Rheinfelden (Suíça)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rheinfelden
Brasão da comuna de Rheinfelden
{{{2}}}
Vista aérea da cidade
Cantão Argóvia
Distrito Sede
Língua(s) oficial(is) Alemão
Coordenadas 47° 33' 15 N 7° 47' 38 O
Altitude 274 m n.m.m.
Área 16,12 km²
População ()
 - Densidade
13.112[nota 1] hab.
813 hab/km²
Fracções
Fronteiras Möhlin, Magden, Olsberg, Kaiseraugst, Rheinfelden (Baden)
Código postal 4310
Website www.rheinfelden.ch
Comuna de Rheinfelden a destacado.

Rheinfelden (alemão suíço: Rhyfälde, IPA ˈɾiːˌfældə) é uma pequena cidade na Suíça e principal aglomeração do distrito homónimo no cantão de Argóvia. Importante centro regional da regiao de Fricktal, situa-se no Alto Reno, junto à fronteira com a Alemanha e ao limite leste da região metropolitana da cidade de Basileia.[1]

Com mais de treze mil habitantes, Rheinfelden é a sexta maior cidade de Argóvia e está económica e socialmente próxima à cidade alemã de Rheinfelden (Baden), situada do outro lado da fronteira.[nota 2]

História[editar | editar código-fonte]

No século X, o Burgo Stein foi construído, tendo sido a morada dos condes de Rheinfelden. Já à margem sul do Reno, desenvolveu-se no decorrer do século XII, durante a administração dos Zähringer, uma cidade fortificada. O burgo foi por séculos sede da Casa dos Habsburgos, período em que — entre 1218 e 1330, bem como a partir de 1415 — foi independente, até que finalmente em 1439 caiu de vez no domínio dessa casa imperial.

Rheinfelden foi diretamente afetada pelos desdobramentos da Guerra dos Trinta Anos e após a Batalha de Rheinfelden, de 1638 a 1650, foi ocupada por tropas suecas e francesas. Em 1797 foi tomada de novo pelos franceses, até que em 1802 tornou-se definitivamente suíça, transformando-se desde 1803 em sede de uma dos distritos do cantão de Argóvia.

Economia[editar | editar código-fonte]

Salina Riburg
Aglomeração da Basileia

Desde os anos de 1970 a população tem crescido, época em que a cidade passou geograficamente a fazer parte da conurbação da cidade de Basileia.[nota 3]

Economicamente, destacam-se a produção de cerveja (a cervejaria Feldschlösschen é a maior do país) e a exploração dos extensos depósitos de sal por meio da Salina Riburg.[1]

A salinidade de seu subsolo possibilitou ainda, a partir do metade do século XIX, que o município se desenvolvesse como importante estância de hidroterapia, tendo se adaptado às demandas do turismo moderno e hoje focando sobretudo na terapia e na reabilitação.[1]

Notas

  1. Dado de 31 de dezembro de 2015
  2. A Rheinfelden alemã surgiu no fim do século XIX e desde 1922 carrega o mesmo nome.
  3. Embora politicamente, Rheinfelden pertença ao cantão de Argóvia.

Referências

  1. a b c Adm. portal (2015). «Willkommen in Rheinfelden». Página da prefeitura. Consultado em 25 de agosto de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.