Sérgio Rodrigues (designer)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Iniciou seu trabalho na arquitetura no projeto do Centro Cívico de Curitiba junto com os também arquitetos David Xavier de Azambuja, Flávio Régis do Nascimento e Olavo Redig de Campos.

Teve o auge da sua carreira nos anos 50 e 60. Trabalhou com design de móveis de acordo com o modernismo no Brasil, trazendo a identidade brasileira para seus projetos tanto nos desenhos, quanto nos materiais tradicionais – couro, palhinha e madeira - exaltando a cultura brasileira e indígena.

"De fato, nesse momento ele fez coexistir o Brasil-brasileiro com o Brasil-de-Ipanema, cantada mais tarde (1962) por Tom Jobim e Vinicius de Morais na célebre "Garota de Ipanema"[1](Oscar Niemeyer).

Contemporâneo de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, seu mobiliário foi utilizado em larga escala na construção da capital brasileira Brasília.

"Naquela época (início de Brasília) não se tinha tempo de pensar em desenhar móvel nenhum. Nós usamos móveis correntes no mercado, selecionando como o Palácio exigia. O principal designer a quem solicitei móveis foi Sergio Rodrigues."[1] (Lúcio Costa).

Seu trabalho mais famoso é a poltrona mole de 1957, feita em couro e madeira com inovações de encaixe e estofado que inspiram produtos até hoje. Atualmente, a poltrona Mole integra o acervo do Museu de Arte Moderna (Nova Iorque) (MoMA).

“O móvel não é só a figura, a peça, não é só o material de que esta peça é composta, e sim alguma coisa que tem dentro dela. É o espírito da peça. É o espírito brasileiro. É o móvel brasileiro.”[2](Sérgio Rodrigues).

Ele faleceu na manhã da segunda feira (01/09/2014). De acordo com uma das funcionárias do escritório do designer, Sergio já apresentava um quadro de saúde debilitado há alguns dias. O motivo da morte não foi divulgado.

História[editar | editar código-fonte]

1951 – Se forma na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

1953 – Forma juntamento com os imãos Hauner a primeira loja de arte e móveis modernos em Curitiba a Móveis Artesanal Paranaense.

1954 – É contratado para trabalhar na loja de móveis Forma desenvolvendo projetos de móveis modernos.

1955 – Funda a Indústria Oca, um dos estúdios de arquitetura de interiores e cenografia mais importantes para a indústria do mobiliário brasileiro expondo mais de mil criações de móveis ao longo dos anos, onde ficou até 1968.

1961 – Ganha o primeiro prêmio no Concurso Internacional do Móvel, na Itália.

1968 – Monta seu próprio ateliê no Rio de Janeiro de design de móveis e arquitetura onde realizou vários projetos nacionais e internacionais como a Embaixada do Brasil em Roma, o Palácio dos Arcos e o Teatro Nacional (Brasília).

1973 – Monta a empresa Sérgio Rodrigues Arquitetura no Rio de Janeiro produzindo linhas de móveis e projetos de arquitetura e ambientação de hotéis, residências e escritórios, além de sistemas de casas pré-fabricadas. A empresa funciona até hoje no bairro de Botafogo.

Móveis mais famosos[editar | editar código-fonte]

Cadeira Oscar (1956)

Poltrona Mole (1957)

Poltrona Aspas “chifruda”(1962)

Poltrona Killin (1973)

Banco Sonia (1997)

Cadeira Katita (1997)

Poltrona Diz (2001)

Exposições[editar | editar código-fonte]

2010 - Sergio Rodrigues: Um Designer dos Trópicos - Rio de Janeiro, Brasil

2009 - Brazil Influence - Bruxelas, Bélgica.

2008 - Brasil Casa Design - Buenos Aires, Argentina.

2008 - Bienal Iberoamericana de Diseño - Madri,Espanha

2008 - Time e Place: Rio de Janeiro 1956/1964 - Moderna Musset - Estocolmo -Suécia

2005 - Expo na 25th Century - Nova York

2000 - Lançamento do livro: Sergio Rodrigues

1998 - Mostra Internacional do Design - Método e Industrialismo - CCBB - Rio de Janeiro

1998 - Bienal de Arquitetura

1997 - 40 anos de Mole- Expo no Rio Design Leblon - Rio de Janeiro.

1993 - Mostra Brasille93 - La Construzione Di Una Identità Culturale Universidade de Brescia- Italia

1992 - Saudades do Brasil: A Era JK - Exposição Itinerante

1991 - Falando de Cadeira- Museu de Arte Moderna - Rio de Janeiro

1987 - Premio Lapiz d e Plata - Buenos Aires

1984 - Cadeira: Evolução e Design - Museu da Casa Brasileira-SP

1984 - Tradição e Ruptura: Desenho Industrial

1982 - O Design no Brasil: História e Realidade- SESC/SP

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]