Rudolf Kjellén

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rudolf Kjellén
Nome nativo Rudolf Kjellén
Nascimento 13 de junho de 1864
Morte 14 de novembro de 1922 (58 anos)
Cidadania Suécia
Alma mater Universidade de Uppsala
Ocupação cientista político, professor universitário
Empregador Universidade de Gotemburgo, Universidade de Uppsala

Johan Rudolf Kjellén (Torsö, 13 de junho de 1864 – Uppsala, 14 de novembro de 1922) foi um cientista político e político sueco. Cunhou o termo geopolítica, em 1899. O seu trabalho foi influenciado por Friedrich Ratzel. Com Alexander von Humboldt, Karl Ritter e Friedrich Ratzel, Kjellén lançou as bases da geopolítica alemã, que mais tarde seriam aproveitadas por Karl Haushofer.

Kjellén completou o ensino secundário em Skara, no ano de 1880 e matriculou-se na Universidade de Uppsala nesse mesmo ano. Completou o seu doutoramento em Uppsala em 1891 e foi docente nessa universidade entre 1890 e 1893. Lecionou também na Universidade de Gotemburgo, onde foi professor de ciência política e estatística a partir de 1901, até voltar a Uppsala em 1916, para uma posição prestigiada como professor de eloquência e governação.

Sendo um político conservador, foi membro da segunda câmara do parlamento sueco , entre 1905 e 1908, e da primeira câmara, entre 1911 e 1917.

Visão[editar | editar código-fonte]

Kjellén fundou uma nova ciência política, dedicada a descrever o Estado: "o Estado em toda a sua totalidade, tal como se manifesta na vida real". Enumerou, assim, os atributos do poder:

  • a geografia - analisada pela geopolítica, estabelece a relação entre o Estado e o seu território
  • a economia - analisada pela geoeconomia, estabelece a relação entre o Estado e a economia
  • a sociologia - analisada pela sociopolítica, estabelece a relação entre o Estado e a sociedade nacional
  • a política - definindo a forma, o poder e a vida do Estado

Trata-se de uma abordagem pejada de determinismo. Afirma que: "Os Estados são seres sensíveis e razoáveis - como os homens".

Obras sobre política[editar | editar código-fonte]

  • Rätt och sanning i flaggfrågan, 1899
  • Stormakterna. Konturer kring samtidens storpolitik, 1905
  • Rationell samling. Politiska och etiska fragment, 1906
  • Ett program. Nationella samlingslinjer, 1908
  • Politiska essayer, 1914-15
  • Världskrigets politiska problem, 1915
  • Staten som livsform, 1916
  • Världspolitiken, 1911-1919, 1920
  • Stormakterna och världskrisen, 1920