl Genzken Gruppenführer na SS e Generalleutnant na Waffen SS; Chefe do departamento médico da Waffen SS (Chef des Sanitätsamts der Waffen SS) I C C C Prisão Perpétua
Siegfried Handloser Generaloberstabsarzt; Inspetor Médico do exército (Heeressanitätsinspekteur); Chefe dos serviços médicos das forças armadas (Chef des Wehrmachtsanitätswesens) I I I   Prisão perpétua
Waldemar Hoven Hauptsturmführer (Capitão) na Waffen SS; Médico Chefe em Buchenwald I C C C Morte
Joachim Mrugowsky Oberführer na Waffen SS; Chefe da Higiene da SS I C C C Morte
Herta Oberheuser Médico em Ravensbrück; I C C   20 anos de Prisão
Adolf Pokorny Médico especialista em pele e doenças venéreas I I I   Absolvido
Helmut Poppendick Oberfuehrer da SS; Chefe do serviço médico da SS I I I C 10 anos de Prisão
Hans Wolfgang Romberg Doutor e diretor do Departamento de Aviação e Medicina I I I   Absolvido
Gerhard Rose Generalarzt da Luftwaffe; I C C   Prisão perpétua
Paul Rostock Chefe cirurgião do serviço clínico de Berlim; Cirurgião do exército; Chefe do instituto de medicina (Amtschef der Dienststelle Medizinische Wissenschaft und Forschung) I I I   Absolvido
Siegfried Ruff Diretor do Departamento de Aviação e Medicina I I I   Absolvido
Konrad Schäfer Doutor do Instituto de Medicina e Aviação em Berlim I I I   Absolvido
Oskar Schröder Generaloberstabsarzt; Chefe da organização e serviço médico da Luftwaffe (Chef des Stabes, Inspekteur des Luftwaffe-Sanitätswesens) I G G   Prisão perpétua
Wolfram Sievers Standartenführer na SS I C C C Morte
Georg August Weltz Oberfeldarzt da Luftwaffe; Chefe do instituto de aviação e medicina de Munique I I I   Absolvido

I — Indiciado   C — Indiciado e considerado culpado

Os condenados a morte foram enforcados em 2 de Junho de 1948 em Landsberg.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Processo contra os médicos