Quilombhoje

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Quilombhoje é um coletivo cultural e uma editora de São Paulo, responsável pela publicação da série Cadernos Negros[1].

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 1978, o Movimento Negro Unificado contra a Discriminação Racial (MNUCDR) promoveu a primeira edição do Festival Comunitário Negro Zumbi. Na ocasião, um grupo de escritores paulistas lançou o primeiro número da série Cadernos Negros, dedicada à literatura produzida por autores afro-brasileiros. A primeira edição trazia poemas de Henrique Cunha, Angela Lopes Galvão, Eduardo de Oliveira, Hugo Ferreira da Silva, Célia Aparecida Pereira, Jamu Minka, Oswaldo Camargo e Cuti. No ano seguinte, o segundo volume reuniu contos escritos por Abelardo Rodrigues, Aristides Barbosa, Aristides Theodoro, Henrique Cunha Jr, Cuti, Ivair Augusto Alves dos Santos, José Alberto, Maga, Neusa Maria Pereira, Odacir de Mattos, Paulo Colina e Sônia[2]

O grupo reunido adotou em 1982 o nome Quilombhoje. O objetivo era incentivar a leitura e a produção literária da população negra[3]. Participavam do coletivo Cuti, Clóvis Maciel, Cunha, Esmeralda Ribeiro, Francisco Mesquita, Jamu Minka, José Alberto, Márcio Barbosa, Mirian Alves, Oubi Inaê Kibuko, Regina Helena e Tietra[4].

Cadernos Negros[editar | editar código-fonte]

Os Cadernos são antologias publicadas anualmente desde 1978, alternando-se entre os gêneros poesia (nos anos pares) e conto (nos anos ímpares).

Referências

  1. CORREIA, Severino do Ramo. Quilombhoje: Um Tambor Expressando as Vozes Literárias Negras. Dissertação apresentada ao Departamento de Letras e Artes, da Universidade Estadual da Paraíba para fins de obtenção do titulo de mestre em Literatura e Interculturalidade, na linha de pesquisa Estudos Socioculturais pela Literatura. Campina Grande, 2010
  2. ANTONIO, Carlindo Fausto. Cadernos Negros: esboço de análise. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, 2005
  3. Quilombhoje completa 30 anos e lança edição comemorativa de contos e poemas afro-brasileiros. Fundação Cultural Palmares
  4. BERND, Zilá. Poesia negra brasileira: antologia. Editora AGE, 1992. Página 123

Ligações externas[editar | editar código-fonte]