rsync

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


rsync
Autor Andrew Tridgell, Paul Mackerras
Desenvolvedor Wayne Davison
Plataforma Tipo Unix, Windows
Lançamento 19 de junho de 1996 (22 anos)[1]
Versão estável [+/-]
Versão em teste [+/-]
Linguagem C
Gênero(s) Transferência de dados, Backup diferencial
Licença GNU GPLv3
Estado do desenvolvimento ativo
Página oficial rsync.samba.org

rsync é um utilitário amplamente usado para manter cópias de um arquivo em dois sistemas de computadores ao mesmo tempo.[2] É normalmente encontrado em sistemas do tipo Unix e em funções como um programa de sincronização de arquivos e transferência de arquivos.[3] O algoritmo rsync, um tipo de codificação delta, é usado para minimizar o uso da rede. Zlib pode ser usado para compressão[4] adicional e o SSH ou stunnel pode ser usado para segurança de dados.

É normalmente usado para sincronização de arquivos e diretórios entre dois sistemas diferentes. Por exemplo, se o comando rsync arquivo-local usuario@hospedeiro-remoto:arquivo-remoto estiver em execução, o rsync usará o SSH para se conectar como usuario ao hospedeiro-remoto.[5] Uma vez conectado, ele invocará o rsync do hospedeiro remoto e então os dois programas determinarão que partes do arquivo necessitam ser transferidas sobre a conexão.

O rsync também pode operar em um modo daemon, servindo e recebendo arquivos no protocolo rsync nativo (usando a sintaxe "rsync://").

Ele é lançado sob a versão 3 da GNU General Public License.[2][6][7][8]

Algoritmo[editar | editar código-fonte]

Seu algoritmo (inventado pelo programador Andrew Tridgell) foi criado para transmissão eficiente de um arquivo através de um link de comunicação quando um outro computador que recebe os dados já tem uma versão diferente do mesmo arquivo.

Diferente de outras ferramentas disponíveis para cópia de arquivos, o rsync quebra o arquivo de origem em vários pedaços e gera uma pequena assinatura de cada pedaço. Então, envia pela rede estas assinaturas e, fazendo o mesmo do outro lado, descobre quais pedaços faltam no arquivo de destino para torná-lo igual ao de origem.

Licença[editar | editar código-fonte]

Rsync está em código aberto sob os termos da GNU GPL Versão 2.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas e Referências

  1. Tridgell, Andrew (19 de junho de 1996). «First release of rsync - rcp replacement». Grupo de notíciascomp.os.linux.announce. Usenet: cola-liw-835153950-21793-0@liw.clinet.fi. Consultado em 19 de julho de 2007. 
  2. a b Sayood, Khalid (18 de dezembro de 2002). Lossless compression handbook. [S.l.]: Books.google.com. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  3. Ferreira, Rubem. «25». In: Novatec. Guia do Administrador do Sistema. 2008. São Paulo: [s.n.] 716 páginas. ISBN 9788575221778 
  4. «rsync(1) - Linux man page». Linux.die.net. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  5. «Using Rsync and SSH». Troy.jdmz.net. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  6. Web content caching and distribution: proceedings of the 8th International Workshop. [S.l.]: Books.google.com. Consultado em 18 de agosto de 2014. 
  7. Rasch, David; Burns, Randal; In-Place Rsync: File Synchronization for Mobile and Wireless Devices, Department of Computer Science, Johns Hopkins University
  8. Dempsey, Bert J.; Weiss, Debra (30 de abril de 1999). «Towards an Efficient, Scalable Replication Mechanism for the I2-DSI Project». Technical Report TR-1999-01. CiteSeerX 10.1.1.95.5042Acessível livremente  Parâmetro desconhecido |citeseerx= ignorado (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre software é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.