Sérgio Paese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sérgio Paese
Informações pessoais
Nome completo Sérgio Paese
Nacionalidade brasileira
Nascimento 15 de dezembro de 1975 (42 anos)
Curitiba, PR
Registros na Champ Car
Temporadas 1998
Equipes 1 (Payton/Coyne)
Corridas 0 (inscrição barrada pela CART)
Primeira corrida Estados Unidos GP de Mid-Ohio, 1998 (participação barrada)

Sérgio Paese (Curitiba, 15 de dezembro de 1975) é um piloto brasileiro de automobilismo.

Trajetória esportiva[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Paese iniciou a carreira em 1994, disputando a EFDA Nations Cup juntamente com Tony Kanaan. No mesmo ano, competiu na Fórmula Chevrolet Brasil, onde permaneceria até 1995, quando passou a correr na Fórmula 3 Sul-americana. Nesta última, foi considerado pelo seu então companheiro de equipe, Pedro Muffato, responsável por um acidente quase fatal na etapa de Cascavel. O acidente provocou fratura nas costelas e na bacia, deixando Muffato 17 dias em coma.

Após das temporadas, inscreveu-se para três corridas da Fórmula 3000 em 1996, abandonando em duas e não se classificando para o GP de Enna-Pergusa. Em seguida, mudou-se para os Estados Unidos, competindo na Indy Lights até 1998, com desempenho razoável - conquistou duas pole-positions, duas voltas mais rápidas e três pódios.

Participação na CART barrada[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Paese chegou a ser oficializado como substituto do norte-americano Dennis Vitolo na Payton/Coyne. Ele disputaria a etapa de Mid-Ohio, porém a CART, na pessoa do chefe dos comissários Wally Dallenbach, barrou sua participação na corrida, alegando "riscos desnecessários" corridos pelo paranaense na corrida de Trois-Rivières, válida pela Indy Lights. Surpreendido com a decisão, Paese havia depositado um terço da quantia que os patrocinadores pagariam para que ele corresse a citada etapa de Mid-Ohio e também a prova de Elkhart Lake. Para seu lugar, a Payton/Coyne escalou o também brasileiro Gualter Salles. Ele chegou a pleitear uma vaga para a temporada de 1999,[1] mas não conseguiu encontrar uma equipe para correr e decidiu interromper a carreira de piloto.

Interrupção da carreira e presença na Stock Car[editar | editar código-fonte]

Após quatro anos parado, Paese voltou a correr em 2003, desta vez na Stock Car Brasil, representando a equipe Salmini Racing durante o campeonato inteiro e terminando-o em 22º lugar.[2] Voltou em 2005, desta vez com a Greco Motorsport, e agora para correr apenas o GP de Jacarepaguá. No mesmo ano, encerrou a carreira com apenas 29 anos.

Referências

  1. «Paese tenta vaga na Fórmula Indy em 1999». Folha de Londrina. 20 de setembro de 1998 
  2. «Results: Stock Car Brasil - Season 2003». Speedsport Magazine. Consultado em 15 de novembro de 2014