Síndrome do restaurante chinês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Síndrome do restaurante chinês ou síndrome do complexo glutamato monossódico (do inglês MSG symptom complex) refere-se a um conjunto de sintomas que várias pessoas relatam ter depois de comer em restaurantes chineses.[1]

Causa[editar | editar código-fonte]

Um aditivo alimentar chamado glutamato monossódico (GMS) é frequentemente acusado de ser o responsável pela síndrome de restaurante chinês.

A substância ganhou fama em 1968, quando o médico Robert Ho Man Kwok escreveu uma carta à revista New England Journal of Medicine refletindo sobre os sintomas que ele sentia toda vez que comia em restaurantes chineses.[2]

"Eu tenho uma síndrome estranha sempre que eu como em um restaurante chinês, especialmente naqueles que servem comida chinesa do norte. A síndrome, que geralmente começa quinze a vinte minutos depois de ter comido o primeiro prato, dura cerca de duas horas, sem efeito de ressaca. Os sintomas mais proeminentes são dormência na parte de trás do pescoço, gradualmente irradiando para ambos os braços e as costas, fraqueza geral e palpitações...[3]"

Robert Ho Man Kwok argumentou que a causa não poderia ser o molho de soja, pois utilizava o ingrediente em casa sem sentir os mesmos efeitos, sendo mais provável que fossem causados pelo glutamato de sódio, que é utilizado como tempero nesses restaurantes.

Cinco de seis estudos científicos duplo-cegos com pessoas que relataram sofrer a síndrome não encontraram evidências consistentes de que o glutamato monossódico na comida é a causa dos sintomas. Análises de sangue não indicam que seja uma resposta alérgica. Ainda não há outra explicação cientificamente comprovada para os sintomas.[4][5] Em um estudo em que o glutamato foi consumido sem alimento sólidos e em altas concentrações (mais de 2%) causou mais dor de cabeça que o placebo em pessoas sensíveis, mas os dados não foram consistentes e reproduzíveis posteriormente.[6]

É importante ressaltar que o glutamato é também usado na maioria dos temperos ocidentais, especialmente os em pó ou em cubos. Ele também está presente naturalmente em alimentos como tomates, cogumelos e queijos. Além disso, muitos restaurantes chineses passaram a servir comida sem GMS para evitar o desconforto de clientes.[7]

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

A maioria das pessoas pode comer alimentos que contêm glutamato monossódico sem problemas. Uma pequena porcentagem de pessoas relata as seguintes reações:[8]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Os sintomas costumam passar em poucos minutos de descanso, após beber bastante líquidos. Sintomas como dor de cabeça e no peito são tratados com analgésicos comuns. Sintomas de alergias como rubor, inchaço e dificuldade de respirar são tratados com anti-histamínicos.[9]

Referências

  1. «Chinese Restaurant Syndrome: What the Research Says About MSG». healthline.com. Consultado em 22 de abril de 2017 
  2. Future, Bianca Nogrady Da BBC. «Essencial na cozinha oriental, o glutamato monossódico realmente é nocivo à saúde?». BBC Brasil. Consultado em 31 de março de 2017 
  3. «Chinese-Restaurant Syndrome». New England Journal of Medicine. 278 (14): 796–796. 4 de abril de 1968. ISSN 0028-4793. doi:10.1056/NEJM196804042781419 
  4. Yang, William H.; Drouin, Michel A.; Herbert, Margaret; Mao, Yang; Karsh, Jacob (1 de junho de 1997). «The monosodium glutamate symptom complex: Assessment in a double-blind, placebo-controlled, randomized study». Journal of Allergy and Clinical Immunology. 99 (6): 757–762. doi:10.1016/S0091-6749(97)80008-5 
  5. Obayashi Y, Nagamura Y. Does monosodium glutamate really cause headache? A systematic review of human studies. J Headache Pain. 2016;17:54.
  6. Geha RS, Beiser A, Ren C, Patterson R, Greenberger PA, Grammer LC, et al. Review of alleged reaction to monosodium glutamate and outcome of a multicenter double-blind placebo-controlled study. J Nutr. 2000;130(4S Suppl):1058S–62S.
  7. «Chinese Food and Headaches». webmd.com. Consultado em 22 de abril de 2017 
  8. «Chinese restaurant syndrome: MedlinePlus Medical Encyclopedia». nih.gov. Consultado em 22 de abril de 2017 
  9. «Chinese Restaurant Syndrome: What the Research Says About MSG». healthline.com. Consultado em 22 de abril de 2017