Regus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Regus
Regus logo15.png
Razão social REGUS BUSINESS CENTER, Lda
Slogan Work your way
Fundação 1989, Bruxelas
Fundador(es) Mark Dixon[1]
Sede Saint Helier, Jersey (Sede)
Luxemburgo (Matriz)
Área(s) servida(s) 104 países[2]
Presidente Douglas Sutherland[3]
Pessoas-chave Mark Dixon, CEO
Dominique Yates, CFO
Produtos Escritórios Equipados, Escritórios Virtuais, Business Lounge, Salas de Reunião, Salas de Formação, Videoconferência, Planos de Contingência
Faturamento £1,533.5 milhão (2013)[4]
Renda líquida £66.9 milhão (2013)[4]
Website oficial www.regus.com

Regus é uma empresa multinacional que oferece espaços de trabalho e escritórios prontos em Business Centers em todo o mundo. Em 26 de Janeiro de 2015 operava já 2.300 centros de negócios[5] em 120 países.[5] Fundada em Bruxelas, na Bélgica, em 1989,[6] a Regus tem sede em Luxemburgo, emprega 8.375 colaboradores e está cotada na Bolsa de Valores de Londres no índice FTSE 250. Em 2013, o Grupo Regus apresentava receitas de £1,533.5m com lucros operacionais de £205.3m.

Regus no Brasil[editar | editar código-fonte]

A Regus opera no Brasil 46 centros de negócios em 11 cidades desde 1994, quando abriu o primeiro Business Center em São Paulo. Os centros de negócios da Regus no Brasil estão nas cidades de Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Fortaleza, Recife, Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória. A sede corporativa brasileira está localizada em São Paulo, na Vila Olímpia.

Regus em Portugal[editar | editar código-fonte]

Presente em Portugal há 25 anos, a Regus opera espaços de trabalho flexível e coworking em Lisboa, Porto, Oeiras, Vila Nova de Gaia, Braga e brevemente em Loulé, contando com uma equipa aproximada de 40 colaboradores, sendo a empresa sediada em Lisboa.

Em Lisboa, a Regus tem uma presença abrangente com Business Centers no Chiado, Torres de Lisboa, Parque das Nações, Avenida da Liberdade, Amoreiras e Avenida da República, tendo também já uma boa expressão no concelho de Oeiras com o Business Centers na Quinta da Fonte, em Miraflores e desde Julho de 2017 também no Lagoas Park.

No Grande Porto, está presente na Boavista, na Arrábida em Gaia, e desde 2018 também na Batalha, onde tem o seu maior centro em Portugal. Mais a Norte, a Regus está também em Braga desde 2018, com uma unidade localizada na Avenida da Liberdade

Abre em Novembro de 2019 o seu 14º centro de escritórios neste país, em Loulé (Quinta do Lago), passando a dispor de uma presença desde o Minho até ao Algarve.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1989, numa viagem de negócios para Bruxelas, um empresário inglês, Mark Dixon, reparou na falta de escritórios disponíveis para quem viajava em negócios; que eram muitas vezes forçados a trabalhar a partir de hotéis. Ele identificou uma necessidade de escritórios que seriam dotados de manutenção e pessoal, e que estivessem disponíveis para que as empresas os utilizassem com uma base flexível, e criou o seu primeiro centro de negócios em Bruxelas.[5]

A Regus entrou na América Latina em 1994, com escritório em São Paulo, no Brasil, e cinco anos mais tarde entrou no mercado asiático, abrindo o seu primeiro escritório em Pequim, na China.

A empresa completou a entrada na Bolsa de Valores de Londres em 2000.[7]

Em 2001, adquiriu a “Stratis Business Centers”, uma rede de franchising de centros de negócios norte-americana, e alargou o seu mercado aos Estados Unidos da América. Mais tarde nesse ano, o centro de negócios da Regus no 93º andar da Torre Sul do World Trade Center foi destruído durante os ataques do 11 de setembro e cinco colaboradores perderam as suas vidas[8]. A empresa foi criticada pela falta de resposta às famílias das vítimas, embora um funcionário da Regus tenha dito que foram feitos “esforços pró-ativos no sentido de encontrar todas as famílias dos colaboradores que estavam desaparecidos”.[9]

Em 2002, a empresa vendeu uma parcela (58%) do seu pilar de negócios no Reino Unido à Rex 2002 Limited, uma empresa criada pela sociedade de capitais de investimento Alchemy Partners. Esta ação arrecadou £51 milhões para a empresa, que estava a enfrentar dificuldades financeiras.

No ano seguinte a Regus apelou ao Capítulo 11 – proteção contra falência, para o seu negócio nos Estados Unidos, que estava a lutar pela sobrevivência no despertar do colapso das empresas dot.com.[10] Menos de um ano depois, retirou o seu negócio nos Estados Unidos do Capítulo 11 após a restruturação,[11] financiado em parte pelos lucros do negócio no Reino Unido.

A empresa adquiriu a HQ Global Workplaces, um fornecedor internacional de locais de trabalho, com sede nos Estados Unidos, em 2004.[12] A sede da HQ em Addison, Texas passou a ser uma das sedes da Regus.

A empresa readquiriu o negócio da Regus no Reino Unido em 2006 por £88 milhões, colocando um ponto final na dramática recuperação após o quase colapso de 2002. A empresa adquiriu a Laptop Lane,[13] uma cadeia de centros de negócios em aeroportos norte-americanos, nesse mesmo ano.

Em 2006, a empresa criou parcerias com as companhias aéreas Air France-KLM e American Airlines [14] para ter acesso privilegiado a quem viaja em negócios e em 2007 criou uma parceria com a American Express para obter acesso privilegiado para os seus membros Business Platinum.

Em 2007, a Regus expandiu a sua posição global, abrindo centros de negócios na Bulgária, Jordânia, Quénia e Qatar.[15]

Em junho de 2008, a Regus introduziu o Businessworld, um plano de cartões exclusivo que oferece quatro níveis de serviços e permite aos utilizadores um acesso mais flexível aos serviços da Regus em qualquer ponto do mundo onde exista um escritório Regus. Especialmente direcionado para profissionais que viajam com frequência.[16]

Em 14 de outubro de 2008, a Regus Group plc passou a ser designada de Regus plc. A Regus plc foi criada como holding da Regus Group plc, de modo a estabelecer a sede da empresa no Luxemburgo e a administração em Jersey.[17] Ambos são centros financeiros offshore favoráveis à empresa. A empresa tem sedes em Chertsey, Surrey, Inglaterra e Addison, Texas, nos EUA.

A Regus tem mantido a sua política de expansão, abrindo novos centros de negócio.[18] A empresa também renegociou alguns acordos de leasing com proprietários no Reino Unido para poupar, avisando-os de que os veículos poderiam ir para a administração; algo que enfureceu a indústria britânica.[19]

Em outubro de 2010, a Regus comprou no Brasil o seu principal concorrente expandiu sua rede local para 26 centros de negócios. A empresa continuou crescendo no Brasil de forma acelerada para acompanhar o mercado. Em 2014 chegou a 46 centros de negócios espalhados por todo o Brasil em 11 cidades.[20]


Em 2012, alargou a sua pegada a 99 países com a entrada no Ruanda[21] e ultrapassou a marca de um milhão de clientes. Lançou o serviço de impressão na nuvem denominado DocStation e lançou também o Third Place.

Em 19 de fevereiro de 2013, a Regus assumiu o controlou da MWB BE, o segundo maior fornecedor de escritórios no Reino Unido com uma licitação de £65.6m,[22] após uma batalha com o milionário de Hong Kong, Anson Chan, para conseguir a sua aquisição. A Regus tinha tentado uma oferta mais baixa em junho de 2011 mas sem sucesso. Também em 2013, a Regus entrou no 100.º país, o Nepal,[23] e abriu o 1500º centro em Pune, na Índia. Servindo agora mais de 1.5 milhões de clientes.

Em 2014 abriu o seu 2.300.º centro de negócios em Boulder, Colorado e abriu em 50 novas cidades no primeiro trimestre. Assinou ainda acordos com os Aeroportos de Heathrow[24] e Gatwick[25] e também com o governo de Singapura.[26]

Operações[editar | editar código-fonte]

A Regus e as suas marcas (HQ e Regus Express) fornecem escritórios de serviço, escritórios virtuais, salas de reuniões, e videoconferência para clientes numa base de contrato. A empresa opera em 104 países com mais de 3.000 centros de negócio, tornando-se na maior fornecedora de espaços de trabalho flexíveis.[5]

Sede Legal[editar | editar código-fonte]

A Regus tem sede em Luxemburgo, com escritório na Boulevard Royal, 26, L-2449.[27]

-Brasil: O escritório sede da Regus no Brasil fica em São Paulo, na Vila Olímpia.

-Portugal: O escritório sede da Regus em Portugal fica na Avenida da Liberdade, em Lisboa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons

Websites Regus Portugal e Brasil

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Nossa Equipe Sênior». www.regus.pt 
  2. «Regus apoia crescimento comercial em Moçambique». www.businesswire.com. 3 de julho de 2014 
  3. «Nossa Equipe Sénior». www.regus.pt 
  4. a b «Preliminary Results 2013» (PDF). Consultado em 23 de março de 2014 
  5. a b c d «Cópia arquivada». Consultado em 13 de abril de 2015. Arquivado do original em 26 de junho de 2015  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "about" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "about" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  6. [1]
  7. Shah, Saeed (27 de setembro de 2000). «Regus valued at £1.6bn in second attempt at flotation». Independent.co.uk. Consultado em 27 de março de 2015 
  8. Staff Writer. "September 11 - A Memorial" (pg.88), CNN.com, August 2004 (Archive date).
  9. Dwyer, Jim, and Henriques, Diana. "A Nation Challenged: Death Benefits; Money for Families Of Attack Victims Could Vary Widely", The New York Times, September 20, 2001.
  10. «release1». www.sec.gov. Consultado em 27 de março de 2015 
  11. Keers, Helena (14 de novembro de 2013). «Regus exits Chapter 11 and makes cash call». www.telegraph.co.uk. Consultado em 27 de março de 2015 
  12. «Regius will buy HQ Global». New York Times. 17 de julho de 2004. Consultado em 27 de março de 2015 
  13. «Regus buys Laptop Lane». buyingbusinesstravel.com. 8 de agosto de 2006. Consultado em 27 de março de 2015 
  14. «Regus Is Now Participating with the American Airlines AAdvantage® Program to offer a New Way to Earn AAdvantage Miles». www.businesswire.com. 11 de janeiro de 2012. Consultado em 27 de março de 2015  Texto " Business Wire " ignorado (ajuda)
  15. “Regus global locations”
  16. "Regus Business Lounges Around the World", Press release, 22/03/2013.
  17. ", Press release, 14/10/2008.
  18. Likus, Anita (27 de agosto de 2010). «INTERVIEW: Regus Set For Expansion Despite Harsh Conditions». The Wall Street Journal. London 
  19. Ruddick, Graham (12 de março de 2010). «Property industry furious at Regus». The Daily Telegraph 
  20. Regus http://www.regus.com.br/business-centre/brasil. Consultado em 27 de março de 2015  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  21. BUSINESSWIRE http://www.businesswire.com/news/home/20120916005028/pt/#.VRWG7vmsV1Y. Consultado em 27 de março de 2015  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  22. «Regus makes Business Exchange £65.6m bid». ft.com. 19 de fevereiro de 2013 
  23. «Regus opens in Nepal – now operating in 100 countries». www.londonstockexchange.com. 24 de junho de 2013 
  24. «Regus Express open for business at Heathrow Terminal 5 - Sales Initiative». www.sales-initiative.com. 12 de agosto de 2014 
  25. «Gatwick Airport opens workpods designed by Regus». www.dailymail.co.uk. 6 de janeiro de 2015  Texto " Daily Mail Online " ignorado (ajuda)
  26. «Singapore Becomes Regus' First Third Place Location in Asia». www.businesswire.com. 17 de março de 2014  Texto " Business Wire" ignorado (ajuda)
  27. «Luxembourg-based Regus brings flexi office concept to UP». www.business-standard.com. 16 de março de 2015  Texto " Business Standard News" ignorado (ajuda)