Procol Harum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Procol Harum
O Procol Harum em 2001
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) rock progressivo, rock psicodélico, art rock, blues rock, hard rock, rock sinfônico
Período em atividade 1967 - 1977;
1991 - atualmente
Integrantes Gary Brooker; Geoff Dunn;
Matt Pegg; Josh Phillips;
Geoff Whitehorn.
Ex-integrantes Dave Ball; Dave Bronze;
Alan Cartwright; Chris Copping;
Matthew Fisher; Mick Grabham;

David Knights; Mark Brzezicki;
Dee Murray; Pete Solley;
Robin Trower; B.J. Wilson;
Jerry Stevenson;
e Keith Reid

Página oficial www.ProcolHarum.com

Procol Harum é uma banda britânica de rock progressivo formada no início dos anos 60. Eles são mais conhecidos por seu compacto "A Whiter Shade of Pale", considerado um clássico na música popular e um dos poucos singles a ter vendido mais de 10 milhões de cópias.[1]

Formada das cinzas de um grupo chamado "Paramounts" liderado por Gary Brooker e Robin Trower, a estreia ao vivo do Procol foi abrindo um concerto de Jimi Hendrix em 1967, o que levou a recém-lançanda "A Whiter Shade of Pale" ao topo das paradas. Um LP e outros compactos seguiram-se, mas sem alcançar o sucesso daquela primeira gravação.

Durante os anos 70 o grupo Procol Harum permaneceu mais popular do que outras bandas de rock progressivo mais sofisticadas, como Emerson, Lake & Palmer. O grupo continuou apesar das diversas mudanças na formação, mas o declínio das vendas decretou o fim do grupo em 1977.

A banda reuniu-se em 1991 para o lançamento de Prodigal Stranger, que não obteve muita repercussão. Uma nova encarnação do Procol, liderada por Brooker, está na estrada em turnê pelos EUA desde 1992.

O nome da banda foi escolhido por seu empresário, inspirado no nome do gato de um amigo seu.[2] Traduzido do latim, significa algo como "Através dessas coisas".[3]

O asteróide 14024 Procol Harum tem esse nome em homenagem à banda.[carece de fontes?]

Em Julho de 2009, Matthew Fisher ganhou um julgamento na corte britânica concedendo 40% dos royalties de música de 2005 em diante por "A Whiter Shade of Pale", que já havia passado 50% para Brooker pela música e 50% para Reid pela letras.[4]

Em 2018, a banda foi honrada pelo Hall da Fama do Rock and Roll quando "A Whiter Shade of Pale" foi introduzida na categoria Singles.[5][6]

Notas

  1. «Show 49 – The British Are Coming! The British Are Coming!: With an Emphasis on Donovan, the Bee Gees and The Who. [Part 6]: UNT Digital Library». UNT Digital Library. Consultado em 20 de agosto de 2018 
  2. «About the Cat Whose Name the Band Adopted: Illustrated». procolharum.com. Consultado em 20 de agosto de 2018 
  3. «Charlton T. Lewis, Charles Short, A Latin Dictionary, prŏcul». perseus.tufts.edu. Consultado em 20 de agosto de 2018 
  4. «Classic 1960s Song's Organist Wins Royalties Battle – CNN.com». CNN.com. 30 de Julho de 2009. Consultado em 20 de agosto de 2018 
  5. «Rock and Roll Hall of Fame introduces new category for singles». cleveland.com (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2018 
  6. «Rock and Roll Hall of Fame Inducts Songs for the First Time, Including 'Born to Be Wild' & 'Louie Louie'». Billboard. Consultado em 20 de agosto de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Procol Harum
Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.