Sérvio Asínio Céler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sérvio Asínio Céler
Cônsul do Império Romano
Consulado 38 d.C.
Morte 46 d.C.

Sérvio Asínio Céler (em latim: Servius Asinius Celer; m. 46) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto em 38 com Sexto Nônio Quintiliano[1].

Família[editar | editar código-fonte]

Sérvio era neto do historiador Caio Asínio Polião e sua esposa Quíncia e filho de Caio Asínio Galo, cônsul em 8 a.C., e Vipsânia Agripina, uma ex-esposa de Tibério e filha de Marco Vipsânio Agripa com sua primeira esposa Pompônia Cecília Ática. Ele teve vários irmãos, entre eles Caio Asínio Polião, cônsul em 23, acusado de conspiração por Valéria Messalina e assassinado em 45, Marco Asínio Agripa, cônsul em 25 e morto em 26, Asínio Salonino, morto em 22, Asínio Galo, exilado por ter participado da mesma conspiração contra Cláudio em 46 que lhe custou a vida[2]. Além disso, era meio irmão de Druso Júlio César, filho de sua mãe com Tibério e herdeiro do imperador por um tempo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Segundo Plínio, Céler, que era um conhecido gourmand, chegou a pagar 8 000 sestércios num peixe[3]. Em 46, apesar de sua amizade com o imperador Cláudio, foi acusado de participar de uma conspiração para matar o imperador[4]. Sêneca, o Jovem, o menciona em Apocolocyntosis divi Claudii[5] quando Cláudio, no céu, contempla todos os que ele condenou à morte.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Cneu Acerrônio Próculo

com Caio Petrônio Pôncio Nigrino
com Calígula I (suf.)
com Cláudio I (suf.)
com Aulo Cecina Peto (suf.)
com Caio Canínio Rébilo (suf.)

Marco Áquila Juliano
38

com Públio Nônio Asprenas
com Sérvio Asínio Céler (suf.)
com Sexto Nônio Quintiliano (suf.)

Sucedido por:
'Calígula II

com Lúcio Aprônio Cesiano
com Quinto Sanquínio Máximo (suf.)
com Cneu Domício Córbulo (suf.)
com Aulo Dídio Galo (suf.)
com Cneu Domício Afer (suf.)


Referências

  1. TPSulp 67 = AE 1972, 88 = AE 1980, 47; TPSulp. 43 = AE 1986, 167 = AE 2002, 82; AE 1992, 1272 = M.A. Speidel, Die römischen Schreibtafeln aus Vindonissa, 1996, n. 2].
  2. Smith, William (1867). A dictionary of Greek and Roman biography and mythology. Celer, Asinius (em inglês). I. Boston: [s.n.] p. 659 
  3. Plínio, História Natural IX 31 § 67.
  4. Der Neue Pauly (Stutgardiae 1999, 2, col. 83).
  5. Sêneca,'Apocolocyntosis divi Claudii 13

Bibliografia[editar | editar código-fonte]