Igreja de Nossa Senhora da Assunção (Elvas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sé de Elvas)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja de Nossa Senhora da Assunção de Elvas
Fachada principal da igreja
Nomes alternativos Antiga Sé de Elvas
Colégio dos Jesuítas
Igreja das Onze Mil Virgens
Museus da Universidade de Coimbra
Estilo dominante Manuelino, Barroco
Arquiteto Francisco de Arruda (séc. XVI)
Início da construção 1517
Fim da construção 1537
Restauro século XVIII
Função inicial Sé de Elvas entre 1570 e 1881
Proprietário atual Estado Português
Função atual Religiosa (catedral e igreja paroquial)
Religião Igreja Católica Romana
Diocese Arquidiocese de Évora
Património Nacional
Classificação  Monumento Nacional
Data 1910
DGPC 71194
SIPA 3731
Geografia
País Portugal
Cidade Elvas
Coordenadas 38° 52' 52" N 7° 9' 50.25" O

A Igreja de Nossa Senhora da Assunção, antiga Sé de Elvas, localiza-se na Praça da República, na freguesia da Assunção, cidade e concelho de Elvas, no distrito de Portalegre, em Portugal.

Em 2014, a antiga Sé de Elvas foi integrada num novo projeto do Ministério da Defesa Nacional, criado com o apoio do Turismo de Portugal, chamado Turismo Militar, que tem como objetivo revitalizar antigos pontos históricos de Portugal, através da criação de Roteiros temáticos baseados em heróis portugueses.[1][2]

A igreja, localizada em pleno centro histórico da cidade, é parte do conjunto da Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações, inscrita como Património Mundial da UNESCO.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O atual edifício foi erguido a partir de 1517 em substituição a uma igreja gótica anterior. O autor do projeto em estilo manuelino foi, provavelmente, Francisco de Arruda. A abertura ao culto foi realizada em 1537, com as obras ainda inacabadas. Da época manuelina data a estrutura geral do templo, uma igreja-fortaleza ameiada de três naves coberta com abóbada nervurada. O nártex de entrada sob a torre e o portal lateral também são manuelinos. O portal principal, de Miguel de Arruda, data de 1550 e tem caráter renascentista.[4]

Portal lateral manuelino da antiga Sé de Elvas

Em 1570 a igreja passou a ser sede da diocese de Elvas, ascendendo assim a catedral (Sé). Nos séculos XVII e XVIII foram realizadas inúmeras modificações estilísticas que enriqueceram o interior. Na época do bispo D. Lourenço de Lencastre (1759-1780), em particular, a Sé ganhou vários altares em mármore de Estremoz, como o da capela-mor realizado por José Francisco de Abreu. Também nessa época foi realizada a obra de talha dourada do órgão, atribuído ao italiano Pascoal Caetano Oldovini. Destaca-se também a sala do cabido, construída no século XVII.[5] Inserido no contexto e roteiro da Guerra da Restauração, a antiga Sé de Elvas foi utilizada como local de oração pelo bom retorno dos milhares de soldados envolvidos no conflito militar. A diocese de Elvas foi extinta em 1881, cessando as modificações no templo. Na década de 2000 foi alvo de uma grande intervenção de restauro.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja de Nossa Senhora da Assunção (Elvas)