Quarto Exército (Império Otomano)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quarto Exército
Dördüncü Ordu
Bundesarchiv Bild 146-1971-105-28, Palästina, Oberbefehlshaber Djemal Pascha.jpg
Djemal Paxá e Fuad Bei num posto de comando do sul da Palestina em abril de 1917
País  Império Otomano
Corporação Exército Otomano
Unidade exército
Criação meados do século XIX
Período de atividade 7 de setembro de 1914 — 26 de setembro de 1918
História
Guerras/batalhas Primeira Guerra Mundial

   Campanha do Sinai e Palestina

Comando
Comandantes
notáveis
Zeki Paxá
(setembro — 18 de novembro de 1914)

Djemal Paxá
(18 de novembro de 1914 — setembro de 1917)

Cemal Mersinli
(setembro de 1917 — outubro de 1918)

Sede
Quartel-general Bagdade e Damasco

O Quarto Exército (em turco: Dördüncü Ordu) do Império Otomano foi um dos exércitos do Exército Otomano, formado em meados do século XIX, durantes as reformas militares otomanas.

Formações antes da Primeira Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Ordem de Batalha em 1877[editar | editar código-fonte]

Em 1877, quando começou a guerra russo-turca de 1877–1878, o Quarto Exército estava estacionado na Anatólia e era composto pelas seguintes unidades:[1]

Ordem de Batalha em 1908[editar | editar código-fonte]

Após a Revolução dos Jovens Turcos e o estabelecimento da Segunda Era Constitucional em 3 de julho de 1908, o novo governo levou a cabo uma extensa reforma militar. Os quartéis-generais foram modernizados. A nova área operacional do Quarto Exército passou a ser a Caucásia e as suas numerosas tropas foram espalhadas ao longo da fronteira para estarem atentas ao Império Russo. Nesse período o exército era composto pelas seguintes unidades:[2]

  • 7.ª Divisão de Infantaria (Yedinci Fırka)
  • 8.ª Divisão de Infantaria (Sekicinci Fırka)
  • 19.ª Divisão de Infantaria (On Dokuzuncu Fırka)
  • 4.ª Divisão de Artilharia (Dördüncü Topçu Fırkası)
  • Regimento de Artilharia da Fortaleza de Erzurum

O Quarto Exército tinha também funções de inspeção para quatro divisões Redif (reserva):[3][4]

  • 13.ª Divisão de Reserva de Infantaria de Erzincan (On Üçüncü Erzincan Redif Fırkası)
  • 14.ª Divisão de Reserva de Infantaria de Trebizonda (On Dördüncü Trabzon Redif Fırkası)
  • 15.ª Divisão de Reserva de Infantaria de Diarbaquir (On Beşinci Diyarbekir Redif Fırkası)
  • 16.ª Divisão de Reserva de Infantaria de Sivas (On Altıncı Sivas Redif Fırkası)

Ordem de Batalha em 1911[editar | editar código-fonte]

Na sequência de outras reorganizações do Exército Otomano, que incluíram a criação de um quartéis-generais ao nível de corpo, o quartel-general do Quarto Exército passou para Bagdade. Antes da Primeira Guerra Balcânica, em 1911, o Quarto Exército estava estruturado da seguinte forma:[5]

Formações da Primeira Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Ordem de Batalha em novembro de 1914[editar | editar código-fonte]

Nesta data, o exército esteve estacionado na Síria e era estruturado da seguinte forma:[6]

  • Corpo VIII
    • 23.ª Divisão
    • 25.ª Divisão
    • 27.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 35.ª Divisão
    • 36.ª Divisão

Ordem de Batalha em finais de abril de 1915[editar | editar código-fonte]

Nesta data, o exército esteve estacionado na Síria e era estruturado da seguinte forma:[7]

  • Corpo VIII
    • 8.ª Divisão
    • 10.ª Divisão
    • 23.ª Divisão
    • 25.ª Divisão
    • 27.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 35.ª Divisão
    • 36.ª Divisão

Ordem de Batalha entre o final do verão de 1915 e janeiro de 1916[editar | editar código-fonte]

Neste período, o exército esteve estacionado na Síria e na Palestina e era estruturado da seguinte forma:[8]

  • Corpo VIII
    • 23.ª Divisão
    • 24.ª Divisão
    • 27.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 41.ª Divisão
    • 42.ª Divisão
    • 46.ª Divisão

Ordem de Batalha entre agosto e dezembro de 1916[editar | editar código-fonte]

Neste período, o exército esteve estacionado na Síria e na Palestina e era estruturado da seguinte forma:[9]

  • Corpo VIII
    • 3.ª Divisão
    • 23.ª Divisão
    • 24.ª Divisão
    • 27.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 41.ª Divisão
    • 42.ª Divisão
    • 43.ª Divisão
    • 46.ª Divisão

Ordem de Batalha em agosto de 1917[editar | editar código-fonte]

Nesta data, o exército estava estruturado da seguinte forma:[10]

  • 3.ª Divisão de Cavalaria
  • Corpo VIII
    • 48.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 23.ª Divisão
    • 44.ª Divisão
  • Corpo XV
    • 43.ª Divisão
  • Corpo XX
    • 16.ª Divisão
    • 54.ª Divisão
  • Corpo XXII
    • 3.ª Divisão
    • 7.ª Divisão
    • 53.ª Divisão

Em 26 de setembro de 1917, o quartel-general mudou para Damasco, dividindo a sua área de atuação ao meio, com Djemal Paxá respondendo pela Síria e Arábia ocidental.[11]

Ordem de Batalha entre janeiro e junho de 1918[editar | editar código-fonte]

Neste período, o exército era comandado por Djemal Paxá e estava estruturado da seguinte forma:[12]

  • Corpo VIII (comandado por Ali Fuad Bei)[13]
    • 43.ª Divisão
    • 48.ª Divisão
  • Corpo XII
    • 23.ª Divisão
    • 41.ª Divisão
    • 44.ª Divisão
  • Corpo do Hejaz
    • 58.ª Divisão
    • Divisão Provisória de Infantaria x 3

Ordem de Batalha em setembro de 1918[editar | editar código-fonte]

Nesta data, o exército era comandado por Cemal Mersinli e estava estruturado da seguinte forma:[14]

  • Corpo II (comandado por Galatalı Şevket Bei)
    • 62.ª Divisão de Infantaria
    • Divisão Provisória de Infantaria x 3
  • Grupo da Jordânia
    • 24.ª Divisão de Infantaria
    • 3.ª Divisão de Cavalaria
  • Corpo VIII (comandado por Yasin al-Hashimi)
    • 48.ª Divisão
    • Divisão Provisória de Amã

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Drury 1994, p. 35.
  2. Erickson 2003, p. 17.
  3. Erickson 2003, p. 19.
  4. T.C. Genelkurmay Başkanlığı, Balkan Harbi, 1912–1913: Harbin Sebepleri, Askerî Hazırlıklar ve Osmanlı Devletinin Harbe Girişi, Genelkurmay Basımevi, 1970, pp. 87–90.
  5. Erickson 2001, pp. 382–383.
  6. Erickson 2001, p. 43.
  7. Erickson 2001, p. 86.
  8. Erickson 2001, pp. 109, 126.
  9. Erickson 2001, pp. 134, 154.
  10. Erickson 2001, p. 170.
  11. Erickson 2001, p. 171.
  12. Erickson 2001, pp. 181, 188.
  13. Falls 1930, p. 657
  14. Erickson 2001, p. 197.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Drury, Ian (1994), The Russo-Turkish War 1877, ISBN 9781855323711 (em inglês), Bloomsbury USA 
  • Erickson, Edward J. (2001), Order to Die: A History of the Ottoman Army in the First World War, ISBN 0-313-31516-7 (em inglês), Greenwood Press 
  • Erickson, Edward J. (2003), Defeat in Detail: The Ottoman Army in the Balkans, 1912–1913 (em inglês), Praeger 
  • Falls, Cyril; Becke, A. F. (maps) (1930), Military Operations: Egypt & Palestine from June 1917 to the End of the War, Official History of the Great War Based on Official Documents by Direction of the Historical Section of the Committee of Imperial Defence, Volume 2, Part II, London: HM Stationery Office, OCLC 256950972