Richie Hearn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richie Hearn
RichieHearnPracticing2007Indy500.jpg
Hearn durante treino das 500 Milhas de Indianápolis, em 2007.
Informações pessoais
Nome completo Richie Hearn
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 4 de janeiro de 1971 (45 anos)
Registros na IndyCar Series
Temporadas 1996, 2000-2005, 2007
Equipes 8 (Della Penna, Pagan, Tri-Star,
Sam Schmidt, Foyt,
Menard, Hemelgarn e RP/Hemelgarn)
Corridas 25 (24 largadas)
Títulos 0 (4º em 1996)
Vitórias 1
Podios 2
Pontos 761
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP da Walt Disney World, 1996
Última corrida Estados Unidos Indy 500 de 2007
(não-classificado)
Registros na Champ Car
Temporadas 1996-1999
Equipes 1 (Della Penna)
Corridas 59
Títulos 0 (16º em 1998)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP de Long Beach, 1996
Última corrida Estados Unidos GP de Fontana, 1999

Richie Hearn (Glendale, 4 de janeiro de 1971) é um automobilista estadunidense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Competiu por dois anos na Fórmula Atlantic, sagrando-se campeão em 1995. No ano seguinte, assinou contrato com a equipe Della Penna, disputando tanto a CART (Champ Car) quanto a IndyCar Series (então, IRL). Surpreendeu ao chegar em terceiro lugar na Indy 500 do mesmo ano. Na CART, também disputaria três etapas (Long Beach, Toronto e Laguna Seca), completando duas e abandonando o GP de Toronto, marcado pelo acidente fatal de seu compatriota Jeff Krosnoff.

Para 1997, Hearn continuaria dividindo atenções entre IRL e CART, sagrando-se vencedor na etapa de Las Vegas, sendo esta a primeira - e única - vitória da Della Penna em sua história nas duas categorias. No mesmo ano faria sua primeira temporada completa na CART, tendo como resultado mais destacado dois nonos lugares, em St. Louis e Elkhart Lake.

Em 1998 permanece na Della Penna, tendo no GP do Japão pela primeira vez em sua carreira na CART um companheiro de equipe: o japonês Hideshi Matsuda, na época com 43 anos - 16 anos mais velho que Hearn. Fechou a temporada em décimo-sexto lugar, com 47 pontos.

A última temporada de Hearn na CART foi modesta, tendo um sexto lugar como melhor resultado. Sua passagem pela categoria encerrou-se com um acidente no GP de Fontana.

IRL[editar | editar código-fonte]

Entre 1996 e 1997, Hearn dividia suas atenções entre CART e IRL, sempre com a equipe Della Penna. Em 2002, disputou o maior número de corridas em sua carreira na IRL: 10 (uma pela Foyt, nove pela Sam Schmidt), conquistando um quarto lugar em Nashville.

Em 2005, abandonou as 500 Milhas de Indianápolis, única prova disputada por ele naquele ano. Sem propostas de outras equipes para 2006, resolveu se licenciar do automobilismo.

Sua última participação na IRL foi novamente em uma 500 Milhas, em 2007; chamado às pressas pela equipe Hemelgarn, que correu em associação com a Racing Professionals, Hearn obteve a classificação, terminando a prova em vigésimo-terceiro lugar.