Ricardo de Conisburgh, 3.º Conde de Cambridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ricardo de Conisburg
Conde de Cambridge
Reinado 1414 - 5 de agosto de 1415
Antecessor(a) Eduardo
Sucessor(a) Ricardo
 
Cônjuge Ana de Mortimer
Maud Clifford
Descendência Isabel de Cambridge, Condessa de Essex
Henrique de Iorque
Ricardo, 3.° Duque de Iorque
Dinastia Plantageneta
Nascimento 20 de julho de 1385
Castelo de Conisburgh, South Yorkshire, Inglaterra
Morte 5 de agosto de 1415 (30 anos)
Southampton, Hampshire, Inglaterra
Pai Edmundo de Langley
Mãe Isabel de Castela
Brasão

Ricardo de Conisburgh, 3.º Conde de Cambridge (Castelo de Conisburgh, 20 de julho de 1385[1] - Southampton, 5 de agosto de 1415) foi um nobre inglês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no castelo de Conisburgh - de onde provém o sobrenome-, em Yorkshire, sendo o segundo filho varão de Edmundo de Langley, duque de Iorque, e da Infanta Isabel de Castela.

Casou-se em maio de 1406, com Ana de Mortimer, filha de Rogério Mortimer, 4.° conde de March, e 6.° conde de Ulster (bisneto de Eduardo III de Inglaterra)[2] e de Leonor Holland (neta do primeiro matrimônio de Joana de Kent, e portanto, sobrinha de Ricardo II de Inglaterra)[3].

Desse matrimônio nasceram 3 filhos:

  • Isabel (n. 1409 - m. 1484), casada primeiro com Tomás Grey de Werke; o matrimônio é anulado em 1430 e depois com Henrique Bourchier, conde de Essex.
  • Henrique de Iorque[4].
  • Ricardo, conde de Cambridge e depois duque de Iorque ao suceder a seu tio.

Falecida sua esposa Ana, pouco depois de dar à luz seu segundo filho, se casa em segundas núpcias em 1415 com Maud de Clifford (m.1446), de quem não teve descendência.

Criado conde de Cambridge -por cessão de seu irmão- em 1414, pouco depois é acusado de traição ao rei, por participar do Complô de Southampton e decapitado em Southampton Green, em 5 de agosto de 1415, sendo sepultado na mesma localidade de Southampton.

Referências

  1. Cokayne afirma que ele nasceu em 1375.
  2. Pugh 1988, p. 94.
  3. Cokayne 1932, p. 450; Pugh 1988, pp. 89–91; Richardson IV 2011, p. 400.
  4. Henrique não é mencionado por Pugh.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Para a conspiração de Cambridge The History of Sir John Oldcastle, veja [1]
  • Burke's Peerage