Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo foi criada em 9 de junho de 1994 e abrange 73 municípios em torno da cidade de São Paulo.

As zonas-núcleos são principalmente Unidades de Conservação, a maioria delas administradas pelo Instituto Florestal:

As zonas tampão que circundam as zonas núcleo contém, entre muitos outros, espaços pertencentes ao Estado:

As zonas de transição estão sujetias a monitoramento, dentro das premissas do desenvolvimento sustentável.

A Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo é coordenada pelo Instituto Florestal da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Controvérsias e Riscos Ambientais[editar | editar código-fonte]

Está correndo sério risco de degradação ambiental, juntamente com o Parque do Horto Florestal, com a construção da famosa e controvertida obra viária, conhecida por Trecho Norte do Rodoanel.

Especula-se que a obra pode comprometer o Sistema Cantareira, afetando o abastecimento de água da cidade de São Paulo.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.