Ronaldo Benedet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ronaldo Benedet
Ronaldo Benedet em outubro de 2017.
Nascimento 9 de março de 1956 (62 anos)
Criciúma
Cidadania Brasil
Ocupação político

Ronaldo José Benedet (Criciúma, 9 de março de 1956) é um advogado e político brasileiro.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Foi deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina na 14ª legislatura (1999 — 2003), eleito pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Eleito deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina a 16ª legislatura (2007 — 2011). Licenciou-se e assumiu a Secretária de Estado da Segurança Pública e Defesa do Cidadão.

Concorreu a deputado federal pela Câmara dos Deputados do Brasil, elegendo-se para a 54ª legislatura (2011 — 2015). Nas eleições de 2014, em 5 de outubro, foi reeleito deputado federal por Santa Catarina para a 55ª legislatura (2015 — 2019).[1] Assumiu o cargo em 1 de fevereiro de 2015.[2]

Foi um dos 71 deputados que, em 27 de maio de 2015, alterou seu voto sobre o financiamento privado das eleições no Brasil, dado no dia anterior. Na terça, 26 de maio, em sessão do Congresso, Ronaldo Benedet votou contra o financiamento privado das eleições no Brasil. No dia 27, sem explicações maiores e após o presidente da câmara recolocar o tema em votação, votou a favor.[3]

Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[4] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[4] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[4][5] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[4][6]

Referências

  1. Eleições 2014 - Ronaldo Benedet 1509
  2. Deputados federais de SC tomam posse em Brasília
  3. Marcelo Pellegrini e Wanderley Preite Sobrinho (28/05/2015). 71 deputados mudaram o voto para aprovar financiamento empresarial Carta Capital. Visitado em 29/05/2015.
  4. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017. 
  5. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017. 
  6. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]