Reinaldo Porchat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Reynaldo Porchat
Retrato realizado por Adrien Henri Vital van Emelen
Nascimento 23 de maio de 1868
Santos
Morte 12 de outubro de 1953 (85 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado

Reinaldo Porchat (Santos, 23 de maio de 1868São Paulo, 12 de outubro de 1953), filho de Victorino Porchat e de Prudência da Silva (Telles), era neto do botânico suíço Henri Victor Porchat, nascido em Genebra e radicado em Santos, onde adquiriu a ilha que hoje leva seu nome.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Reinaldo Porchat foi professor catedrático de Direito Romano na Academia de Direito de São Paulo, hoje Faculdade de Direito da USP, da qual foi também diretor. Foi, de 1934 a 1938, o primeiro reitor da recém-criada Universidade de São Paulo, em cujo campus principal existe uma estátua em sua homenagem.

Como advogado, foi dos primeiros no Brasil, se não o primeiro, a especializar-se em advocacia de empresas.

Em 1923 foi eleito senador estadual em São Paulo. Foi também membro da Academia Paulista de Letras.[1]

Casou-se com Maria Júlia de Luné (1873-1921). Ambos foram pais de Oswaldo de Luné Porchat, Alcyr de Luné Porchat e Edith de Luné Porchat, esta última casada com Eusébio de Queiroz Mattoso.

Existe um colégio, localizado na zona oeste da cidade de São Paulo, chamado Escola Estadual Professor Reynaldo Porchat, onde se trata de uma homenagem a este, vez que seu nome correto é grafado com "Y"¹.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.